Devaneios - Priscila Goes






Nessa vida de anseios
Vive-se muitos devaneios
Em busca de ser feliz
Como um eterno aprendiz


De tanto querer bem
torna-se refém
Sonhando acordado
sentindo cheiro e o abraço 


Sintoma de amor mansinho
Feito passarinho
Vai chegando de repente 
E embeleza a vida da gente




Priscila G

Saber mais: Priscila Goes

Poesia faz bem para saúde "VERSOS de ONTEM" faz bem para alma

SABER MAIS: clique aqui
 “Quando nos colocamos disponíveis para a leitura de versos, passamos a enxergar o mundo também de um novo jeito.” Matéria Vida Simples, ed. 194, p. 36 – 2018 – Laís Barros Martins.
Ao ler essa matéria, compreende-se a importância da poesia em nossas vidas, portanto, leitores e não leitores podem perceber a importância que o simples hábito pode ser transformador, tanto para quem absorve, quanto para quem escreve.

Na mesma matéria, a autora reforça, ainda, essa importância ao mencionar um estudo da Universidade de Liverpool, na Inglaterra, elaborada por Philip Davis.
[...] ler poesia é mais útil e eficaz em tratamentos do que livros de auto-ajuda [...] (p. 36).
A semântica complexa, os versos soltos, o Português erudito, isso tudo faz com que o cérebro trabalhe em forma de alívio, alimentando a alma.

A melhor prova disso, de que poemas faz bem, sim, para a saúde, é perceber que até mesmo o não leitor, conhece ou guarda alguns versos na memória, às vezes sem saber o motivo, apenas guardam, tais como:
“No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.” 
NO MEIO DO CAMINHO – CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

Para os apreciadores, ler os poetas clássicos, estudar poesia de autores que ainda vivem na memória após décadas ou séculos, com seus versos fortes, é uma tradição, é lei. Mas para àqueles que gostam de uma leitura leve, gostosa, que com versos simples, encanta e faz nossos dias ficarem musicais, podem começar a apreciar os autores contemporâneos. Esses mesmos que estão ao nosso lado, embelezando a vida com as palavras, neste exato momento.
"A poesia incendeia a alma com chama ardente, quente, porém deliciosa. É capaz de transformar coração contrito em pura euforia, de fato, a poesia é remédio até para curar paixão não correspondida, quiçá tristeza descontínua, contínua, com ou sem motivo. Sou a prova viva de que essa belezura, criada pelo Divino, transmuta e muda a gente por inteiro. Quando iniciei meus devaneios pela Literatura, encontrei-me no mundo e a dor profunda do meu peito foi-se embora e seu rastro, por mim, fora transformado em linhas cursivas, claramente, em poesia de aurora. Portanto, percebo que muitos autores contemporâneos, assim como eu, escrevem como fuga de si mesmos, e acabam se encontrando nas letras, rimas e enredos, além de ter e ver a escrita como espelho da alma. Logo, a poesia atual é sem fronteiras e sem rasuras, há lugar e espaço para todos, excepcionalmente para o leitor e o seu deleite". Priscila Goes é graduada em Letras – Língua Portuguesa e respectivas Literaturas, pela Universidade Católica do Salvador (UCSal)

Um DOM de poucos, onde muitos reúnem desabafos, talento, técnicas e, o mais importante, a delicadeza do olhar em detalhes no profundo e não simplesmente ver apenas o que lhes rodeia, o que respira. Olhar, sentir, concentrar e, de repente, seu olhar transformando em palavras, que alinham em versos e, quando menos esperamos, recebemos uma linda estrofe ou poema.

Estudar poetas contemporâneos ou apreciá-los também gera saúde, e é, para muitos, mais importante que se prender aos clássicos, pois sabemos que esses estão próximos de nós, dispostos a oferecer seu olhar sobre a vida sentimental e social, confiando em nós leitores e não leitores a receber os seus desabafos.
"Nos estudos à Literatura, no âmbito acadêmico e escolar, tem-se o mesmo peso entre as disciplinas da Literatura Canônica e a Contemporânea, bem como o respeito às suas diferenças e importância, entretanto, é notório que a linguagem atual é mais gustativa para os jovens, portanto, ao utilizar os poetas contemporâneos como molde à produção textual, na escola, a atividade pode ser mais produtiva e interativa, daí já se observa a importância de dar a devida ênfase para a leitura e produção da poesia atual, além dos inúmeros benefícios que essa arte produz ao indivíduo em seu contexto mais amplo". Priscila Goes é graduada em Letras – Língua Portuguesa e respectivas Literaturas, pela Universidade Católica do Salvador (UCSal) 
Nada mais representativo no contexto poético atual, do que falar das obras do autor Marlon Moraes. Um poeta que começou, no século passado (anos 90), a rascunhar seus primeiros poemas e que embeleza as palavras neste milênio tão conturbado e distorcido de valores.
***
SABER MAIS: clique aqui
O escritor Marlon Moraes nasceu em Bom Jesus da Lapa, Bahia, a 16 de outubro de 1976. Mudou-se para belo Horizonte em setembro de 1986, onde residiu por 10 anos, iniciando a vida literária em jornais e revistas culturais.
A temporada em Juiz de Fora começa em agosto de 1996. Alguns anos mais tarde, participa do Sarau do Poeta e torna-se sequentemente, membro da Associação de Cultura Luso-Brasileira e da Academia de Letras da Manchester Mineira, como também coordenado do Sarau In Versos. 
***
Podemos sentir em cada obra, e não são poucas, sua alma desabafar, seu cuidado nas escolhas das palavras, seu talento exposto nos desígnios de estilo ou mesmo sua personalidade cravada em cada página, em cada poema, em cada verso.

O Leitor pode conhecer seus poemas CONCRETOS em *Domínio Público – Antologia Poética – Poesia. 2015. Templo Editora; podem conhecê-lo em um desabafo profundo entre dor e esperança com a obra *Mar de Sophia – Poesia. 2011. Funalfa Edições; porém, também podem conhecer sua aventura viagem pela Estrada real, na qual também leva o título da obra *Estrada Real – O Caminho do Ouro – Prosa. 2013. Funalfa Edições; recomenda-se, também, conhecê-lo como autor quase pedagógico, por meio de suas obras infantis, onde sua alma, como pai, é revelada, com zelo de passar valores simples aos seus filhos: *Timpó e o Circo da Alegria – Infantil. 2014. Templo Editora; *A Tartaruga Carla e o Pescador – Infantil. Templo. 2017. Amor Este, que ele mesmo revela, BEM MAIOR.

Escritor completo, com mais de 10 obras poéticas, 1 romance, dois livros infantis, em 2018, lançou mais um para seu acervo autoral.
SABER MAIS: clique aqui
O leitor, ou mesmo, não leitor, que quer realmente conhecer uma obra rica de sentimentos, versos simples, palavras eruditas, podem começar por VERSOS DE ONTEM,
Um livro onde...
Alma fala;
Coração desabafa;
Tem:
Uma história de amor;
Amor - GRANDE AMOR
Realidade:
Amor de ontem
Versos de hoje. 
Poemas e versos que trabalham muito a figura de linguagem, um português erudito.
Com Vocabulário – Raro – compondo palavras complexas, de laboriosa localização.
Versos Soltos ou Versos Brancos e, misturadas, (quando não segue um esquema fixo). E porque não dizer com seu próprio estilo de poetizar, composição característica de Marlon Moraes.”

É assim que sinto ao falar dessa preciosidade.

Fui convidada para participar da revisão da obra – aquela última que todo e qualquer escritor necessita antes de autorizar a impressão para gráfica – ao sentir todo o atributo inserido em cada poema; ao ler como leitora apaixonada pela arte poética; ao perceber a qualidade e zelo do escritor em escolher palavras-chave, usando e abusando de um bom Português, ao mesmo tempo que desabafa; não só recomendo ser apreciada por meio de leitura cotidiana, como, também, por meio de estudo.
Trabalhar escritores contemporâneos em escolas, estimula os estudantes a criarem o hábito e gosto pela leitura, trazendo leveza e meio aos estudos mais densos, principalmente quando o autor é acessível para projetos pedagógicos.

Portanto, é interessante que Versos de Ontem seja trabalhada em escolas, principalmente nas séries maiores, pela qualidade da escrita, pela ousadia do autor em brincar com o idioma, trabalhar figuras de linguagens, regras como semântica, estilística e a elegância da fonologia, com a sonoridade dos versos ou mesmo do poema; todavia, mais que isso, por ser um livro poético de uma alma que quer superar e desabafar sobre a vida, entre erros e acertos.
  
Podemos sentir VERSOS DE ONTEM, por meio da página 36 ou contracapa, a tenuidade do autor com os títulos interpretativos. A infinita perspectiva que pode-se ter em cada poema, seja no campo sentimental, sentindo apenas o desabafo ou, até mesmo, interpretar aliando a filosofia ao buscar o verdadeiro significado de Maya (conceito da ilusão que resume-se a natureza do universo, espaço e tempo).
SABER MAIS: clique aqui

Ou mesmo seus versos livres, que mesmo soltos do poema, da página, podem ser apreciados e sentidos. 
SABER MAIS: clique aqui

É uma leitura delicada, profunda, que faz você querer ler devagar, absorvendo toda carga de sentimento, ao mesmo tempo alguns terão vontade de ler compulsivamente, como se sentisse uma história entrar na alma, instigando a curiosidade de chegar ao final como nos romances ficcionais.

Em todo o trajeto de leitura/revisão, lembrei à matéria da Revista Vida Simples, ed. 194, p. 40, que ressalta a importância da poesia para a saúde:

“Um verso é capaz de nos erguer de um abismo. A poesia, através das palavras, faz ser o que ainda não existe.”
Professor de filosofia.

E Versos de Ontem gera não só saúde, alimenta a alma, uma obra que tem de ser trabalhada, apreciada, divulgada, estimada em bibliotecas, pelos leitores, escritores e todos que apreciam a arte pela essência da alma, aliada ao bom Português e, claro, a qualidade peculiar do autor.

Que os Versos de Ontem continue a caminhada para “Versos de Hoje”, não deixando os leitores esperarem muito para nascer seu próximo trabalho autoral.
***
Quer conhecer VERSOS DE ONTEM?
Interessado em parceria com o livro? 
Entre em contato com leiturasplus@gmail.com

***
                                                                                                                 BY:
Patrícia Brito


Na Ilha - Tracey Garvis Graves


ISBN-13: 9788580574029
ISBN-10: 8580574021
Ano: 2013 /
Páginas: 288
Idioma: português
Editora: Intrínseca



Sinopse:
Anna Emerson é uma professora de inglês de 30 anos desesperada por aventura. Cansada do inverno rigoroso de Chicago e de seu relacionamento que não evolui, ela agarra a oportunidade de passar o verão em uma ilha tropical dando aulas particulares para um adolescente. T.J. Callahan não quer ir a lugar algum. Aos 16 anos e com um câncer em remissão, tudo o que ele quer é uma vida normal de novo. Mas seus pais insistem em que ele passe o verão nas Maldivas colocando em dia as aulas que perdeu na escola. Anna e T.J. embarcam rumo à casa de veraneio dos Callahan e, enquanto sobrevoam as 1.200 ilhas das Maldivas, o impensável acontece. O avião cai nas águas infestadas de tubarão do arquipélago. Eles conseguem chegar a uma praia, mas logo descobrem que estão presos em uma ilha desabitada. De início, tudo o que importa é sobreviver. Mas, à medida que os dias se tornam semanas, e então meses, Anna começa a se perguntar se seu maior desafio não será ter de conviver com um garoto que aos poucos torna-se homem.

Sobre a autora:
TRACEY GARVIS GRAVES mora no Iowa com o marido e dois filhos. Ela é autora best-seller de ficção contemporânea do New York Times, do Wall Street Journal e do USA Today. Seu romance de estréia, On the Island, passou nove semanas na lista de best-sellers do New York Times, foi traduzido em trinta e um idiomas, e está em desenvolvimento com a MGM e Temple Hill Productions para um longa-metragem. Ela também é autora de Uncharted, Covet, Every Time I Think of You, Cherish, Heart-Shaped Hack, White-Hot Hack e The Girl Ele costumava saber. Ela está trabalhando duro em seu próximo livro.

Resenha:
  Anna é uma mulher de 30 anos, professora, namorada de John à oito anos. Quando a relação dos dois fica estagnada e ele não demonstra intensões de ir além, ela resolve tirar um tempo para si mesma, longe de Jonh e de todos.

Ela aceita um emprego de verão, viajar com uma família e ser a tutora de T.J., um menino de 16 anos que se recupera de um câncer. Sua função é ajudá-lo a recuperar as matérias que ele perdeu enquanto estava em tratamento, para que tenha condições de entrar em uma faculdade. Mas, a caminho da viagem, T.J. e Anna sofrem um acidente de avião e ficam perdidos em uma ilha paradisíaca e deserta. 

Durante esse tempo muitas coisas acontecem. Eles têm que lutar para vencer a fome, a sede, os perigos e as doenças que surgem. Além disso, Anna tem que lutar para resistir aos encantos de T.J., pois três anos já se passaram, e ele torna-se cada vez mais gentil, amoroso e protetor. Até que um dia ela cede, e se entrega a esse amor, que é tudo que ela sempre sonhou. 

Mas nem o amor consegue vencer o fato de  que eles provavelmente não conseguirão resistir, pois suas vidas estão por um fio. E quando tudo parece perdido, um tsunami devasta a ilha e os dois são resgatados e confundidos com os sobreviventes do tsunami que atingiu a Indonésia. Quando todos descobrem que os dois estão vivos, depois de tanto tempo, todos ficam chocados e felizes. 

E chega a hora de encarar o mundo, e tudo que perderam durante esses anos, e principalmente, arcar com as consequências do relacionamento dos dois. Afinal, trata-se de uma professora de mais de 30 anos, e um ex-aluno de 22 anos. O que suas famílias pensarão a respeito? O que o mundo pensará a respeito? Será que esse amor resistirá a pressão que há fora da ilha? E a diferença de idade entre os dois, continuará não fazendo diferença?

 Opinião pessoal:
A história é comovente. O amor entre os personagens é intenso e muito bonito. Porém, ao serem regatados, as cobranças, o preconceito e as convenções sociais põem seu amor a prova. E é nessa hora que o livro torna-se ainda mais interessante. Os capítulos são divididos entre os narradores T.J. e Anna; e conseguimos a todo momento ter uma visão completa de tudo o que um representa para o outro. E de tudo que os dois passam e sofrem, dentro e fora da ilha. Certamente, não há um leitor, que conhecendo essa incrível história, não vá torcer muito por esse casal.

***
                                                                                                                         BY:
Cristina Daitx
Resenhista Literária
Letróloga


Priscila Goes - Colaboradora

Priscila Goes tem 27 anos, natural de Salvador - BA, onde reside, entretanto passou a maior parte da sua vida em Conceição do Coité, interior do estado. Possui graduação em Letras – Língua Portuguesa e respectivas Literaturas, pela Universidade Católica do Salvador (UCSal) e, hodiernamente, atua como revisora de textos e coorientadora de trabalhos científicos, atividades essas que a permitem estar imersa na escrita, a qual, por sua vez, nutre como missão de vida, pois foi através da Literatura, com leituras e devaneios somados à escrita, que transformou as suas dores em poesia e as lágrimas em linhas cursivas, resultando todas elas em seu primeiro livro Caderninho e outros contos.

Priscila apresentará seu trabalho autoral no LP, como: 
Poemas
Contos
Crônicas
Pensamentos

Divirtam-se e apreciem sem moderação.

***
                                                                                  BY



Como Está a Sua Fé? - Flávia Pimenta


Edição: 1
ISBN: 9788542812916
Páginas: 112
Data de Publicação:   11/2017

Sinopse:
fé? fé! fé. Sua fé é uma interrogação, uma exclamação ou um ponto-final? O leitor encontra-se diante de um escrito lindo e profundo. São páginas cheias de sabedoria. De maneira rápida e imediata, a autora soube expressar pensamentos profundos, equilibrados, humanos. Sem ser pomposo e rebuscado, o escrito te deixa pensativo, e com o desejo de aprofundar pensamentos e verdades de grande valor armados sem ser demonstrados. O escrito está cheio de pétalas humanas e cristãs capazes – se vinculadas na vida diária – de transformar o coração, a família e a sociedade. Pe. Odorico Filippo
Sobre o autora:
FLÁVIA PIMENTA, formada em Administração de Empresas, tornou-se escritora por vocação. Sua predileção por livros a fez se aproximar do mundo mágico da literatura. Casada há vinte anos, essa jovem empresária de 38 anos dedica parte de seu tempo à sua família e outra à sua grande paixão, escrever. Desde muito nova, os conceitos ganhavam vida em sua cabeça e era simplesmente libertador transcrevê-los. Hoje, Flávia realiza um sonho ao publicar No seu olhar, seu primeiro romance. Você também irá se apaixonar por essas personagens repletas de amor, de desejo e de sonhos.

Resenha:
Neste livro, a autora nos leva a refletir sobre nossa fé, e principalmente, como estamos e se estamos nos relacionando com Deus. Será que na correria do dia a dia não estamos nos esquecendo Dele? E esquecendo de tudo que Ele e seu filho nos ensinaram?

Nos lembra, que viver com Deus no coração nos traz paz e discernimento para lidar com que se impõem em nosso caminho. E que seguir seus ensinamentos é muito fácil. Podemos ser bons cristãos e boas pessoas o tempo todo, pois a bondade, a caridade e o amor são demonstrados em pequenos gestos, em pequenas gentilezas, enfim, em simples atitudes.

O livro é dividido em tópicos, onde ela nos apresenta sua opinião sobre diversos temas: amor (de todos os tipos), fé, humildade, felicidade, pecado, julgamento, perdão, morte, saúde, paz, etc. De uma maneira simples e linguagem coloquial, nos intriga a buscar respostas para perguntas que vai mencionando ao longo do texto. 

No final, compartilha conosco uma situação pessoal, e nos dá uma grande lição. Mostra que nós, seres humanos, não somos perfeitos. Que podemos cometer erros, mas que nunca é tarde para admiti-los. E que Deus está sempre conosco, para guiar e orientar.

                                                                                                                   BY: 
Cristina Daitx
Resenhista Literária
Letróloga


O Jardim dos Esquecidos - V. C. Andrews


Saga dos Foxworth - Livro 01

ISBN-13: 9788567871240
ISBN-10: 8567871247
Ano: 2014 / Páginas: 416
Idioma: português
Editora: Novo Século
Sinopse: A história que já conquistou milhões de pessoas no mundo todo.
Eles eram uma família perfeita e despreocupada, até que uma tragédia ceifou sua felicidade.

Por causa de uma herança que vai garantir seu futuro, as crianças devem ser escondidas, como se nunca tivessem existido. Serão mantidas no piso superior da vasta mansão de sua avó – sua mãe amorosa lhes assegura – por apenas poucos dias. Mas o que era para ser somente dias torna-se meses, anos de agonia. Cathy, Chris, e os gêmeos Cory e Carrie veem sua sobrevivência ser entregue a uma avó cruel e moralista. E eles terão de viver neste mundo apertado e isolado, pois esta é sua única opção.

Esta obra-prima de suspense psicológico, primeiro volume da saga da família Dollanganger, continua a ser o mais famoso e intrigante romance de V.C. Andrews. Foi adaptada, pela segunda vez, para o cinema, com lançamento em 2014. O segundo livro da série, Pétalas ao vento, foi adaptado para a TV e estreou em maio de 2014 no canal americano Lifetime; a rede anunciou a produção de mais duas obras da sequência para 2015.
Sobre a autora:
Cleo Virginia Andrews, mais conhecida como V. C. Andrews ou como Virginia C. Andrews foi uma escritora estado-unidense. Ela nasceu em Portsmouth, Virginia, e morreu de Câncer de mama aos 63 anos de idade.

Romances
Seus principais livros são a saga dos Foxworth que falam do incesto de tio e sobrinha, que tem 4 filhos e seus filhos se tornam amantes. A série se divide em 5 titulos:
1979 - Jardim dos Esquecidos
1980 - Pétalas ao Vento
1981 - Os Espinhos do Mal
1984 - Sementes do Passado
1986 - Jardim de Sombras

Resenha:
    Uma linda mulher, casada com o marido perfeito, e mãe de quatro filhos que parecem bonecos de porcelana. Crianças lindas, inteligentes e mimadas por esses pais amorosos. A vida perfeita, até que uma tragédia acontece. Sozinha, com quatro filhos para sustentar, e sem nenhum dinheiro, a única solução que ela encontra é procurar sua família e pedir ajuda. Para as crianças, isso tudo é uma grande surpresa. Conhecer avós dos quais nunca ouviram falar, mudar de cidade, deixar os amigos e as lembranças de seu amado pai.

     Mas essa viagem ao desconhecido torna-se para eles uma prisão. Com a ajuda da avó das crianças, uma mulher extremamente cruel, a mãe tranca as crianças em um quarto, no sótão, para ficarem escondidos, esperando que um dia seu avô aceite-os em sua casa. E o que era para ser apenas uma noite, estende-se por mais de dois anos. Durante esse período, eles terão que tentar sobreviver com o pouco alimento que recebem, com os castigos físicos de sua avó, e com o desprezo da própria mãe.

   Depois do pior de todos os sofrimentos, a morte de um dos irmãos mais novos, os irmãos mais velhos planejam uma fuga. Enquanto se preparam para isso, eles descobrem que foram enganados. Que as promessas da mãe e as desculpas que ela usa para deixá-los ali já não tem fundamento. Que a mãe amorosa, que conheceram a vida toda, é tão cruel, ou ainda pior que a avó que eles conheceram. E que o sofrimento que ela causou em suas vidas, jamais poderá ser perdoado.

   Um suspense psicológico cheio de segredos, que leva o leitor ao extremo de suas emoções. O sofrimento de quatro crianças, e tudo que fazem para tentar sobreviver tornam o livro emocionante.

   Este é o primeiro volume da saga da família Dollanger, aonde conhecemos Chris, Cathy, os gêmeos Cory e Carrie, e tudo que passaram em sua prisão. E nos próximos volumes, o autor tem a oportunidade de saber mais sobre os segredos dessa intrigante família.

***
                                                                                                                          BY:
Cristina Daitx
Resenhista Literária
Letróloga


ACADEMIA TEIXEIRENSE DE LETRAS – FABIANO NOVAIS

O romancista e cronista Fabiano Novais

Fabiano Novais ocupa a Cadeira 19 da Academia Teixeirense de Letras (ATL), da qual é patrono o saudoso Genivaldo Bispo de Oliveira.

Natural de Teófilo Otoni/MG, ele é médico e escritor. Reside em Teixeira de Freitas com a família desde 2009.

O acadêmico é autor dos livros “De médico e louco” (crônicas) de 2002; “A arte que pulsa” (crônicas) de 2003; “Concreto Quase” (romance) de 2012; e “Papo de Esquina” (crônicas) de 2014. Ele ainda teve participação nas antologias “ATL em Verso e Prosa!” volumes 1 e 2 e “Hipérboles”, essa organizada pelo escritor mineiro Toni Gonçalves e publicada pela Editora Ramos.
O romance "Concreto Quase", de Fabiano Novais

Sobre o romance, o poeta e jornalista Almir Zarfeg escreveu: “’Concreto Quase’ é uma delícia de se ler, de se devorar e, claro, de se elogiar. Enfim, é literatura de gente grande e isso, convenhamos, não é pouca coisa. É muita coisa ou coisa muita, como diria Guimarães Rosa”.

O escritor e jornalista Athylla Borborema, por sua vez, pontuou: “A condição de Fabiano ser um médico militante ajudou a embelezar a trama deste romance e fantasiar os seus efeitos. Os delírios e os sonhos do engenheiro Antônio, a sua insônia maldita e a sua permanente agonia com o seu estado cagado e fedorento sobre fezes e mais fezes não lhe tiraram o poder da sensibilidade”.

Fabiano começou a escrever as primeiras crônicas durante o curso de medicina na Universidade Federal de Minas Gerais, publicadas especialmente no jornal Estado de Minas. Ele também editou o jornal literário Cartas de Pasárgada.
O acadêmico durante entrega do Prêmio Castro Alves de Literatura 2018
O Prêmio Castro Alves de Literatura, realizado pela ATL, é uma sugestão dele, que sentia e ainda sente a falta de apoio e incentivo aos artistas da palavra em Teixeira de Freitas e demais cidades da região.

O certame literário, que já está na 2ª edição, é dirigido ao público do extremo sul da Bahia. Dividido em duas versões – interna e externa, categorias poema e crônica –, o prêmio oferece aos vencedores medalhas, certificados e uma quantia em dinheiro (para os primeiros colocados da versão externa).

“No final deste ano de 2018, teremos o prazer de anunciar a abertura das inscrições para o Prêmio Castro Alves de Literatura 2019. Portanto, confrades, confreiras e público em geral, fiquem atentos”, informou Fabiano Novais, que preside a Comissão Julgadora da versão externa do concurso literário em questão.

Entre alguns projetos literários, o confrade escreve o romance “Pássaros Suicidas” no momento.

***
SABER MAIS  
                                                Almir Zarfeg
Presidente da Academia Teixeirense de Letras.Clique Aqui

***

                                                                                   BY:
Site: Clique Aqui

A Cortesã - Nahra Mestre


Damas Perfeitas # 2

ISBN: B07FKCTY83
Ano: 2018 / Páginas: 170
Idioma: português
Editora: Portal
Sinopse:
A Cortesã é o segundo livro da série Damas Perfeitas. Apesar de independentes, as histórias se interligam ao longo da série e, assim, aconselha-se a leitura do primeiro livro, A Marquesa, disponível no Amazon e em formato impresso, na editoraportal.com.br 


A série Damas Perfeitas retrata as mulheres que se escondiam atrás das convenções sociais impostas no século XIX, na Era Vitoriana. Nessa época, quando o conceito de "amor romântico" passa por profunda transformação, existiram algumas que desafiaram as regras e fizeram a diferença na história do Reino Unido. Apesar da aparência frágil e submissa, elas tiveram um papel fundamental nas relações sociais e políticas de seus maridos. Por trás dos homens e com muita sensibilidade, fizeram história no período Pós- Revolução Industrial.

Nascida e criada no bordel mais famoso de Paris, Marie Bourdon nunca almejou ser uma cortesã. Enquanto procurava uma maneira de escapar de seu destino, foi surpreendida por um nobre inglês, que lhe prometeu matrimônio, alimentando sua ilusão de abandonar a vida que lhe fora traçada.

David Hervey, o segundo filho do marquês de Bristol, sempre esteve atento às necessidades de todos a sua volta. Amigo fiel e irmão dedicado, sua disponibilidade para ajudar o próximo muitas vezes sobrepunha os próprios anseios. 

Enganada, roubada e abandonada, Marie conhece David, seu anjo salvador, a esperança de um recomeço. Entretanto, apesar de se ver cada vez mais envolvida, o passado resolve assombrá-la, relembrando-a a todo momento de onde ela veio.

Um romance de época que ressalta as implicações dos estereótipos e retrata uma mulher forte, disposta a encarar de frente as adversidades da vida e que coloca à prova o altruísmo de David.

Sobre a autora:
A mineira Nahra Mestre escreveu seu primeiro livro em 2015. Amante das artes, do design e da arquitetura, inquieta e curiosa, a aquariana descreve o cotidiano através da observação das pessoas, suas ações e emoções do dia a dia.


A fluidez do texto, a simplicidade com que constrói as tramas e a sensualidade que permeia suas histórias cativam e evolvem seus leitores.


“Escrever foi algo inusitado. Quando nova, nunca fui uma amante da literatura, minha paixão sempre foram os números. Descobri o prazer da leitura na terceira década de vida. Devorei, mastiguei, engoli e não consegui mais parar. Sem pensar muito resolvi criar histórias. Escrever foi uma catarse, onde encontrei um pedaço que me faltava. Meu primeiro livro foi escrito em 2015 e depois que esse bichinho maluco e inusitado me picou não consegui mais parar.”

Resenha:
No segundo livro da série Damas Perfeitas temos a oportunidade de conhecer a história de Marie, e como ela conheceu David e Sarah. Neta de uma das mais famosas cortesãs de Paris, Marie Bourdon luta contra seu legado, e empenha-se em tornar-se algo diferente, pois ser uma cortesã não é o que deseja. Oprimida e quase escravizada por sua tia, ela se vê obrigada a entregar seu corpo a um homem que faz a promessa de tirá-la daquele ambiente. 

Mas infelizmente isso não acontece e ele não cumpre sua promessa. Marie então foge, e vai em busca de repostas, vai atrás desse homem para que ele arque com as consequências daquela única e terrível noite. 

Porém, nesse encontro, nada sai como planejado por Marie, e ela acaba abandonada e sozinha. Mas um anjo, seu anjo, vem ao seu encontro e dá a Marie tudo que ela nunca esperou receber de um homem. Através desse encontro, ela descobre o verdadeiro amor através de David, a verdadeira amizade através de Sarah e Anne, e o carinho de pessoas que a acolhem sem julgamentos, independentemente de seu passado. 

Mas quando tudo parece tranquilo, o inesperado acontece, e ela é raptada por aquele maldito homem, que arruinou sua vida e que tirou seu bem mais precioso, seu filho. Após ser violentada e maltratada de todas as formas, Marie consegue fugir. 

Mas ela ainda precisa se esconder, de todos, pois o seu passado vem à tona, e muitos segredos que até ela mesma desconhece são revelados e mudarão para sempre a sua vida. E depois de tanto tempo, da distância e da imensa saudade, chega a hora do reencontro, e de todas as revelações. 

E talvez, depois de tudo isso, Marie e David poderão ser felizes novamente.

                                                                                                                    BY
Cristina Daitx
Resenhista Literária
Letróloga




© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo