Academia Teixeirense de Letras - Castro Rosas




Castro Rosas é poeta natural de Santo Amaro da Purificação (BA), mas vive em Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia, há muitos anos, onde formou família e atua no ramo do comércio.

Ele é autor dos livros de poemas “Prelúdio para Elis”, “Eu e meus Eus” e “Lembranças”, além de outros livros inéditos, como “Cíclica Dialética” e “No silêncio Escrevi Palavras”.
Teve os poemas “Assustado”, “Lembranças” e “Pesadelo” classificados para o projeto Mapa da Palavra, da Fundação Cultural da Bahia (FUNCEB).

É Membro Efetivo Fundador da Academia Teixeirense de Letras (ATL), ocupando a Cadeira 08, da qual é patrono o saudoso Amazias Barreto de Morais.

No ano de 1996, Castro Rosas venceu o concurso de poesia da Casa de Cultura de Ipiaú, com o metapoema “O Poeta”.

Em 2017, obteve a 2ª colocação no I Prêmio Castro Alves de Literatura, categoria Poesia, versão interna, com o poema “Ao Entardecer”. No mesmo prêmio, categoria Crônica/Conto, versão interna, ficou com a 3ª colocação com o texto “Delírio”.
Castro Rosas é filho dos saudosos Benedito Rosas e Ruth Capinan Rosas, o que sinaliza que ele pertence a uma das famílias com destaque na música e na literatura baiana. É sobrinho do poeta, músico e acadêmico José Carlos Capinan.

Inspirado e ativo, CR segue admirado pelos familiares, amigos e confrades. Ultimamente tem experimentado a prosa, compondo crônicas e contos.

***

Fiquem Ligados! O Próximo a ser apresentado é Érico Cavalcanti.

                                                                                 BY:
www.patriciabritto.com




Nenhum comentário:

Postar um comentário


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo