Leonardo - Não Aprendi dizer adeus.





ISBN-13: 9788577344062
ISBN-10: 8577344061
Ano: 2013
Páginas: 239
Idioma: português
Editora: Casa da Palavra

Sinopse:

Leonardo, comemorando 50 anos, conta a sua história desde a infância com o irmão Leandro à sua brilhante carreira solo. E revela algo que poucas vezes se viu no Brasil: a trajetória de sucesso de um dos maiores ídolos sertanejos de todos os tempos.
Vindo da pequena Goianápolis, Leonardo transformou a música sertaneja com modernas canções românticas que atingiram campo e cidade, interior e litoral. Ao longo de duas décadas, levou a música a um povo sedento de felicidade e vendeu mais de 30 milhões de discos, com canções que hoje fazem do DNA da cultura do país, como "Pense em mim", "Eu juro", "Um sonhador", "Entre tapas e beijos"e, claro, "Não aprendi dizer adeus", que empresta o título a este emocionado relato. O cantor relembra a infância difícil, a perseverança dos primeiros tempos, as traquinagens, a luta de Leandro contra a doença (que o levaria em 1998) e muito mais. Prepare-se para a emoção

Resenha

Quem não gosta de um livro biográfico?

Não existe forma melhor de conhecer, história, cultura, que apreciar um bom livro biográfico ou livros jornalísticos.

Foi o que aconteceu com especialmente com esta obra.



Não conhece só um ídolo, mas conhece um pouco da cultura musical brasileira. E sem preconceito, percebo o quanto este artista faz parte deste grupo cultural no Brasil.

Antes deste livro, logo quando a dupla foi desfeita pela tragédia de perder o Leandro. Eu pessoalmente já tinha apreciado a leitura deste livro, também biográfico.

Da Editora Vozes, escrita por Deurides santos. 

Deurides é de Aragoinha-MT, até o momento deste livro, ela morou em Goiana, desde o primeiro ano de vida. Formada em Magistério, Contabilidade e Administração, porém ama literatura e de vez em quando aprofunda seu conhecimento como escritora.



Eu apreciei este livro em uma noite, o livro é muito delicioso e rápido.

Mas...

Este, LEONARDO – Não aprendi dizer a Deus. É surpreendentemente magnífico.

Imagine a cena: Leonardo no sofá da sua casa, contado, batendo um papo sobre a vida dele.

Assim mesmo que eu apreciei a leitura. Conseguia até ouvir a voz dele, quando ele solta um palavrão, ou contava uma piada, bem naquele seu estilo; único.

O livro é separado por onze títulos, bem filosófico, que você só compreende a interpretação deste, ao ler. Tem muitas fotos, trechos de músicas. E é narrado pelo próprio cantor.

Inicia o cantor narrando sua vida atualmente, diante dos 50 anos, na fazendo com seus filhos, todos já crescidos.


“Esse negócio de cada um ser filho de uma mãe diferente é complicado..... paciência....mesmo distante, meu amor é igual e imenso.”(19)

Logo, Leonardo, volta ao passado e começa a contar com muito detalhe o início da carreira. 

Quem iniciou primeiro no mundo musical foi Leandro ou melhor, Luís José. Ele vivia cantando pelas roças, escolas, barzinhos. O leitor conhece um Leonardo no inicio, tímido, que não participava, porém logo o irmão, Leandro, descobre o talento camuflado do músico, e o chama para cantar juntos.

E assim, começa a luta. Tentativa da dupla, a escolha do nome, as pessoas que querem investir na carreira, as inúmeras viagens, na tentativa de grava uma música. Leonardo narra com detalhe e percebe-se sentimentos em todo os momentos. Entretanto, sempre em uma tonalidade leve; este drama inicial, acaba ficando divertido e você dá muita risada.

Tem histórias com Bruno e Marrone, o que fiquei surpresa, pois achava que a amizade nascia após a fama, mas não, vem muito antes da sucesso. Tem muitas histórias com viagens, shows.

Depois de rir um muito, decorrem momentos triste, como: a descoberta do tumor de Leandro. Em todo o livro percebemos que a cabeça da dupla sempre é o Leandro, então, ninguém mais que Leonardo, sente o que esta notícia muda em sua vida.


“Leonardo, seu irmão tem uma bomba dentro do peito e ela vai explodir a qualquer momento! .... seu irmão vai durar só uns 60 dias.” (153)

Momentos dramáticos, triste,  preparem para chorar litros.



Passa o momento de indecisão da carreira, ao retornar. E bem no final, voltamos a ficarmos  aflito,  com o drama do filho, o Pedro Leonardo.

Lembro, que nesse período, diante da imprensa Leonardo sempre mostrou-se forte, de um jeito delicado como pai, mas sempre forte e com fé. No livro, a fé continua, mas sua fortaleza é substituída por um Leonardo apavorado e desesperado.

Mais um momento de muito choro.


“Fique sem chão ...”(216)

“A situação era o seguinte: trauma no abdômen, fratura no fêmur, contusão no pulmão e edema cerebral, coma induzido... Ai meu Deus do céu, o que é que nós faz? (219)



E assim conta em detalhe sua carreira, sua vida, nos seus 50 anos. Fome, dificuldades, fama, vida, perdas, milagres, fé e muita, muita.

HUMILDADE

É o que encontramos, nessa maravilhosa história de vida. Um livro histórico para a cultura brasileira.



Minha Nota foi:


5 Estrela*****



Primeiro de tudo. HUMILDADE. sentimos que ele é,  o tempo todos na leitura. Também amei, Ler os momentos de Leonardo como pai. É muito bom ver esse lado de um artista.

Não consegue achar uma posição desgostosa, até a narrativa, uma forma bem peculiar do cantor, é uma parte encantadora na obra. Simplesmente maravilhoso, impossível  achar algum defeito.

E SUPER RECOMENDO. Todos independente de gostar ou não da música sertaneja, deveriam conhecer essa história de vida. Simplesmente inspiradora.





Patrícia Brito


Nenhum comentário:

Postar um comentário


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo