Maria - Rodrigo Alavrez





ISBN-13: 9788525061515

ISBN-10: 8525061514

Ano: 2015 / Páginas: 256

Idioma: português 

Editora: Globo Livros

Sinopse

A Virgem, a Nossa Senhora, a Mãe de Deus. Todos sabemos quem é Maria, mas qual a sua história? Pouco é dito sobre ela nos evangelhos e nos relatos bíblicos sobre os primeiros dias do cristianismo. No entanto, a história nos revela que Maria sofreu acusações duras, foi vítima de ataques furiosos e, sem saber, motivou embates entre religiosos e até imperadores. Nesta biografia, Rodrigo Alvarez, autor de Aparecida, nos apresenta diversas faces daquela que se tornou uma das figuras femininas mais importantes de todos os tempos.




RESENHA



" E certamente, os ortodoxos, sejam eles gregos, russos, turcos ou etíopes, e também os protestantes, que podem ser batistas, luteranos, evangélicos, pentecostais, neopentencostais, americanos, ingleses, alemães ou brasileiros, comungam de um amor semelhante ao dos católicos pela mãe daquele que praticamente todos os cristãos consideram o próprio Deus, a mulher que se transformou em exemplo de bondade, maternidade e, mais do que tudo, da palavra mulher." (p. 206)



Nada como uma leitura de Natal apropriada. 

O livro é gênero jornalismo literário e biográfico, envolve muito o meio de pesquisas e documentos. No blog, é o segundo deste gênero; este também é o segundo do escritor e jornalista Rodrigo Alvarez 
A vantagem do estilo jornalismo literário ou biográfico, é por ser um estilo de leitura que lhe proporciona conhecimento reais, ao mesmo tempo, deixa você (leitor) trabalhar a sua imaginação e interpretação. É um não-ficção, que você saboreia como ficção.

O livro anterior do autor, encontra-se  Resenha aqui e hoje  é um best Seller como mais de 150 mil exemplares vendidos,  é também um livro jornalístico, uma biografia de longos anos, de documentos e história registrada de Nossa Senhora Aparecida. Entretanto, o autor deve ter encontrado dois pontos que diferenciam bem as duas biografias, como: o cronômetro de tempo das protagonistas, e a diferença dos documentos pesquisados. Enquanto um livro, tem todos os registros, o mais recente do autor, quase não se tem (diante do tempo de história).

E Rodrigo Alvarez deixa muito claro, em decorrer de todo o livro, as dúvidas:

"Fato é que as chuvas chegaram, a poeira do deserto baixou, e quase não se encontraram pegadas daquela mulher judia que, sem perceber, mudou a História; a mulher que continuamos procurando." (p. 10) 
"Maria é virgem, continua virgem mesmo depois da gravidez, mas...e depois? Continuará virgem ao longo de toda a sua vida."    (p. 71) 
 "Terá sido consequência da Reforma Protestante com seus ataques ferozes à chamada "adoração de ídolos" e à presença "excessiva" de Maria na fé cristã? Terá sido por causa da Santa inquisição, que espelhava o terror também entre cristãos e considerava qualquer fenômeno estranho à ortodoxia da Igreja como uma heresia, algo de origem diabólica, punível com a morte? Ou será possível imaginar..." (p. 175)

O livro é uma obra onde consegue unir a biografia de uma Maria, dentro de várias Marias, e encontra também: inúmeros milagres, o anjo Gabriel, Santos, adultério, política,  história, os pais de Maria; é uma leitura delicada, se você não ler com maturidade (com a mente preparada), pode deixá-lo um pouco confuso. Talvez um pouco revoltado, pois existem verdades registradas, mas outras verdades não comprovada.

Então, fica aquela dúvida, 

 realmente os ocorridos narrados existiram? 
E se existiram, onde encontram-se as provas? 
Quem testemunhou? 
E por que não registraram?

A obra, é dividida em quatro partes, iniciando com uma introdução, seguindo por: A vida de Maria; Theotokos, a mãe de Deus; Maria mãe do mundo. Todos distribuídos em 31 capítulos. É o primeiro ponto positivo que destaco na obra. Assim como o anterior, em Maria, Alvarez conseguiu estruturar bem os capítulos, facilitando qualquer leitor compreender cada momento.


"O Credo dos Apóstolos foi um dos primeiros textos usados pelos cristãos para resumir e afirmar a fé publicamente." (p. 34)

Outro fato importante e válido destacar, é a imparcialidade do autor (típico de livros jornalísticos e jornalista competente), independente de sua crença religiosa, sua condição na profissão, ele foi fiel ao que encontrou-se  sobre Maria. Mesmo sendo pouco, diante de uma história longa, e ainda, mesmo sendo polêmica.

Isso resulta em uma leitura profunda e de muito conhecimento. E se este, foi o foco do escritor, passar o conhecimento de um ser humano, que como diz a capa do livro “mulher que gerou o homem mais importante da história, viveu um inferno, dividiu os cristãos, conquistou meio mundo e é chamado de mãe de Deus”, ele conseguiu.

Aquele, de Fé e conhecedor da bíblia podem apreciar como um livro para conhecimento mais profundo. Aquele, que não tem conhecimento da Bíblia, pode ficar tentado a conhecer depois da leitura.
"...ainda hoje existe uma pequena Igreja relembrando a história que fundou o catolicismo nas Américas e fez do México uma das nações mais religiosas do mundo." (p. 173)
Têm aqueles capítulos importantes, e têm aqueles capítulos para compreensão do próximo assunto a ser tratado. O mais interessante e já no final do livro; alguns capítulos, explica a separação da Igreja católica e o surgimentos de novas Igrejas, sem rodeios, mais direto e bem explicado. Tudo, na linguagem jornalistica. 
"...aqueles que discordarem serão excomungados e se verão obrigados a fundar novas Igrejas, separadas das Igrejas católicas." (p. 131-132)
Portanto,  independente do grau de conhecimento da história de Maria, o leitor encontra nas escritas do escritor/jornalista, uma forma de contemplar a leitura sem dificuldades. Pois, tudo é bem explanado e justificado, com notas no final do livro, numerados e separados por capítulos. 

As fotos, é uma pausa deliciosa na leitura, fazendo você trabalhar a imagem de tudo aquilo que já foi meditado.

Por fim, é uma leitura recomendada, independente da sua fé, ou, posição religiosa. O aprazível nesta apreciação de Maria, é o conhecimento agregado, reflexão e a infinidade de sentimentos que o livro proporciona a você.

Uma ótima leitura para qualquer ocasião, especialmente em datas como essa, próxima ao Natal.


"A devoção sem precedentes que tomou conta dos católicos, principalmente da Europa e das Américas, fez de Maria o alvo preferencial daqueles que queriam atacar o Vaticano." (p. 013)

*****



A nota no Skoob, foi  máxima, 


5 estrelas *****

Por ser uma leitura de profundo conhecimento e sentimentos. E pela competência do escritor em escrever uma obra, com uma história recheada de lacunas











Autor:


Post com Biografia e
outras obras do Escritor
Clica na foto ( pesquisa: Skoob)


2 comentários:

  1. Paty ♥
    amei sua resenha, esse livro deve ser muito lindo ♥
    Acho que vou dar de presente pra minha mãe :)

    Ah te marquei em uma tag lá no blog
    http://tatianecdesouza.blogspot.com.br/2015/12/tag-meu2015.html

    ótima quarta
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu dei de presente para minha mãe. É um lindo presente Tati. Uma história que te desequilibra e equilibra....é muito louco...

      Eu amei...
      Dê mesmo e depois leia, é uma biografia muito válida de apreciar

      Beijos

      Excluir


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo