Leitor -Escrito/Escritor- leitor - Evellyn








 Nunca decepcionara. Nem mesmo quando brigamos, os conselhos e anseios diários, nunca serão libertos. Aquele conhecido, me desconheceu. O medo não era para ser esse. O abandono causou mágoas, a carência, um trauma. A saudade que esfarelam meus olhos. O jogo é doloroso. O sol não é visto. O choro é mar. A onda que me leva é branca. Todos os caminhos me trazem e me levam. Minha independência foi-se embora com aquele coração de ferro. De tão pesado, desconstruiu. Sobre minhas vontades, é mar, amar.
***


O que acontece com esses teus olhos que me dizem tantas verdades e essas tuas atitudes que me fazem viver uma confusão. A distância, a falta e saudade... Teu amor reflete naquela música que cantamos juntos, naquele teu abraço me puxando pela cintura, aquele beijo com tanto carinho, tanto desejo, tanto sentimento em cada toque, aquele teu sorriso procurando assunto, aquela tua cara de nada, quando queria dizer tudo ao mesmo tempo. Aquele teu sentimento que fazia teus dedos tocarem o meu cabelo, tirando-o dos meus olhos. Que te olham. E amam. Aquela última música, próximo a despedida, nossos olhares se encontram e quase saltaram de tanta paixão, quase se abraçaram, quase dançaram aquela última melodia, quase ficavam juntos para sempre, quase.. Porque você se foi. E hoje, a saudade chora, dentro daqueles mesmos olhos que ontem te amou.






BIO

16 anos, estudante, baiana. Pretendo cursar psicologia!! Desprende-me das falas, meu amigo é a escrita. Desabafo constante, fidelíssimo aos meus sentimentos

Nenhum comentário:

Postar um comentário


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo