Theo - E a maldição das cores – Anaté Merger



ISBN: B01B0H3FUI
Ano: 2016
Páginas: 258
Idioma: português 
Editora: Amazon

SINOPSE  

Théo tem sete anos e é o príncipe herdeiro de Dracoon, um reino de uma terra muito, muito, muito distante.
Filho único do rei mais rico e poderoso dos Cinco Reinos, ele tem tudo para se tornar um monarca sábio, hábil, leal e justo.
O destino do príncipe estaria todo traçado se não fosse por um pequeno, mas importante detalhe: Théo nasceu diferente.
E para provar que pode subir ao trono, ele deve escolher o caminho certo entre atalhos e estradas empoeiradas repletas de ogros e outros perigos que podem levá-lo para o Bem ou o Mal, para a tolerância ou o desrespeito, para a fé ou a falta de esperança, para o ódio ou o amor.
Tudo isso porque antes de se tornar rei, Théo deve aprender a ser um homem e para isso ele vai contar apenas com um cavalo, um gato falante e um monstro azul.
Venha viver com Théo a magia dos Cinco Reinos e descobrir como termina essa aventura!

Aventura / Fantasia / Infantojuvenil


RESENHA



A cada leitura fantástica é de se apaixonar e ficar e fã do escritor que tem a coragem de aventurar e criar uma história fora da nossa realidade e ao mesmo tempo, muito dentro do nosso meio.

Theo e a maldição das cores é uma obra da escritora Anaté Merger, que nos surpreende a cada livro, pela sua criatividade de conduzir uma boa história, com bom enredo e personagens.


O livro é narrado em terceira pessoa e conta a história do Théo. Mas, para entender a história do garoto, é importante entender seu reino.

O mundo que ele vive é conduzido por cinco reinos. Draccon; Lilac; Azurium; Viridis e Lux.

Para cada reino uma Lei da Pedra predomina. O básico é: para cada reino, o habitante precisa ter a cor exigida, para fazer parte do mesmo e se desenvolver.

Então, regressando aos Reinos com suas cores.

Draccon - habitantes desse reino eram marron-claro,
Lilac - possuíam uma cor violeta,
Azurium - cor azul, isso mesmo azul,
Viridis - cor verde e
Lux - cor amarela.

Esse é o universo que Théo vive, o problema é que no momento em que ele se prepara para ser um cavalheiro e assim poder assumir o reino que lhe é de direito, o garoto acaba descobrindo que não é o que pensava ser.

Seus pais, no passado, logo quando Théo nasce, passa por um momento delicado e não tem alternativa que não seja uma escolha drástica e desesperada.

E assim, a história desenvolve em um universo mágico e cheio de fantasia. 


A organização da escritora na narrativa e enredo, é o que há de cativante na leitura, mesmo voltando ao passado, para entender a vida de Théo e decidir seu futuro, Anaté, mantém o enredo bem explicado. 

Em uma leitura fantástica, um enredo bem construído é primordial para que a história tenha um desfecho estonteante. Nos inúmeros curso de escrita e leitura, com suas inúmeras teorias e filósofos, percebe-se que o que aprende-se, também encontra-se nesta obra. Porém, se eu for seguir regras de um simples leitor, pode-se chegar a conclusão de ser uma obra bem construída, desenvolvida, com quase todos elementos necessário para um enredo fantástico. 

Outro ponto positivo com o enredo, o ato de coragem dos pais de Théo, são de pessoas que lutaram para realizar o sonho de ter o filho e que não aceita que nada de mal o tire deles. Sendo assim, apelando para meios não confiáveis ou tradicionais. Um livro um pouco polêmico. 

E não poderia deixar de ressaltar o desenvolvimento de cada capítulo: sem alongar, cada situação muito bem resolvida, conclusiva, deixando os mistérios para o tema central. 
Bem escrito, desenvolvido, cenário contagiante, personagens bem caracterizadas. É uma leitura contemporânea boa de ser apreciada. 



Quer adquirir o livro. Preço bom demais, só na... Amazon - Clique aqui

Visite meu site - clique aqui

Beijos
Até a Próxima!

2 comentários:

  1. Oi Paty, muito obrigada pela resenha. Espero que as crianças gostem da aventura do Théo e que aprendam com ela o que é realmente importante. Um beijo grande e mais uma vez muito obrigada pelo apoio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por nada! Foi puro divertimento mergulhar nas aventuras de Théo. Você mais uma vez surpreendeu, e foi uma surpresa gostosa. Desejo todo sucesso com seu filhote. Pois é merecedor. Beijos!

      Excluir


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo