Lexus – Despertar da escuridão - Paulo Henrique Bragança




SBN-13: 9788568255216
ISBN-10: 8568255213
Ano: 2015 / Páginas: 156
Idioma: português 
Editora: Arwen

Na cidade de Campos Elíseos, onde todas as condições de vida eram ideais, houve uma catástrofe de proporções inimagináveis. Tomados pelo terror, a verdadeira face da humanidade se revela — fria e cruel.

Bianca, uma adolescente comum, jamais imaginaria que faria parte da história. Jamais iria supor que ela seria a esperança para a cura da raça humana. Numa aventura cheia de perdas e de descobertas, só existe um objetivo: sobreviver.



RESENHA

“...Temos informações de um possível atentado terrorista iminente, mas nossa fonte não conseguiu identificar o alvo...” (p.41)

Aquele livro que supera todas as suas expectativas...

É assim, que posso iniciar a resenha de Lexus – O despertar da escuridão.

“Bem, segundo a mitologia grega, os campos Elíseos representavam o lugar de destino dos bem-aventurados. Era onde os heróis encontravam seu descanso eterno” (p.22)

O livro é o primeiro romance solo do escritor Paulo Henrique Bragança. Ele possui outros trabalhos em antologias diversas.  

Fisicamente, o livro resenhado de hoje, é muito bonito e bem trabalhado na diagramação. Ponto máximo para editora, que tem feito um belo trabalho com as obras da casa.

O primeiro fato surpreendente é referente ao autor, ele compôs uma protagonista feminina, com todo o universo mulheril bem detalhado.

A Bianca, é uma adolescente, está no último ano de colegial, tem uma família encantadora e o irmão Lucas que é um verdadeiro cavalheiro, melhor ainda, um príncipe.

A família mora na cidade Campos Elíseos, digamos que uma Ilha, isolado de muitos outros centros urbanos.

O início da leitura é morna e fofa, (mas, não se iludem, é só no início mesmo). Sabendo do que se tratava, eu apreciei a leitura com um medo colossal desde o início da primeira página.

“Ela não parece humana...era praticamente um animal” (p.52)

A medida que os capítulos avançam, a história desenvolve assustadoramente. E quando falo assustador, é de aterrorizar mesmo. Pois o assunto é apocalíptica. Algo inescapável (ou explicável) ocorre nessa ilha-cidade. E por conta do isolamento o resultado deste catastrofismo é imediato e rápido. 

Outro fato, que chama atenção na leitura, é a mistura de terror com sentimentos. Os personagens não são má pessoas, as circunstância os tornam frias nas decisões, por falta de alternativas. O livro tem família bem estruturada, adolescente que aproveitam bem a vida, personagens problemáticos e até um príncipe.

“Ninguém passa por essa vida sem sofrer ou causar sofrimento”. (p. 137)

Cada cena, muito bem descrita. E o mais interessante de toda experiência com a leitura Lexus,  é que, para tudo que está ocorrendo, tem sim uma resposta. Não é somente um livro de terror sem sentido. Ao contrário, tudo faz sentido, os motivos das pessoas chegarem a aquele comportamento, a violência, as perdas, as descobertas, para tudo isso uma causa fundada.

Lexus, é uma obra, que mesmo diante de uma catástrofe, do terror que avassala, o autor explora sentimentos profundos, e escolhas difíceis.  




Minha nota foi máxima, por alguns motivos.


5 ESTRELAS*****



Por ser muito bem escrito;

Cenário, personagem, conteúdo muito bem explicado. E capítulos curtos;

É um suspense que deixa o leitor querendo devorar cada página;

E o melhor. Não me decepcionei com Desfecho. 

Porém o final, o autor deixa um expectativa no ar, aquele gosto de que a estória não acabou. 



Conheça vida e obra do autor visitando a sua página:
Clique Aqui





Beijos
Até...

2 comentários:

  1. Nossa, parece ser um livro bastante interessante. Não li muitos do gênero, mas tô me descobrindo nesse sentido, e pelo o que vc falou, a gente tem uma explicação de por quê as pessoas agirem como agem.
    Seguindo o blog. Bjão.
    Eu Sou Um Pouco De Cada Livro Que Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flor! Leia. Sabe aquele terror explicado? é esse estilo. Eu amei, por ter sentimentos, pessoas do bem e que uma catastrofe não a tornam más, mas sim, frios diante da circunstância.
      Foi meu primeiro livro de terror e amei.
      irei lá conhecer seu blog.
      Beijos

      Excluir


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo