Leitura Vencedora de Dezembro




Inesquecível....

Maravilhoso...

Não poderia ser outro....






O livro mais lindo do mês de Dezembro, 

E olha, que apreciei a leitura forte do livro de Rodrigo Alvarez, onde ele conta a história da mulher mais amada do mundo. Resenha - Clica Aqui

Mas este livro é muito especial, bem meu estilo, a estória é maravilhosa, com Desencontros, encontros, e reencontros, fugas, vida a dois, comodismo. Resenha - Clica Aqui 

Minha nota foi 5 estrelas, amei e me apeguei a Raquel e André. Queria que o final fosse mais longo e não em um único capítulo. Mesmo assim amei toda a estória, enredo, capa, personagens. 

Paty OBS


Leia Mais ››

Leituras do mês Dezembro 2015




Minta que me ama - Maria Duffy
Foi uma leitura em e-book do Clube Entre Leituras Clica Aqui e participe do grupo fechado no facebook. 

Está rolando primeira maratona do clube. Maratona de férias. 5 livros em 15 dias.
















Maria - Rodrigo Alvarez
Segunda leitura do mês, leitura forte, com muitos buracos da própria história.

Tem resenha no blog, clica na foto.

















E ai começou as leituras para semana escritor de Dezembro. Leila Rego, Clica Aqui e veja como está a semana da escritora, que encerrou o quadro do ano 2015.






Amigas Imperfeitas foi uma releitura, para atualizar a resenha, e com outro olhar compor a semana Leila Rego.
















A Segunda Vez que te Amei...
 Sem palavras por este livro.... e vem mais novidade com ele....






















Encerrando as leituras de Dezembro com este livro, super divertido.

se bem que....Mariana me estressou um pouco...

Mas como sempre...Leila Rego se supera....










Essas foram as leituras encerrando o ano de 2015. 
Próximo post será a leitura vencedora.

Beijos
Paty OBS
Leia Mais ››

Semana Escritor: #Partiu Vida Nova - Leila rego





ISBN-13: 9788582353158

ISBN-10: 8582353154
Ano: 2015 / Páginas: 302
Idioma: português 
Editora: Gutenberg


Como muitas garotas pobres do interior, Mariana também sonhava em se casar com um cara perfeito, ter uma casa arrumada e ser feliz “até que a morte os separe”. Mas o sonho dela parecia ter sido turbinado: ela ia se casar com Eduardo, médico, lindo, rico, cobiçado e divertido, ia morar em um superapartamento no melhor bairro da cidade, e nunca tinha se sentido mais feliz com seu vestido de noiva de marca e um guarda-roupa repleto de peças de grife que ela tanto valorizava. Depois de uma trabalheira maluca e da organização de todos os detalhes, o grande dia havia chegado. E, se dependesse dela, tudo sairia maravilhoso! Ela estava em seu quarto sozinha, terminando de se arrumar para a cerimônia, quando o noivo aparece de repente e diz que precisa conversar, pois não se sente pronto para casar. A imagem do casal em cima do bolo começa a desabar… O que aconteceu com Edu? Mari necessita de respostas, nada mais faz sentido. Agora, ela precisa ir atrás da verdade, nem que para isso tenha que descer do salto, arregaçar as mangas e fazer um longo caminho de volta, até conseguir finalmente começar a aproveitar a sua tão sonhada vida nova. 


Resenha:

"Até mesmo tragédias têm seu lado bom". (p.24)

O livro é uma nova versão do livro Pobre não tem vez, lançamento da autora em 2010. Quando fiquei sabendo dessa novidade, primeiramente em um vídeo resenha, em seguida confirmado pela própria escritora, eu amei.

Pois, confesso que o título do primeiro não criou amores da minha parte, mesmo amando as estórias da escritora, seu ritmo de escrita, e todas as capas.















As capas dos livros de Leila Rego, todas são de se apaixonar, tem aquela imagem de alegria e festa. É assim, com Amigas Imperfeitas; A segunda vez que te amei e agora com #partiu Vida Nova.

#Partiu Vida Nova é narrada por Mariana, portanto,  em primeira pessoa, o que me deixa receosa, acho sempre cansativa leituras assim.

Inicialmente se passa em Prudente interior de São Paulo, depois avança para capital paulista. O livro é dividido em três partes, inicialmente conta a história de Mariana e os motivos do noivo, o lindo e fofo Eduardo, ter desassistido do casamento, no dia do casamento.

"Filha, as coisas mais importantes da vida não são as coisas, são as pessoas, os momentos que passam ao lado delas, nossos sentimentos e relações." (p. 52)

A segunda parte, conta a nova fase de vida da Mariana, na aventura de decidir e ir morar em São Paulo.

Nessas duas fase dois sentimentos rola com a leitura, primeiro raiva do comportamento de Mariana, que encontra-se em uma fase fútil, banal, dando importância a valores e não sentimentos. Tem momentos da leitura que dá vontade de surtar e dar uma sacudida em Mariana.

"Por que você tem 32 bolsas?" (p.51)

A segunda fase, é aquele momento de torcida, pela luta dela de ter que se virar na capital mais movimentada do país. E como ela rala; sofre; luta; desisti; recomeça; perde esperança; chora; chora; chora; enxuga as lágrimas em todas às vezes que sofre; recomeça.

É nessa fase que ela conhece a verdadeira palavra 

A-M-I-Z-A-D-E


"Você é futil sim.... julga os outros pela roupa que vestem... é uma mimada que não gosta de andar na terra ..." (p. 107)

Clara, ao contrário das outras amigas que ela idolatrava, e que ao desfazer o casamento desapareceu.  Clara acordou ela para vida, aconselhou, sofreu junta, animou amiga e sempre, sempre acreditou na competência de Mariana, sabia que essa fase, era apenas uma fase e que a amiga ainda surpreenderia a todos.

Enquanto a fase ruim não passava, ela cria um blog, onde faz desse momento, momentos de desabafos para a chatice da vida. Com esse blog, novas amizades aparecem e aos poucos novos seguidores desabafam com ela. E Mariana começa a sentir um pouco importante.

Depois de muitas batalhas, de muito luta por emprego, depois longos meses desempregada. Mariana começa a ver uma luz.  Alguém acredita no seu potencial. assim, um novo recomeço na sua vida profissional.

"Participei de tantos processos seletivos, que estou capacitada a exercer uma vaga de entrevistadora." (p.154)

E depois de quase 1 ano criando esperança, depois desesperança por conta da frieza do seu grande amor, ela decide dá novo rumo na sua vida amorosa. É ai que decide vida nova.

"... maturidade a gente só adquire errando, tropeçando, fazendo burrada. Como eu fiz." (p. 241)

Mas, a moral do livro inteiro é justamente: 

Nem sempre, ou melhor, nunca devemos confiar nos nossos planejamentos e decisões.
Somos pequenos diante da força superior. Nada nessa vida é por acaso.


"Eu iria a qualquer país em guerra do Oriente Médio se fosse preciso." (p. 285)

*****

Minha Nota foi 

5 estrelas *****

É Mais um livro lindo da autora.

Recomendo não desistir nas primeiras páginas. Pois, SIM, você terá momentos de raiva nos primeiros capítulos. Mas no decorrer da leitura, tudo vai fazendo sentido, tudo tem uma explicação.

Nesse livro também tem viagem, bem do perfil da Leila, fazendo a leitura ficar gostosa. Mas, o que mais amei nesta obra, foi que o final não se resumiu em um único capítulo. Ao contrário dos outros, ela foi desenvolvendo bem a estória, deixando  é claro, apenas alguns assuntos e suspense para o final. 

Mas no geral, ela descreve a vida de Mariana com leveza e resolve cada situação no decorrer dos capítulos.

E o melhor.... HUMOR

"Willian Bonner casado com outra sem ser a Fátima Bernades." (p.221)

Agora, fico triste, pois já apreciei todos os livros da autora. E quero mais.

PS: Fico imaginando se Leila Rego, resolvesse escrever um livro, reunindo todos seus personagens. Imaginei isso logo quando o André entrou na estória. No início ainda pensei “Já pensou se fosse aquele André?”. E não é, que era! Achei muito show da parte da autora. Acho que entendi que momento se passava, mas ficou meio que um buraco, essa questão. Mas o livro ficou muito delicioso de ler, com entrada de personagem de outra obra. Amei essa mistura!

Sobre os livros da Leila rego, não acaba por aqui. Amanhã tem uma novidade, irei adiantar antes do recesso de duas semanas.

Beijos!








Leia Mais ››

A Segunda Vez que te amei - Leila Rego


"O casal que resiste a dureza será feliz na fatura" (p. 23)


ISBN-13: 9788582351093
ISBN-10: 8582351097
Ano: 2013 

Páginas: 272
Idioma: português 
Editora: Gutenberg


SINOPSE

André e Juli pareciam ter nascido um para o outro. Depois de seis anos de casamento, e sendo também sócios em um restaurante, as coisas, porém, já não eram o conto de fadas do início. Na verdade, sentiam que estavam vivendo mesmo o lado mais sombrio da sua história.

Raquel e Alberto tinham a vida perfeita: empregos glamorosos, com rendimentos que permitiam um alto padrão de vida, um filho carinhoso e saudável, o apartamento dos sonhos, férias sempre inesquecíveis… mas um fato inusitado faria com que aquele castelo encantado estivesse prestes a ruir.

A vida, no entanto, traça caminhos inesperados. E o que parecia não ter saída de repente se transforma em uma encruzilhada, na qual André, Juli, Raquel e Alberto podem se encontrar e agarrar a nova chance para a felicidade, trazendo para suas vidas mais amor, paixão, emoção e companheirismo, e assim conseguir viver como sempre sonharam. Inclusive com final feliz!


RESENHA

"...todo relacionamento tem altos e baixos e que é preciso, além de amor, tolerância aos defeitos, criatividade na rotina e muito, muito diálogo"(p. 71)


Leitura esplêndida entre um amor do passado e um amor do presente. É triste quando demora de ler um livro que não poderia ter atrasado.

Ok! O motivo da demora foi especial, já que a autora do livro encerraria o quadro Semana Escritor 2015.

O livro tem uma diagramação linda, os capítulos são separados por nomes dos personagens. A leitura flui com velocidade.

A capa é uma das mais lindas que tenho na estante , penso, que o verdadeiro pretexto, é por apego a estória de Raquel e André.

A narração é em terceira pessoa, o que particularmente acomoda boa apreciação, já que narrativa em primeira, muitas vezes, fica massacrante. Leila conta a estória de Raquel, Alberto, André e Juli. Os dois casais passam por momentos delicados no casamento.

"O que aconteceu com ela? O que havia mudado? Quando ela se tornou uma estranha para ele?"(pág 15)
"...ai André, me desculpe, mas dança não vai rolar. Já jantamos, conversamos... você se incomoda se eu for me deitar e assistir televisão?" (p.31) 
"...Nunca te escondi nada. Nunca te iludi. Por que você fez isso comigo?" (p.35)

O mais atraente, são os temas que autora aborda, com seriedade e leveza. Enquanto um passa pela fase comodismo, o outro casal, passa pelo "feliz de aparência". Este casal que vive de aparência, não sabe disso, até que a esposa descobre um segredo,  desestruturando todo o histórico de vida a dois, construído até o momento.

O início, Leila Rego, apresenta o hábito de ambos os casais. 
Os casais apresenta uma vida bem estruturada, trabalham, são bem independentes. Enquanto um casal, estuda a possibilidade de ter um filho, o outro casal, já tem, o que complica muito, algumas decisões, quando o segredo é revelado.

Qualquer livro que encontra criança, a leitura fica mais festiva, o mundo lúdico nessa fase, faz a obra ficar divertida, leve, até mesmo quando a criança é problemática. Que não é o caso desta obra.

"Não é fácil dizer adeus. Não é simples deixar para trás algo bom e seguir com o coração, às vezes, partido e sangrando só porque é preciso continuar ..." (p. 106)

Outra parte de proeminência da leitura é a bela paisagem fantástica que o livro proporciona. Parques, passeio, viagens. Tudo sucede na cidade de São Paulo, mostrando o lado cultural e esportista da capital.

O ponto central da história é quando o caminho de Raquel e André acasala (isso não é spoiller, pois se encontra na sinopse). Amor fulminante de adolescente, separados por um pai rígido, com planos de fugas e juras de amor. André e Raquel refazem suas vidas... depois de anos... 
E, em um dia qualquer... esbarram.

Uma atração...
As lembranças...
O choque...
As indagações...
O se...

Tudo passa a fazer parte deste reencontro.

"Não acredito em destino... acredito em escolhas. E as consequências das nossas escolhas é o que traça nosso destino ou futuro". (p.112)

Leila Rego, consegue nos prender com essa linda estória de amor, com sua narrativa calma. Cada capítulo, uma aproximação maior, entretanto, os desafios da vida conjugal de ambos também crescem iniciando assim um suspense confortável.

Você terá momento de irritação com personagem, surpreender com a estória de outro, torcer por Raquel e André e não acreditar que no final do livro Leila Rego fez aquilo.

E nessa parte, você não lê...
Você devora o livro.

***


Uma leitura com saldo  positivo,  nota no skoob foi máxima. 

***** 5 estrelas.

Pois, leitura que envolve encontros, desencontros e reencontros, é o meu estilo de leitura preferida.

Sem falar que autora aborda um tema polêmico, com sabedoria, delicadeza e respeito. 








Patrícia Brito
Leia Mais ››

Semana Escritor: Amigas Imperfeifeitas - Leila Rego





Para a Semana Escritor - Semana Leila Rego, irei atualizar a resenha deste livro, a resenha é antiga (uma das primeiras do blog Clica Aqui). Aproveito e coloco no novo formato que será às próximas resenhas.

ISBN-13: 9788582350881
ISBN-10: 8582350880

Ano: 2013 
Páginas: 392
Idioma: português 
Editora: Gutenberg


SINOPSE

Nina, Pâmela e Manuela são jovens adultas que chegam aos 30 anos de idade mantendo uma amizade desde os tempos de escola. Amigas inseparáveis, continuam curtindo as músicas da Legião Urbana – a trilha sonora de suas vidas – e, apesar de terem tomado rumos muito diferentes, elas conseguem se encontrar todas as quintas-feiras para a Noite do Batom, quando colocam o papo em dia, apoiam-se, dão risadas, trocam confidências e, é claro, falam mal dos desafetos, já que ninguém é de ferro.



Pâmela, já casada, é muito bem-sucedida profissionalmente, não tem problemas financeiros e parece ter a vida perfeita. Mas só parece. Manuela é separada. Casou-se um dia para esquecer o grande amor da sua vida e não foi feliz, e hoje parece não ligar mais para as questões do coração. Mas só parece. Nina é a solteira que tem uma atração irresistível por cafajestes, que sempre a fazem sofrer. Implora para que Santo Antônio a ajude a ser feliz no amor, o que parece impossível. Mas só parece.

Em uma Noite do Batom incomum, Manu inventa a OFI (Operação Faxina Interna) para ajudar Nina a superar mais um relacionamento frustrado. Junto de mais dois amigos, partem para uma divertida viagem que mudará para sempre a vida de todos. Com reviravoltas, aventuras e desventuras, será impossível você não se identificar com essas amigas, que, como todos nós, são imperfeitas em seus defeitos e problemas, mas perfeitas demais para não querermos repartir com elas as dores, as alegrias, os sonhos e a realidade de uma vida inteira.

RESENHA
"Vou explicar meu desespero: tenho vinte e oito anos e alguns meses e me recuso a fazer trinta anos com o meu atual estado civil. Simplesmente me recuso" (p.17)

Amigas Imperfeitas, foi o livro de apresentação da escritora para meu universo literário. E foi uma experiência maravilhosa. 

Recentemente fiz uma releitura dele,  para atualizar a resenha e estudar a escrita e a carreira da escritora.

O livro é narrado em primeira pessoa pela Nina, uma jovem atrapalhada, engraçada, que vive brigando com Santo Antônio, para trazer seu futuro marido o mais breve possível. 

Amigas imperfeitas conta a amizade de Nina, Pâmela e Manuela, amigas inseparáveis, que se encontra uma vez por semana em um bar para fofocar, apelidando este encontro como a noite do batom. Outro ponto maravilhoso é a regra OFI ( só Lendo e entender)

"Já esqueceu de que essa noite é proibido paquerar? E outra, para de pensar em homem, pelo amor de Deus! será que dá para mudar o discurso? (p. 17)

Amigas inseparáveis, cada uma tem sua vida particular, umas bem sucedidas, e todas com seus problemas.

"Nós três somos amigas desde o sexto ano do colégio Barão de Campinas. Na verdade éramos quatro. Tinha Kau - único menino que aceitou viver sob nossas regras e, por isso, se tornou o representante masculino da turma dos Lokes - nome que Kau deu para nossa turma." (p. 29)

Inicialmente o livro narra a rotina de Nina e a amizade das amigas. Não muito longe, entra dois personagens que chega para tumultuar a vida das amigas, Alexander e Nathan. A entrada deles, dá um UP na leitura, proporcionado mais diversão e aventura.

A Nina, está em crise e as amigas tentam a qualquer custo animar. Mas ela, é encucada com um cafajeste, e não consegue esquecer a figura.

"Estou cansada de recomeçar. Cansada. Tenho 28 anos! até quando vou ficar nessa de recomeçar? (p. 101)

Até que um determinado momento as amigas, mais os rapazes (que já são grandes amigos do trio) resolvem se aventurar em uma viagem.

Assim, entra, a parte mais deliciosa desta leitura. Leila Rego usou da sua formação em Turismo com Louvor, e alegra os leitores com banho de cultura e muita diversão. 

Nesta viagem acontece de tudo, passeios, dias de paz, dias tumultuados, descobertas, traição, reencontro, amores.
"Pegamos o último barco no Pontal do Sul para a Ilha de Mel. Por ser horário de verão. o céu ainda estava claro e Sol começava a se pôr." (p. 230)

"Deus poderia conceder para cada ser humano uma chance. assim, uma única chance de voltar ao passado para reparar nossos erros." (p. 182)
Ao chegar na reta final, coisas são reveladas e rumos da vida são alteradas. Com isso, vem momentos de muito suspense na leitura.

A autora, consegue nos envolver com as aventuras, suspense. Consegue também nos proporcionar uma viagem maravilhosa. E o melhor, possibilita rir, mas rir muito alto das atrapalhadas dos personagens.

*****

O livro tem muitos diálogos, diversão, paisagens (imaginária). Oferece ao leitor momentos hilários, aconchegantes. Recomendo a leitura para qualquer momento. A nota no Skoob foi ...

***** 5 estrelas

 Por toda alegria e prazer que esta obra proporciona.
A escrita da autora é leve, moderna, o tom de humor faz qualquer leitor devorar. A capa é linda (esta da foto é a segunda edição). E a moral da leitura é: "Aproveita a velhas e as novas amizades que construímos na vida, com intensidade e amor"
"Um dia você  vai conhecer alguém que te fará entender por que você precisou sofrer antes de amar de verdade." (p. 207)

Semana Leila Rego continua,
Amanhã tem mais.
Beijos
Paty  


Leia Mais ››

Semana Escritor: Leila Rego - Carreira


Com atraso por motivo simples, conexão irregular. 
Porém sem falhar, encerro 2015 com uma semana escritor muito fofa.
Terá nessa semana releitura com resenha atualizada, e mais duas resenhas sendo que uma dela é uma leitura muito muito inesquecível. 

Enquanto isso, curtem um pouco a vida e obra da escritora Leila Rego



Leila rego é uma escritora contemporânea de sucesso, conquistando cada dia mais leitores e fã por todo o Brasil.

Seu primeiro livro foi uma produção independente e jamais sonhou com o sucesso literário.

Seu amor por leitura, surgiu ainda muito cedo, quando aos quatro anos, mudou-se com a família para Alta Floresta, no Mato Grosso, para um lugar onde sequer havia energia, uma realidade diferente de onde ela nasceu Cafelândia, no Paraná. 

Sem energia na nova cidade, restou a criança Leila, ativar sua imaginação, com suas histórias e leituras. Sempre ressaltando a importância da educação que seus pais proporcionaram, em uma entrevista ao site Vai Lendo, Clica Aqui Leila ressalta que a boa estrutura educacional dos pais, fez ela desenvolver como pessoa e levar isso para seus livros

"...Aprendi a dar valor ao caráter do ser humano, às coisas simples que temos, às pessoas como elas são e aos momentos aparentemente mais banais, mas que valem ouro. E é isso que eu tento passar para meus personagens ."

Formada em Turismo, seus livros são recheados de viagens, fazendo qualquer leitor devorar seus livros, em 2009 iniciou sua carreira com um livro independente, e assim perpetuou sua carreira literária até os dias atuais.

Seu estilo de escrita é o chick-lit, a comédia romântica, estes sempre estão no agrado do público feminino. O sucesso de sua carreira chamou atenção da Editora Gutenberg, sua atual casa

Eu, conheci a escritora Leila Rego, em meio a busca por escritores nacionais, buscava uma leitura leve e que fizesse rir e viajar. Eu também tenho formação em Turismo (primeira  graduação). Quando fui apresentada ao Livro Amigas Imperfeitas (uma das primeiras resenhas no blog)  comprei de olhos fechados, e ao chegar em casa, assustei pelo tamanho, mas encarei. Amanhã terá uma releitura e uma resenha atualizada deste livro de apresentação da escritora.

E como, diverti de mais com este livro. A leitura foi tão boa, rápida, e não só,  identifiquei com uma das personagens, como reconheci duas amigas no livro. Resultado, não resisti e acabei presenteando as amigas com o livro.

A amiga Paula é Ouro Verde MG e fala que se divertir tanto com o livro, que o mesmo não para mais na sua prateleira.

Sem falar que o livro proporcionou para nós (trio de amigas) há não só dedicar mais uma a outra, como organizar nossas viagens. Queremos a mesma viagem de Amigas Imperfeitas, será que sai?

Enquanto não sai, eu início a semana do Escritor, fechando o quadro de 2015 com a escritora Leila Rego. O post foram divididos em mais três partes, com duas resenhas. É uma pena que não consegui contato com a escritora para entrevista. A única que terá a semana sem entrevista. Mesmo assim, arrisquei e encarei o desafio de fazer uma semana mas simples das outras semana temática, porém, com mesmo amor envolvido.

Então, aguardo vocês amanhã,

Beijos
Paty


Leia Mais ››

Parceria com Chérri Filho



Parceria nova com o blog. Recebi este livro no início de Dezembro e logo, muito em breve, terá resenha dele aqui.
Enquanto isso, curtem mais sobre o livro, sobre o autor.



SINOPSE 
 O extraordinário amor entre um homem e uma sereia nasce e enfrenta grandes dificuldades em meio à disputa de poder no fundo dos mares, numa civilização amiga cuja existência é negada ou escondida pelos livros de História. Jeremy e Licia operam um no outro grandes transformações de pensamentos e sentimentos, em razão do que vivem, inusitado, intenso e sincero. Embarque com eles nesta viagem da qual certamente você não voltará o mesmo.







SOBRE O AUTOR 
E. Chérri Filho nasceu em São Paulo. Jornalista e escritor, é autor de diversos romances e do roteiro de um documentário sobre o grupo musical Mamonas Assassinas. Trabalhou em veículos de comunicação em Washington, D. C. (Estados Unidos) e em Trento (Itália). Atuou como roteirista junto ao apresentador Fausto Silva e ao diretor de TV Roberto Manzoni, o “Magrão”, no SBT.








TÍTULO: Marianas
Subtítulo: A civilizações dos sonhos
Autor: E. Chérri Filho
ISBN: 978-85-8108-5517
Nº Pag: 192
Formato: 16x23 cm
NCM: 49011000
Peso: 0,290 kg
Categoria: Literatura Brasileira - Romance
Preço: R$38,00



Leia Mais ››

Maurício Coelho - Escritor - Campanha nova





Olá Galerinha!





O escritor Mauricio Coelho, que passou recentemente aqui no blog com uma entrevista, Clica Aqui

E também tem  resenha de sua obra aqui no blog


Está com um campanha merecedora de ser compartilhada.
O motivo é ajuda para que o autor possa lançar sua obra e todos tenha acesso.

E como Leituras Plus abraça sempre esse tipo de campanha, achei importante fazer um post especial para que todos tenham conhecimento.



Por que o financiamento coletivo?

Simples, porque conseguir publicar através de uma editora pode ser um processo longo e frustrante. Além disso, o investimento é muito alto para que um pobre escritor arque sozinho. Mas com ajuda, o sonho pode tornar-se realidade sem pesar para ninguém. E a intenção, além da realização pessoal, é permitir com que o público conheça novas histórias de novos - e talentosos -  autores brasileiros.

Orçamento

Para viabilizar o livro serão necessários R$ 560 que vão custear a diagramação, a adequação do eBook para as principais plataformas digitais, a elaboração da capa, registro e obtenção do ISBN e as taxas do Kickante.

Todas as informações com mais detalhe e como ajudar na campanha encontra-se neste link

Clica e ajude a divulgar novos escritores.

Boa sorte Mauricio.
Estamos torcendo por ti

Paty OBS
Leia Mais ››

Uma história de amor clichê: Eu e você. TMartins


Tento disfarçar, mas acho que todos reparam nos meus olhos que te comem nesse eterno flerte solitário; reconheço cada gesto, traço, mania. Reconheço inclusive a sua total incapacidade de aceitar que finalmente encontrou alguém. Perde-se muito tempo nessas historinhas de outrora, assim vai acabar perdendo mais uma vez. No fundo, bem lá no fundo, sou uma sertaneja literária. Escrevo minhas frustrações, devido minha falta de coordenação motora. Mas se pudesse transformaria você em um verso, seria meu mais belo acorde, “A estória de amor que deu certo”, cantaria no seu ouvido o tipo de coisa que não se diz por aí com medo de se machucar. O problema é que teu coração é feito deserto: numa hora quente, noutra fria e nessa incerteza prefiro nunca arriscar. Só queria ter certeza se tento mais um pouco, ou se sigo em frente. Já estou farta de me fazer mulher frigida cruel e esquizofrênica.

Você é brisa que insiste em sempre voltar, confundindo minha cabeça com suas insinuações. Quando se estar apaixonada o que era pouco se torna suficiente e qualquer resquício de atenção transborda; Confesso que sigo suas redes sociais, fico horas olhando suas fotos, faço das tripas coração para não puxar assunto quando você fica online. Os céticos podem dizer “Tudo isso são migalhas” Eu sei. O difícil é controlar meus pensamentos, meus desejos, minha vontade de ser tua. Não tenho motivo pra esconder, mas ainda assim, nego e renego esse papel de Frieda Kahlo. Não vou maldizer o pouco que tivemos tão menos fingir que as coisas andam fáceis sem você. Ainda assim, não vou ficar aqui esperando um sinal, essa será só mais uma história e no amor tem dessas coisas um lado sempre sente mais... 

E eu, sinto muito!

Sabe, queria entender as ideias que passam na sua cabeça. Veja bem, ta na cara que também sente alguma coisa, todos os nossos amigos já comentam por aí, desconfio que queira tanto quanto eu, por isso costumo alimentar a esperança de ainda fazer parte dos seus pensamentos, até mesmo os maliciosos, aqueles que são impossíveis de segurar o sorriso descarado de quem guarda um segredo. A nossa história poderia ter outro desfecho ser mais simples, serena. Pois esses joguinhos de adolescentes me cansam. Já sei o que quero e quando quero. Caso não saiba, que fique definitivamente claro. Quero você. Agora!
A pilha velha de papel vou guardar pra quando a saudade bater eu possa ler algum trecho que nunca tive coragem de te enviar revelando meus sentimentos, minhas injurias, meus desabafos, a nossa história de amor clichê. No fim ficarei bem com minhas manias, os óculos sempre borrados de rímel e o ar de poeta decadente utilizando o café como pretexto para esquentar a alma.  Não tenho certeza, mas quero que saiba: adoro o seu sorriso tímido e detesto o seu jeito esnobe de me tratar! Ah, e vice-versa.


TMartins
Leia Mais ››


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo