Quando a vida imita a arte - Hiran Murbach

Ano: 2003 / Páginas: 200
Idioma: português 
Editora: Independente
SINOPSE
O amor acontece repentinamente e de formas inusitadas. Eduardo, 20 e poucos anos, advogado em início de carreira, entende a premissa de paixões avassaladoras; antes de sua vida mudar completamente, sua rotina era dividida em "dia e noite". Enquanto o céu está claro, Eduardo trabalha para firmar-se na carreira, provando ao pai - também advogado que é um bom profissional. Quando a noite cai, e todos os gatos são pardos, ele é apenas mais um dos rapazes, farreando com os amigos e sendo um típico mulherengo. O dia-a-dia de Eduardo era apenas sequência de atos rotineiros, até Roberta aparecer em sua vida. Uma ruiva de visual exótico e agressivo, que proporcionou um misto de atração de confusão em Eduardo.

RESENHA

“...pois a manhã de domingo fora feito para dormir.” (126)
Porém, hoje é quarta dia 28/02/2018 - dia de resenha.
Um dos prazeres da literatura é - descobrir escritores contemporâneos. Principalmente, aqueles que se arriscam para realizar um sonho. É louvável ver escritores não intimidados com as grandes editoras e lançar seu trabalho, em um mercado competitivo. Sem medo, com erros e acertos.

Por séculos passamos por escolas literárias, onde um tema eram assuntos primordiais, na escrita dos autores. Hoje, não existe (ou ainda não existe), mas se o leitor for observador, os escritores contemporâneos atuais são: liberais de sentimentos e, o cotidiano é um assunto primordial em boa parte dos seus escritos.
Quer saber mais do autor - Clique Aqui

Assim, o autor Hiran, que tem a obra “Quando a vida imita a arte” em formato independente, apresenta este tema como um enredo central, por meio dos seus personagens.

Eduardo é o protagonista, filho de pais que pouco aparecem na história, mas que proporcionam uma imagem de pais respeitadores. Todavia, a paciência tem limite e, quando, seu pai percebe o filho levando a vida muito na brincadeira, resolve chamar atenção. Assim, Eduardo começa ou tenta melhorar o seu comportamento.

Como o pai, Eduardo também é advogado. Ambos trabalham em um escritório bem conceituado. A mãe é professora de química e a irmã Carla uma roqueira, com estilo próprio, sem medo de ser quem realmente é; sua vida é dividida entre rock e os estudos de jornalismo. Uma família normal, com cotidiano tranquilo, sem grandes surpresas.

A irmã Carla, que no início, o leitor sentirá uma relação hostil, será, mais na frente, a grande aliada de Eduardo em uma “missão desesperada”. Fazendo-o entender o mundo peculiar dela, porém não necessariamente gostar. Apenas respeitar suas escolhas.

O livro tem uma peculiaridade na narrativa.

A narrativa é em primeira pessoa, às vezes pode se confundir com um diário e ainda tem a peculiaridade do autor ou às vezes o próprio personagem  conversar com o leitor.

“Engraçado como a vida da gente consegue mudar em um curto espaço de tempo, sem que nós possamos dar conta disso. E, assim, anos e anos de dogmas e convicções caem por terra, como um frágil castelo de cartas, como uma simples brisa que entra por uma janela que esquecemos aberta, por descuido”. (181)

Um estilo bem trabalhado, do início até o final, não deixando a leitura cansativa.

O momento de destaque é quando, Eduardo, farrista, mulherengo, se deslumbra com uma morena, que nada tem haver com seu gosto, na primeira impressão. 

Uma jovem madura, bem mais vívida nos seus 20 anos; muito mais que Eduardo nos seus 25.

Sua vida muda da água ao vinho e o leitor acompanhará este momento delicado de transformação. Onde pensamentos divagam; deixando-o perturbado; inseguro com seus sentimentos; lamúrias em toda narrativa ao leitor.

É neste momento, que também, descobrem todas as respostas dos seus comportamentos “errantes”. Passando assim, a compreender suas atitudes não muito aceitas na sociedade.

Traumas ou bullying são relatados com discrição pelo personagem.

Uma obra envolvente, com uma narrativa peculiar e um final sem ser clichê. Vale muito apreciar e conhecer.

Ainda sobre o trabalho autor, encontra-se aqui resenha de outra obra.

Resenha do livro

BY:
Clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo