Lista de NATAL 2016






Então,


Resolvi fazer um post com minha lista de LIVROS para o  

NATAL 

Vai que um anjo, ou, Marido, Papai, mãe e amiguinhas leem este post...

Não custa nada tentar....

são mais de 10 livro por conter trilogia na lista. 

Vamos a lista...

***


Antes de iniciar a lista de livro, venho colocar aqui meu mais novo sonho de consumo.


CLICA NA FOTO
E ME DÊ DE PRESENTE

Este primeiro é especialmente para o  Papai.  


Eu tenho o tablet, por gostar de ler também em e-book. Pela facilidade que o aparelho proporciona, de levar sua biblioteca em um único aparelho e quando aquela viagem ou trabalho estiver bem chatinho, posso ter a opção de qual livro apreciar. 
Porém, sei que o tablet, a luz não é das melhores e não têm algumas funções como o Kindle Paperwhite tem. Sem falar nos descontos que tenho. (MAS... Tem que ser Paperwhite viu?) Então se alguém quer me presentear, fique bem à vontade. Clica na foto e vai direto na Amazon comprar. Nem é caro assim. 








OS LIVROS

1. 

Clica na foto
Entra na Livraria Cultura
Só encontra lá

ISBN-13: 9788542802863
ISBN-10: 8542802861
Ano: 2014 / Páginas: 296
Idioma: português 
Editora: Novo Século

A Primavera chega a Florianópolis e com ela vários acontecimentos que irão marcar para sempre a estação das flores. Um clima de mistério envolve Helen e seu futuro. Um sonho tenebroso encontra seu repouso da noite e trará muito mais que um descortinar de acontecimentos vindouros, mas a revelação do seu próprio destino. Enquanto Helen firma sua esperança nas promessas de um sonho, ela passa a ser perseguida por dramas que acometerão não apenas sua trajetória, como também a das pessoas mais importantes de sua vida. A estação será marcada por suspense, romance e emoção. Uma tocante história com uma lição inesquecível sobre o perdão, a liberdade, o valor das amizades e o poder do amor.

Motivo: Está faltando somente esse para completar minha série. Comprei o Verão, que é o último da série. Mas não achei este. Estou louca para terminar  e saber como ficará a Helen. 



2.

Clica na foto
Saraiva
ISBN-13: 9788580573893
ISBN-10: 8580573890
Ano: 2013 / Páginas: 240
Idioma: português 
Editora: Intrínseca

Expatriados, separados no tempo e na geografia, Paulo e Barbara compartilham, além da experiência do exílio, o estranhamento pela perda de suas identidades, o isolamento e a sensação de interrupção do curso normal de suas vidas. Diferentes motivos os levam ao estrangeiro. Em 1970, Paulo, perseguido pela ditadura militar, é preso, torturado e abandonado sem documentação na fronteira, de onde segue para o Chile e depois para a Suécia. Barbara, com uma identidade falsa, deixa o país para trás em 1991 - durante o governo Collor -, fugindo de um rastro de violência, e se instala nos Estados Unidos como imigrante ilegal.
Na Suécia, Paulo se apaixona por Anna, militante da Anistia Internacional, com quem forma uma família. Mas é perseguido pelas lembranças dos sofrimentos que viveu e por uma sombra em seu passado. Nos Estados Unidos, Barbara, ainda adolescente, sobrevive de faxinas e serviços de manicure, abandonando seus sonhos de entrar para a universidade e conhecer o mundo. Sem falar inglês, sob o medo constante de ser desmascarada, ela convive com uma rede de prostitutas brasileiras e esconde uma paixão impossível. Satisfaz-se em ser mais um rosto anônimo e estrangeiro na multidão, sem se integrar ao país que escolheu habitar.
Em seu terceiro romance, Edney Silvestre cria um vigoroso retrato das transformações que ocorreram no país e no mundo nos últimos quarenta anos, com uma trama que viaja pelo Chile, Suécia, Estados Unidos, França e Iraque. O autor se vale, com sensibilidade, de sua experiência de onze anos como correspondente baseado em Nova York para revelar o universo dos imigrantes e, ao mesmo tempo, recriar de forma contundente um Brasil visto a distância.

Motivo: Desde que passei a acompanhar o programa dele na Globo News, sobre literatura, passei a ter vontade de conhecer esse jornalista como escritor. E essa sinopse, promete não decepcionar.

3. 


Clica na foto
ISBN-13: 9788501041753
ISBN-10: 8501041750
Ano: 2014 / Páginas: 208
Idioma: português 
Editora: Record

Maggie, a protagonista da novela e da peça que compõem Boa noite a todos, é uma dessas personagens que ganham vida a partir das páginas do livro. A convivência com seu drama o de uma mulher cuja memória começa rapidamente a se esfacelar é um profundo e emocionante aprendizado sobre a alma humana. Maggie conheceu na Europa dos anos 1960 e 70 a liberdade que os anos de chumbo tolhiam no Brasil de então. Essa liberdade teve, no entanto, como revés, a ausência de uma terra firme à qual se prender. Marcada pelo destino dos expatriados, ela enfrenta agora a perda do pouco que lhe resta de identidade: a lembrança dos deleites e dos infortúnios de uma existência intensa. Boa noite a todos representa mais um patamar no edifício literário em que Silvestre abriga e situa a geração que se formou sob as grandes transformações políticas e sociais da segunda metade do século XX

Motivo: Mesmo do número 2. Querendo conhecer o jornalista como escritor e claro! Sinopse.



***

4.
CLICA NA FOTO
PARA IR NA SARAIVA


ISBN-13: 9788537800614
ISBN-10: 8537800619
Ano: 2008 / Páginas: 320
Idioma: português 
Editora: Zahar
É possível ensinar a um escritor o seu ofício? A questão é polêmica, especialmente quando proliferam cursos de graduação e de extensão com essa proposta. Escritora e crítica literária, Francine Prose defende que, sim, há muito o que aprender com os mestres. Virginia Woolf, Jane Austen, Nabokov, Philip Roth e Flaubert são alguns dos autores a quem dedica uma leitura atenta e cuidadosa, em busca do segredo do 'escrever bem'. De cada um, extrai valiosas lições. Uma obra indispensável para escritores iniciantes e leitores inveterados!

Motivo: Querendo aprender sempre como leitora compulsiva.

                                    
                                  
***

5. 

Clica na foto
Compra para mim
ISBN-13: 9788580412109
ISBN-10: 8580412102
Ano: 2013 / Páginas: 224
Idioma: português 
Editora: Arqueiro

Laura Vincent cresceu entre o mar e as macieiras da Normandia. Passou a adolescência à sombra da irmã mais velha. Agathe – a bela – era admirada e disputada por todos os garotos da cidade; Laura – a pequena – passava as noites em casa, lendo romances. Mas o destino preparou uma surpresa para Laura. Trabalhando como assessora de imprensa de músicos, ela recebe, no dia seguinte ao seu aniversário de 26 anos, a visita do agente de um dos tenores mais famosos do mundo. Ela é requisitada para ser guia dele e seu chefe não deixa margem para discussão. Rico e bem-sucedido, Claudio Roman viaja pelo mundo emocionando plateias com sua voz. Fã de banquetes, bebedeiras e belas mulheres, ele parece ter tudo o que quer, porém seu comportamento esconde a amargura de nunca poder interpretar Alfredo, em La Traviata, por causa de um ataque criminoso que lhe custou a visão. Laura está preparada para lidar com um homem difícil e arrogante, mas, assim que ouve Claudio cantar pela primeira vez, ele toca seu coração. Aos poucos, mais do que sua guia, ela se torna também a confidente das noites sombrias de angústia. Como ela nunca lhe pede nada em troca de seu apoio, Claudio promete lhe dar qualquer coisa. No momento certo, ela cobra a promessa: quer que o cantor se submeta a um transplante de córnea capaz de lhe restituir a visão de um dos olhos. Apaixonada e convencida de que Claudio não precisará mais dela quando voltar a enxergar, Laura vai embora sem se despedir e sem dar a ele a oportunidade de vê-la. Será que Claudio saberá lidar com essa decisão? Ou ele vai enfim perceber que sempre lhe faltou o alimento mais essencial à vida: o amor?

Motivo: Pare tudo! Olha essa sinopse. Meu Deus! Quero loucamente este livro.

                              ***
6.

Clica na foto
Entra na lojinha da escritora
E compra para mim

ISBN-13: 9788582173312
ISBN-10: 8582173318
Ano: 2014 / Páginas: 256
Idioma: português 
Editora: Autêntica

A obra de Shakespeare é eterna. Há praticamente 400 anos vem atravessando o tempo, encantando, ensinando, alegrando e emocionando plateias e leitores ao redor do mundo. Mas foi escrita em outra época, quando os valores, a vida cotidiana, as relações e a linguagem eram completamente diferentes da realidade do mundo moderno. Devido a isso, fora dos círculos acadêmicos, dificilmente os textos originais são lidos. No entanto, a carga emocional que cada história traz é tão forte e tão atual que pode ser encontrada e reconhecida em praticamente qualquer lugar. O que acontece nas peças pode acontecer a qualquer momento, na vida real, com outros nomes e diferentes lugares, pois a natureza humana ainda é a mesma, repleta de ambiguidades, grandezas, alegrias, tristezas, heroísmo e perdição. Com o objetivo de aproximar sua obra do leitor comum e do público jovem, as autoras apresentam neste livro suas versões de três peças de Shakespeare, uma comédia e duas tragédias: Otelo, Sonho de uma noite de verão e Romeu e Julieta.


Motivo: Faltam apenas 3 para minha coleção Lycia Barros ficar completa. Porém, este estou namorando a séculos, e não entendo por qual motivo ainda não adquiri. 

                                                                             ***
7.

Não poderia faltar está série. Romance de época. Como tenho os três primeiros, e acabo de ficar sabendo que a Amiga Adriana vai me presentear com o quarto, então fica faltando os dois últimos  para coleção ficar completar. 



Clica na foto
Compra para mim

ISBN-13: 9788580413625
ISBN-10: 8580413621
Ano: 2015 / Páginas: 288
Idioma: português 
Editora: Arqueiro

Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. 
Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. 
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? 
Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. 
Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro. 



Clica na foto
E compra para mim
ISBN-13: 9788580414400
ISBN-10: 8580414407
Ano: 2015 / Páginas: 304
Idioma: português 
Editora: Arqueiro

Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton.

Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele.

Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite.

Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz.

No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.

***

8.

Clica na foto
compra para mim

ISBN-13: 9788581633909
ISBN-10: 8581633900
Ano: 2014 / Páginas: 240
Idioma: português 
Editora: Novo Conceito

Axi Moore é uma garota certinha, estudiosa, bem comportada e boa filha. Mas o que ela mais quer é fugir de tudo isso e deixar para trás as lembranças tristes de um lar despedaçado. A única pessoa em quem ela pode confiar é seu melhor amigo, Robinson. Ele é também o grande amor de sua vida, só que ainda não sabe disso. Quando Axi convida Robinson para fazer uma viagem pelo país, está quebrando as regras pela primeira vez. Uma jornada que parecia prometer apenas diversão e cumplicidade aos poucos transforma a vida dos dois jovens para sempre. De aventureiros, eles se tornam fugitivos. De amigos, se tornam namorados. Cada um deles, em silêncio, sabe que sua primeira viagem pode ser também a última, e Axi precisa aceitar que de certas coisas, como do destino, não há como fugir. Comovente e baseado na própria vida do autor, este livro mostra que, por mais puro e inocente que seja, o primeiro amor pode mudar o resto de nossas vidas.


Motivo: Não Tenho nada deste escritor. E quero muito conhecer ele. Então, o autor também entra na lista de desejos para o natal de 2015. E gostaria muito de conhece-lo por este livro. 


***


9.
Clica na foto
Não se assuste com o preço
E compra para mim

ISBN-13: 9788574028163
ISBN-10: 8574028169
Ano: 2013 / Páginas: 720
Idioma: português 
Editora: Folha de S. Paulo

Mais de 750 fotos coloridas mostram o melhor da "Grã-Bretanha - Inglaterra, Escócia e País de Gales". Hotéis, pubs e restaurantes para todos os bolsos. Vistas aéreas em 3-D que dão acesso a bairros, ruas e edifícios. Um Manual de Sobrevivência mostra como usar telefones, correio e transporte público. Ficha Técnica.








***

10. 


Clica na foto
Não se assuste com o preço
E compra para mim


ISBN-13: 9788579142680
ISBN-10: 8579142687
Ano: 2011 / Páginas: 448
Idioma: português 
Editora: Publifolha


Com mais de 1.200 fotos, ilustrações, mapas e plantas, a nova edição deste guia retrata cada região de Londres e fornece todas as informações necessárias para aproveitar ao máximo uma viagem à capital inglesa e conhecer um pouco mais da história e das tradições locais. Apresenta os melhores museus, igrejas, lojas, mercados, pubs, restaurantes e cafés. Traz ainda um prático mapa desdobrável e fornece dicas de hospedagem, de como usar o transporte local e o correio e outras recomendações.

Motivo: Pela mesma doença paixonite do livro 10








***

Podem escolher e presentear. 

Brincadeira! 
Verdade!
O fato que essas, são apenas, minha lista de desejo de natal como leitora. Como falei no início, vai que um anjo, tipo Marido, Pai, mãe, sogros, cunhadas, sobrinhos, amigos de longa data queiram me presentear. 

Resumindo a lista de livros, seria esses: 
  1. Primavera de Cores - Adriana Brazil 
  2. Edney Silvestre: *Vida Provisória; *Boa Noite a todos 
  3. Série romance de época da Julia Quinn os três últimos 
  4. Primeiro amor - James Petterson
  5. Shakespeare e elas - Lycia Barros (Janaina Vieira; Laura Conrado) 
  6. Pela luz dos olhos seus - Janine Boissard 
  7. Qualquer guia com história e foto da Inglaterra. 

Caso, eu venha receber um desses, eu retorno aqui para postar e agradecer.

Beijos
Leia Mais ››

Conhecendo uma Leitora - Cilene





"Meu gênero favorito é o policial e o suspense. Romances românticos têm que ser muito bons, nível Austin para me segurar."

Como surgiu seu amor pela leitura? Alguém incentivou?
Meu amor pela leitura surgiu antes mesmo de aprender a ler. Meu pai fez uma assinatura de gibis Turma da Mônica e sempre me comprava gibis da Disney também.
Aprendi a ler com os gibis, quando tinha cerca de 5 ou 6 anos, com a ajuda dos meus pais e minhas irmãs que os liam para mim.
Estou certa de que quando uma criança vê que adultos estão lendo, principalmente seus familiares, é extremamente incentivador; ela percebe que é algo de que eles gostam e raciocinam que deve ser bom. No meu caso, meus familiares não liam especificamente livros, isso era difícil, mas sim revistas e jornais, o que já foi o suficiente para que me incentivassem a gostar de ler qualquer coisa.


Qual foi o primeiro livro que você apreciou? Como foi essa experiência? 
Para ser sincera não me lembro de qual foi o primeiro livro que apreciei, pois tenho lembranças de levar muitos livros infantis para casa, emprestados da escola, mas não lembro especificamente de algum, lia Monteiro Lobato e tantos outros...um pouco mais velha li quase todos os livros da Coleção Vagalume.
Das experiências mais emocionantes que me recordo era a de aguardar a fila da biblioteca do colégio estadual que estudava, na sexta série do ensino fundamental, para poder emprestar os livros do autor Pedro Bandeira, pelos quais eu me apaixonei “à primeira lida”.

E ainda com os meus amigos, por volta dos 11 ou 12 anos, lembro de brincarmos de Sherlock Holmes, lendo juntos a coleção Jovens Detetives.


Qual dos livros mais emocionante que você apreciou a leitura? Conte essa experiência.
Muita gente considera como emocionante as histórias tristes. Eu considero emocionante qualquer história que me manifeste um sentimento qualquer como raiva, repulsa,riso, uma lágrima, uma vontade de pular de bungeejumping etc.
Marley e Eu - John Grogan, por exemplo, me fez rir alto, em público, e chorar também, ainda que não seja um livro extraordinário, é a história do amor extraordinário entre cães e seres humanos que me emociona.



Já teve algum livro que você decepcionou ao ler? Conte
Bem, precisarei citar o único cuja leitura abandonei: Morte Súbita – JKHowling, porque achei o estilo forçado, força quando tenta utilizar um linguajar chulo, força sobremaneira querendo tanto se distanciar de Harry Potter. Assim, ao mesmo tempo que admiro a autora pela sua série de estreia, não consigo ler suas outras obras, nem as do seu pseudônimo, já que a primorosidade da escrita foi posta de lado.
O Alquimista – Paulo Coelho, não foi o que eu esperava aos 12 anos quando li pela primeira vez, nem o que achava esperar quando reli aos 20. Há toda uma aura supersticiosa em torno desse autor que é o mais bem-sucedido brasileiro da literatura – o que acho ótimo, sucesso e dinheiro é sempre bem-vindo e por isso só há que ser parabenizado, porém, prefiro suas parcerias com Raul Seixas.

Você prefere livro único, série ou trilogia?
Eu não gosto que os livros acabem, portando prefiro as trilogias, “quadrilogias”, “polilogias” (hahaha) mas há que se ter cuidado com elas, são como novelas muito extensas e podem acabar se perdendo no caminho.

Qual melhor Série que você já leu ou que tem vontade de ler?
Harry Potter – JKRowling, perdi as contas de quantas vezes já li a série toda, que me julguem, mas aprecio imensamente a capacidade da autora em criar um mundo tão detalhadamente mágico e factível ao mesmo tempo, admiro sua sagacidade ao discorrer sobre temas complexos quase subliminarmente, e a escrita riquíssima que não é comum em livros infanto-juvenis.
Gosto muito de Guerra dos Tronos – George R.R Martin, e também já li a série Crepúsculo – Stephenie Meyer e gostei vez que aprecio ideias inovadoras como a desta autora que, sim, inovou, ainda que contestavelmente, as histórias sobre vampiros, não deixando de ser vanguardista, portanto.



Qual a melhor trilogia que você já leu ou tem vontade de ler?
A melhor trilogia foi O Senhor dos Anéis – JRTolkien , livro único, li duas vezes em sequência, são mais de 1.200 páginas que me levaram para suas florestas e aventuras juntamente com aquele grupo improvável de amigos.
Nada contra as distopias pelo estilo, eu gosto muito de me aventurar nas ideias sobre futuros catastróficos e sociedade, mas os finais normalmente me decepcionam.
As trilogias New Adult me poupem, mas são cópias de cópias de cópias e 50 Tons de Cinza nem é tão legal assim, ou tem muita mulher frígida nesse mundo.


Tem alguma escritor(a)  brasileiro(a) que você admira? Que aprecia a escrita ou algum livro especial?
Essas perguntas que me exigem eleger um favorito me matam! Eu sou muito eclética e considero injusto eleger um preferido, é mais fácil elencar os que não gosto. Para cada estilo tem algum preferido eu acho.
Sempre tem alguém espantado ao ver que eu aprecio muito e procuro conhecer novos escritores sempre, porque na verdade, a forma como a literatura nacional me foi imposta nas escolas me amarga um pouco a emoção contida nas minhas experiências nacionais.
Não gosto de quase nada que me é imposto. Por isso embora aprecie a genialidade dos nossos autores clássicos, tenho tido um melhor relacionamento com os lidos mais recentemente, como Henrique Rodrigues, Raphael Montes e Matheus Peleteiro; e tenho aproveitado para revisitar Ligia Fagundes Telles e Clarice Lispector.
Gosto de Dalton Trevizan, de CristovãoTezza, Ariano Suassuna e tantos outros, como não admirar Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade...
Eu admiro e gosto muito da Marta Medeiros, especialmente o livro de crônicas Doidas e Santas (não tenho esse) porque me identifico em tantas situações ali, e gosto do estilo verdadeiro e sem firulas que ela tem.
E ainda meu amigo Marcos Peres, novidade no cenário literário nacional, merecidamente premiado, surpreendente nas suas ideias e primoroso na sua escrita. Porque ter boas ideias é essencial, mas escrever bem é a cereja do bolo. (O Evangelho Segundo Hitler e Que Fim Levou Juliana Klein)



Qual escritor internacional que você admira? Por quê?
Me matando com a faca da cozinha! Isso dói. São muitos!!!
Eu amo Jane Austin porque ela é genialmente, delicadamente, educadamente e sagazmente perspicaz.
Essencialmente à frente do seu tempo ela trouxe aos seus romances dilemas que transcendem as décadas, com bandeiras que ainda hoje são difíceis de serem hasteadas.
Sou fã de literatura policial então seria heresia deixar de citar Artur Conan Doyle; Edgar Allan Poe; Ágatha Christie e Sidney Sheldon, e do gênero horror, alguns, frise-se “alguns” de Stephen King, como O Iluminado, que adoro inclusive sua reprodução cinematográfica.

Já leu algum clássico? Se sim, qual? Gostou?
Já li vários, meus preferidos são: Íliada – Homero; Dom Quixote de La Mancha – Miguel de Cervantes e O Mercador de Veneza – William Shakespeare. Já li de Shakespeare também Romeu e Julieta; Sonhos de Uma Noite de Verão; Macbeth; Rei Lear e Hamlet – sou advogada, é claro que meu preferido seria O Mercador de Veneza (rs).


Quais gêneros você curte e quais não curte? Explique o motivo
Meu gênero favorito é o policial e o suspense. Romances românticos têm que ser muito bons, nível Austin para me segurar.
Não gosto de biografias, acho enfadonho, não que a vida do biografado o seja.  A biografia tem seu mérito, sua pesquisa, gravando a importância ou não de um personagem real na história real, mas prefiro a ficção e criação da narrativa.

Você gosta de ler isolado, em um canto silencioso? Com música? Ou não importa local e barulho ambos não atrapalhar sua leitura?
Prefiro ler em meio a muitas almofadas, solitariamente. Com relação à música depende muito do meu estado de espírito e do tipo de leitura e geralmente uso fones de ouvido.
Como esse ideal é muito raro na minha rotina, leio em qualquer lugar, com qualquer barulho, com crianças correndo, gritando, ou no carro, no papel ou no tablet, ou no celular, no computador, onde quer que seja. Apenas não consigo ler se estiver com muita dor de cabeça.

Você ler todos os livros que compra?
Leio todos, aliás, é raro eu comprar livros sem ter terminado de ler os que já tenho.

Qual a média de leitura por mês?
De 3 a 6 livros por mês.




Você está no universo da mulher moderna, trabalha fora, tem carreira, é independente, dona de casa, mãe. Isso diminui seu ritmo de leitura? Ou nada atrapalha.
Atrapalha, mas não diminui. O tempo é sempre o mesmo que a humanidade convencionou, ou seja, 24 horas. Os compromissos é que mudam de acordo com a vida. Como ler é pra mim um lazer, ainda que consiga ler em poucos intervalos de 15 minutos apenas, é assim que vou fazendo.

Qual conselho, dica você dá para as futuras mamães,  leituras compulsivas, a não parar de ler. Isso é possível? 
Ahhh a doce voz da experiência! (Hahaha). Eu aconselho a ler muito durante a gestação e depois, enquanto amamenta o bebê, porque eis um tempo ocioso perfeito! Depois disso compre livros para os filhos, espalhe almofadas pelo chão, leia para eles, e logo cada um estará lendo o seu.
Dá perfeitamente para ler livros segurando o bebê no colo, fiquem tranquilas e cuidado com leituras no celular próximo às crianças, pois estudos têm comprovado que a emissão da radiação deles é muito prejudicial até os 11 anos porque a caixa encefálica ainda não está completamente fechada, logo, o papel dos livros impressos é bem-vindo.

Acompanha blogs literário?
Acompanho alguns, há pouco tempo. Gosto do Homoliteratus e do Literaturapolicial.com; e acompanho os blogs das amigas literárias como este Leituras Plus,outros das meninas do Clube Entre Leituras e o DNA Bookz, onde sou colaboradora escrevendo resenhas sobre livros nacionais .

Deixa sua mensagem para novos leitores, dicas. 

Rubem Alves disse que “um livro é um brinquedo feito com letras” . Brinquemos!
Leia Mais ››

Leitor Escritor/Escritor Leitor - EU QUERIA - Evellyn







É preciso também ter maturidade e força para deixar ir o que você não pode fazer mais tanto bem. Eu sei que sofreu, e insistiu. Teve os seus momentos e o seu tempo. Tive e estou tendo os meus também. Mas de uma coisa você sabe, não te dei dúvidas do que eu sinto, do que eu quero, do que eu preciso. 

E sabemos que é diferente do que precisa. Parece que pela primeira vez desde o dia que te conheci, estamos traçando nossas vidas em sentidos opostos. Não mais como um casal, um casal juntos ou um casal separados mas que se amam e querem sim, se encontrar e reencontrar quantas vezes tentarem e a vida permitir. 

Nos encaixamos em "não sei", é a definição que nos veste hoje. Eu poderia bater o pé e te pedir para ficar, pedir não, mandar. Mas eu entendi que não posso fazer nada sozinha, entendi que mesmo batendo o pé, há quem diga não. Só não queria que você me ensinasse isso dessa maneira, não você... Eu poderia te pedir de joelhos que me desse mais uma chance, mas entendi que só existe chance, quando todos os lados envolvidos desejam a mesma coisa. E o nosso caso, eu desejo você e você deseja tempo. 


Eu poderia pedir que acreditasse em mim, mas como? Se nem eu acreditei em você, e quer saber? Não acredito em mim também. Mas sim, acredito nesse sentimento que me faz sentir pela primeira vez o que nunca havia sentido antes, o que sempre havia imaginado que sentia com outros, o que só você pôde me mostrar de fato, o amor. Me fez sentir. E não há como explicar essa coisa toda, não é simplesmente a definição clichê de tremedeira e borboletas no estômago, é mais que isso, é gratificante até, tive a oportunidade de conhecer o que sempre acreditei e lutei para acreditar, ainda que o mundo o julgasse de diversas maneiras, até como besteira, eu acreditei nesse sentimento. 


E senti. 
Eu poderia te lembrar todos os momentos bons que vivemos e não, não foram poucos, imagine, em meses de nossas vidas tivemos tantos momentos bons, imagine anos. Pensando bem, não imagina não. Eu poderia te falar que o meu celular parece sentir tua falta e insiste em deixar teu contato como recente, não sabendo ele que você se foi já faz um tempo. Eu poderia te falar que eu sinto vontade as vezes de rasgar tudo de material que marcou o nosso pequeno infinito, os ursos, os bilhetes e cartas, a corrente, o coração, as fotos e até mesmo o sentimento que guardo no peito, queria poder rasgar tudo o que me faz lembrar você e me faz sentir uma saudade insuportável, mas algum outro sentido me impede, e sinto muita raiva dele, confesso. 

Eu poderia te falar que todas as vezes que eu durmo, acordo assustada sentindo o teu cheiro, achando que você está deitando na minha cama tentando não me acordar, que está me abraçando e me amando de novo. Eu poderia te falar que os lugares que fomos juntos sempre terá sua cara, sempre me lembrará você, e até mesmo aqueles que não chegamos a ir, mas planejamos ou sonhamos juntos. Eu poderia te falar que as vezes quero acreditar que tudo não passa de um pesadelo e você voltará para viver o nosso amor. Eu poderia te falar que eu tenho medo, mais medo ainda. Eu poderia te falar que você me acalma quando tudo parece dar errado. Eu poderia te falar que ainda lembro dos teus trejeitos. Que parece que o tempo não passa sem você. Eu poderia te falar que isso tudo dói demais e que tudo o que mais queria era que você me dissesse "Está passando, meu amor." Eu poderia te chamar para fazer aquela sobremesa que não deu certo da outra vez. Poderia te pedir para bater os ovos e pôr o leite aos poucos, ou para untar a forma. Queria poder tirar aquela louça da sua mão de novo, que você teimava para lavar. Queria te melar de novo. Queria que me abraçasse enquanto eu mexo o creme no fogão, com medo de embolar. Queria que me olhasse, me ajudasse ou só ficasse ali do meu lado, parado, e eu pudesse sentir a tua presença, o teu amor. 

Queria passar de novo aquela tarde inteira na piscina, e eu com o meu sonho de ficar morena, você rir. Queria realizar aquele nosso sonho da praia. Queria passar aquela virada de ano contigo que nem chegou à acontecer. Queria tomar aquele açaí. Aquele Mc Donalds que me faz sair da dieta, mas para acompanhar você, eu comia "é a ultima vez, só hoje". E era todas as vezes que fizesse aquela carinha de "Quero Mc, come comigo" Queria procurar alguma coisa nova para comer contigo e sempre pararmos no Mc. Queria te falar daquela loja que tenho que voltar para comprar aquele sapato da vida. Queria vir para casa devagarzinho, para passarmos mais tempo juntos. Queria acordar do teu lado, e te beijar sem importar com nada. Queria ir naquele show em que parece ter sido só eu e você, e cantarmos todas as musicas juntos e se olhando. Queria te levar uma comida (sem catupiry) para você. Ou uma pizza metade calabresa sem gosto, e a outra frango com catupiry porque eu amo. 


E amo você também. Mais você que o catupiry na verdade. Queria poder te pedir para tomar suco ao invés de Coca, e queria poder tomar Coca quando me pedisse para tomar com você. Eu queria poder guardar aquele dinheiro que nunca guardo, para fazermos aquela viagem que não fizemos. Eu queria repôr o cheiro do neguinho para dormir com ele. Eu queria usar aquela roupa nova com você, para você me perguntar "Comprou esse que dia?" Queria poder assistir um filme no cinema, mas ele tem a sua cara e o seu corpo e tudo mais, então não posso sentir mais saudade. Queria olhar a lua de noite, mas eu sinto tanta falta, que não consigo olhar mais que alguns poucos minutos. Queria ir na pista de skate olhar o por do sol no fim de tarde, mas as lembranças daquele lugar são suas, e com você. Queria te pedir que comesse, mas já estou sabendo que está fazendo uma dieta de engorda, enquanto eu quero emagrecer mesmo. 

Eu queria que sentisse a minha falta como eu sinto de você. Eu queria calma, mas com você. Eu queria tempo, mas com calma. Eu não queria despedidas, mas é preciso ser forte. É preciso deixar você ir e pedir a Deus que você permaneça sempre feliz. E quero te dizer que, você foi o meu primeiro e verdadeiro amor. E eu queria aquela surpresa de você aparecer aqui. Eu queria aquele sorriso para mim. Aquele beijo que te deixa louco, nos deixa loucos. Aquele "To aqui na porta". Aquele "Almoça lá em casa hoje". Aquela força que você mostrava ter. Aquela leveza e força ao mesmo tempo, aquele desejo, a insistência, a positividade. "Ah, amanhã tem um aniversário para a gente ir." E eu demorar de me arrumar, não por pirraça, mas tenho que tá bonita para você falar "Tá linda". Ou ouvir você dizer "Hidratei o cabelo do jeito que me ensinou" - isso me fez rir agora. Eu queria aquelas certezas. Eu queria aquela compreensão, aquele "calma, to aqui com você". Eu queria que você entendesse os meus ciúmes como eu entendia os seus e achava um tanto fofo e um outro tanto bobagem, porque pensava "Como é que ele não vê que eu só o amo? Mds". 

Eu queria fazer minhas loucuras mesmo, e ter alguém que não me julgasse por isso. Eu queria continuar saindo daquele colégio podendo sorrir, porque só mais alguns passos e eu ia te abraçar. Não queria sair e te procurar de longe, para ver se você está na farmácia hoje, mas sem mim. Eu fico triste quando entro naquele mercado, na verdade, não entro mais, a última vez que entrei saí quase em prantos. Eu queria te fazer surpresas. Queria realizar as surpresas que eu planejei. Eu queria sim, postar uma foto nossa, mas não posso. Eu queria ser eu de novo e não ter medo disso. 
Eu queria te ter de novo e não sentir medo de você ir.


Leia Mais ››


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo