Trevo De Sorte Tem Que Ter 4 Folhas – Paulinho Thomaz


ISBN-13: 9788592324407
ISBN-10: 8592324408
Ano: 2017 / Páginas: 70
Idioma: português
Editora: Vilarejo Metaeditora

Nem tudo o que Paulinho escreve vira música. Assim nasceu o seu primeiro livro. Influenciado por Paulo Leminski e Arnaldo Antunes, o artista reuniu nesta obra poesias criadas ao longo da última década.

Viajando pelos mais variados e inusitados temas, assim como faz em suas canções, Paulinho utiliza a personificação para dar vida aos objetos ou a tudo com o que pretende narrar alguma história.

Poemas, poesias





RESENHA

“A poesia é, via de regra, formada por atributos metafísicos e existenciais. Assim, a arte de poetizar nos permite exprimir nossos sentimentos mais recônditos por meio da utilização de recursos linguísticos e estéticos[...]”.
Carlos Motta – Doutor em Literatura; Língua Portuguesa PUC – RJ

“O leitor de poesia é alguém que aceita jogar o jogo proposto por essa forma de expressão de regras próprias, ganhando, assim, um novo jeito desordenado de ver o mundo”
(p. 38)
Revista Vida Simples – edição 194 – Laís Barros Martins

A alma sempre fala na arte de poetizar. A escrita é apenas um recurso de expor este sentimento. E, como diz Laís, o leitor aceita o jogo.

Canal no YouTube - Clique Aqui
Paulinho Thomaz é cantor, compositor e poeta. Descobriu sua vocação para a arte aos 14 anos de idade, quando fez sua primeira música. Já lançou dois álbuns solo:  Paulinho Thomaz (2010) e Em Pedaços (2016) Faz parte do Nós de Cabrália, grupo de compositores que realiza shows e saraus pelo Rio de Janeiro.
Agora, Paulinho está divulgando seu primeiro livro de poesias:
Trevo De Sorte Tem Que Ter 4 Folhas.
FONTE:  site e redes sociais

O livro Trevo de sorte tem que ter 4 folhas é uma obra pequena apenas no tamanho, com suas 60 páginas, mas grandiosa, na qualidade e temas trabalhados. O leitor pode apreciar em poucas horas ou podem optar em ler e refletir a cada página, a cada versos, a cada desabafos.

“Vida,
Quanto te custa
Ser um pouco mais fácil?
Ser um pouco mais justa?
(p.16)

Com o dom da escrita, com a delicadeza em ver o habitual, transformando-os em poemas, o autor proporciona em sua obra, uma leitura prazerosa e meditativa.

“A moda muda
A moda paga
Vestido brega
Rasga a bermuda
Pra entrar na moda
Que não sossega
A moda é burra
A moda é cega”
(p.44)

Fica a dica aos amantes da leitura, apreciadores da poesia, em não só, conhecer o livro, como prestigiar todo trabalho autoral do artista.

“Ter-te nas tardes
Ter-te nas noites
E até nas manhãs
Quando eu acordar

Ter-te a ouvir
Ter-te a falar
Ter-te a cuidar
Do que precisar

Ter-te nas tantas
Ter-te nas poucas
Ter-te nas loucas
Para me elucidar

Ter-te no sonho
Ter-te no banho
Ter-te estranho
Para me galvanizar

Ter-te ternura
Ter-te pura
Ter-te mistura
Para te decantar

Ter-te por ter
Assim, por gostar”
(p. 54)

                                                                                   By:

Nenhum comentário:

Postar um comentário


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo