A Lua que eu te dei - Ana Rapha Nunes




ISBN-13: 9788581928586
ISBN-10: 8581928587
Ano: 2015 / Páginas: 103
Idioma: português 
Editora: Appris

SINOPSE


Uma bela amizade, uma doce infância, a Lua como presente. Bebel e Luan são amigos inseparáveis, desde o tempo das fraldas. Mas agora que cresceram, surgem mudanças o tempo todo. Novos sonhos, novos amigos, novas histórias. Será que o sentimento deles sobreviverá a essa nova fase? 
Luan seria capaz de tudo para provar o seu amor por Bebel. Quem não gostaria de ter a Lua ao alcance das mãos? E provar o sabor das estrelas? Será que Bebel resistirá a essa prova de amor?



RESENHA




"Crianças, hoje vocês vão conhecer outras crianças, vão entrar num mundo mágico, lugar cheio de príncipes, princesas, fadas, e às vezes, aparecem umas bruxas, como em qualquer lugar, mas sempre vão embora." (p. 22)


Fabuloso e fofo. Uma leitura infanto juvenil que nos prende do início a última página.

A estória é contada na terceira pessoa. O foco maior é a amizade de Bebel e Luan. Porém é possível, o leitor ficar vidrado na estória dos pais das crianças que os próprios protagonistas.


Bebel e Luan são amigos desde que nasceram.  A verdade é que a amizade vem antes de eles nascerem, com a amizade das mães. Guida, mãe de Luan e Dolores mãe de Bebel. A amizade das duas nascem com a mudança de Guida, uma curitibana, para o Rio de Janeiro, mas exatamente quando decide morar no mesmo prédio que Dolores.

Guida é casada com Carlos sonhou e exerceu a carreira de jornalista até a chegada do filho.

Dolores dona do próprio negócio é casada com Augusto. Dois exemplos de casamentos bem construídos.

Ambos os casais, juntos tem o desafio da educação com seus filhos, Luan e Bebel. A amizade forte fortalece dia após dia, com a cada desafio da educação dos filhos.

Bebel é uma menina mais levada, porém de bom coração. Ela tem opinião própria e muito decidida. Luan é mais retraído, reservado e tem toda sua atenção em fazer a Bebel feliz. 

"Pois é, vê se tem cabimento. Eu, uma menina de oito anos de idade, tendo um irmão bebezinho. Só na cabeça da minha mãe". (p.37)
A autora, transmitiu nessa estória, que é possível mostrar o amor, amizade, a educação, bases da vida, com sentimentos simples e profundos. Infância, professoras princesas, bruxas...

Ana Rapha consegue levar qualquer leitor ao universo da escola, e ao acompanhar as travessuras de Bebel e Luan, vamos relembrando nossas travessuras de infância. É uma leitura que nos permite viajar na nossa própria vida a cada página apreciada.


São 34 capítulos bem curtos, e cada capítulo uma aventura com os protagonistas. Acompanhamos a fase do início da escola, a mudança da mesma e também um momento turbulento que toda amizade tem, a viagem turística e claro o dia que Luan resolve presentear a Bebel com a Lua (título da obra)
"nunca está bom. Ajudar nunca é demais. Quantas crianças não estão precisando de leite e comida nesse momento, mamãe?" (p.41)
O livro como  percebem neste post, tem um cuidado com a arte. A obra é toda bem trabalhada na diagramação do início até chegar a última página. 

Cenário muito bem construído, principalmente os capítulos que Bebel e Luan viajam.

O enredo, é encantador, recomendado a todas idades apreciarem. Uma leitura leve, que transmite o bem, em forma de uma amizade pura e forte.



Minha nota não poderia ser outra...



 5 Estrelas *****



Pela qualidade e  cuidado que a obra tem.

Por ser uma estória onde, em todo momento, transmite sentimentos do bem e paz.

Pelos capítulos curtos. Isso é maravilhoso, Assim pode-se apreciar a cada intervalo e oportunidade.

E claro!

O final. É bem escrito, porém com desfecho muito rápido. Poderia ser mais longo. Fica o alerta para autora.






Amanhã tem primeira parte da entrevista com a escritora Ana Rapha Nunes
Semana Escritor apenas iniciando.
Até...

Patrícia Brito


Nenhum comentário:

Postar um comentário


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo