Mar Morto - Jorge Amado



O livro retrata a vida de homens que tiram seu sustento do mar, não com pesca, mas com pequenos fretes entre as ilhas. E principalmente, nos conta a história de Guma. 

Seu pai, seu tio, todos os homens de sua família foram homens do mar, e muitos tiveram o mesmo destino, foram levados por Iemanjá. E com ele não foi diferente, desde os 12 anos sua vida é o mar, e ele cresce número povoado onde todos os home vão para o mar e as mulheres e crianças esperam e rezam que eles voltem. 

Por isso, Guma decide que não vai se casar, pois um homem do mar deve ser livre, e não deve deixar uma esposa esperando por alguém que pode nunca voltar, pois o destino de uma mulher que perde o marido para o mar é passar fome ou trocar o próprio corpo por dinheiro para sobreviver. 

Mas então Guma conhece Lívia, uma moça da cidade, a quem ele não consegue esquecer. Ele sai para o mar tentando esquecê-la, mas o destino é mais forte, e eles acabam se casando. E cada vez que ele vai para o mar Lívia vai também, pois ela sofre muito a cada espera, ela sempre acha que ele não vai voltar. 

Porém, Lívia engravida, e essa vida de espera e angústia a atormentam ainda mais. Ela quer que Guma venda o barco e eles se mudem para a cidade, para montar um negócio. 

Guma pede para ela um prazo para que possa primeiro pagar algumas dívidas, mas esse prazo se estende e anos se passam. 

O filho dos dois já está começando a se encantar pelo mar também, e ela quer levá-lo logo embora daquele lugar, ela não quer ter que esperar e sofrer duas vezes, pelo marido e pelo filho. 

O pior então acontece, Iemanjá leva Guma, nem ao menos seu corpo ela devolve, e ela não consegue ver Guma uma última vez. 

E então ela resolve ficar, ela comandará o barco agora, e ensinará ao filho como ser bravo e destemido como o pai, ela será uma mulher do mar, e sempre que estiver no mar estará perto de Guma.
***
O LIVRO
Ano: 2012
Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Companhia de Bolso
Sinopse:
Nenhum outro livro sintetizou tão bem quanto Mar morto o mundo pulsante do cais de Salvador, com a rica mitologia em torno de Iemanjá, a rainha do mar. Personagens como o jovem mestre de saveiro Guma parecem prisioneiros de um destino traçado há muitas gerações: o dos homens que saem para o mar e que um dia serão levados por Iemanjá, deixando mulher e filhos a esperar, resignados.

Mas nesse mundo aparentemente parado no tempo há forças transformadoras em gestação. O médico Rodrigo e a professora Dulce, não por acaso dois forasteiros, procuram despertar a consciência da gente do cais contra o marasmo e a opressão.


Esse contraste entre o tempo do mito e o da história move Mar morto, envolvendo-nos desde a primeira página na escrita calorosa de Jorge Amado.

AUTOR:

Foi um dos mais famosos e traduzidos escritores brasileiros de todos os tempos.

Ele é o autor mais adaptado da televisão brasileira, verdadeiros sucessos como:
  • Tieta do Agreste, 
  • Gabriela, Cravo e Canela e 
  • Teresa Batista Cansada de Guerra 
São criações suas, além de: 
  • Dona Flor e Seus Dois Maridos e 
  • Tenda dos Milagres. 
A obra literária de Jorge Amado conheceu inúmeras adaptações para cinema, teatro e televisão, além de ter sido tema de escolas de samba por todo o Brasil. Seus livros foram traduzidos em 55 países, em 49 idiomas, existindo também exemplares em braille e em fitas gravadas para cegos.

Amado foi superado, em número de vendas, apenas por Paulo Coelho mas, em seu estilo - o romance ficcional -, não há paralelo no Brasil.
Em 1994 viu sua obra ser reconhecida com o 
Prêmio Camões, o Nobel da língua portuguesa

                                                                              ***                                                                                                                     



Por: Cristina Daitx 
Contato: cristina.scheffer@hotmail.com

















Nenhum comentário:

Postar um comentário


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo