Conhecendo uma Leitora - Cilene





"Meu gênero favorito é o policial e o suspense. Romances românticos têm que ser muito bons, nível Austin para me segurar."

Como surgiu seu amor pela leitura? Alguém incentivou?
Meu amor pela leitura surgiu antes mesmo de aprender a ler. Meu pai fez uma assinatura de gibis Turma da Mônica e sempre me comprava gibis da Disney também.
Aprendi a ler com os gibis, quando tinha cerca de 5 ou 6 anos, com a ajuda dos meus pais e minhas irmãs que os liam para mim.
Estou certa de que quando uma criança vê que adultos estão lendo, principalmente seus familiares, é extremamente incentivador; ela percebe que é algo de que eles gostam e raciocinam que deve ser bom. No meu caso, meus familiares não liam especificamente livros, isso era difícil, mas sim revistas e jornais, o que já foi o suficiente para que me incentivassem a gostar de ler qualquer coisa.


Qual foi o primeiro livro que você apreciou? Como foi essa experiência? 
Para ser sincera não me lembro de qual foi o primeiro livro que apreciei, pois tenho lembranças de levar muitos livros infantis para casa, emprestados da escola, mas não lembro especificamente de algum, lia Monteiro Lobato e tantos outros...um pouco mais velha li quase todos os livros da Coleção Vagalume.
Das experiências mais emocionantes que me recordo era a de aguardar a fila da biblioteca do colégio estadual que estudava, na sexta série do ensino fundamental, para poder emprestar os livros do autor Pedro Bandeira, pelos quais eu me apaixonei “à primeira lida”.

E ainda com os meus amigos, por volta dos 11 ou 12 anos, lembro de brincarmos de Sherlock Holmes, lendo juntos a coleção Jovens Detetives.


Qual dos livros mais emocionante que você apreciou a leitura? Conte essa experiência.
Muita gente considera como emocionante as histórias tristes. Eu considero emocionante qualquer história que me manifeste um sentimento qualquer como raiva, repulsa,riso, uma lágrima, uma vontade de pular de bungeejumping etc.
Marley e Eu - John Grogan, por exemplo, me fez rir alto, em público, e chorar também, ainda que não seja um livro extraordinário, é a história do amor extraordinário entre cães e seres humanos que me emociona.



Já teve algum livro que você decepcionou ao ler? Conte
Bem, precisarei citar o único cuja leitura abandonei: Morte Súbita – JKHowling, porque achei o estilo forçado, força quando tenta utilizar um linguajar chulo, força sobremaneira querendo tanto se distanciar de Harry Potter. Assim, ao mesmo tempo que admiro a autora pela sua série de estreia, não consigo ler suas outras obras, nem as do seu pseudônimo, já que a primorosidade da escrita foi posta de lado.
O Alquimista – Paulo Coelho, não foi o que eu esperava aos 12 anos quando li pela primeira vez, nem o que achava esperar quando reli aos 20. Há toda uma aura supersticiosa em torno desse autor que é o mais bem-sucedido brasileiro da literatura – o que acho ótimo, sucesso e dinheiro é sempre bem-vindo e por isso só há que ser parabenizado, porém, prefiro suas parcerias com Raul Seixas.

Você prefere livro único, série ou trilogia?
Eu não gosto que os livros acabem, portando prefiro as trilogias, “quadrilogias”, “polilogias” (hahaha) mas há que se ter cuidado com elas, são como novelas muito extensas e podem acabar se perdendo no caminho.

Qual melhor Série que você já leu ou que tem vontade de ler?
Harry Potter – JKRowling, perdi as contas de quantas vezes já li a série toda, que me julguem, mas aprecio imensamente a capacidade da autora em criar um mundo tão detalhadamente mágico e factível ao mesmo tempo, admiro sua sagacidade ao discorrer sobre temas complexos quase subliminarmente, e a escrita riquíssima que não é comum em livros infanto-juvenis.
Gosto muito de Guerra dos Tronos – George R.R Martin, e também já li a série Crepúsculo – Stephenie Meyer e gostei vez que aprecio ideias inovadoras como a desta autora que, sim, inovou, ainda que contestavelmente, as histórias sobre vampiros, não deixando de ser vanguardista, portanto.



Qual a melhor trilogia que você já leu ou tem vontade de ler?
A melhor trilogia foi O Senhor dos Anéis – JRTolkien , livro único, li duas vezes em sequência, são mais de 1.200 páginas que me levaram para suas florestas e aventuras juntamente com aquele grupo improvável de amigos.
Nada contra as distopias pelo estilo, eu gosto muito de me aventurar nas ideias sobre futuros catastróficos e sociedade, mas os finais normalmente me decepcionam.
As trilogias New Adult me poupem, mas são cópias de cópias de cópias e 50 Tons de Cinza nem é tão legal assim, ou tem muita mulher frígida nesse mundo.


Tem alguma escritor(a)  brasileiro(a) que você admira? Que aprecia a escrita ou algum livro especial?
Essas perguntas que me exigem eleger um favorito me matam! Eu sou muito eclética e considero injusto eleger um preferido, é mais fácil elencar os que não gosto. Para cada estilo tem algum preferido eu acho.
Sempre tem alguém espantado ao ver que eu aprecio muito e procuro conhecer novos escritores sempre, porque na verdade, a forma como a literatura nacional me foi imposta nas escolas me amarga um pouco a emoção contida nas minhas experiências nacionais.
Não gosto de quase nada que me é imposto. Por isso embora aprecie a genialidade dos nossos autores clássicos, tenho tido um melhor relacionamento com os lidos mais recentemente, como Henrique Rodrigues, Raphael Montes e Matheus Peleteiro; e tenho aproveitado para revisitar Ligia Fagundes Telles e Clarice Lispector.
Gosto de Dalton Trevizan, de CristovãoTezza, Ariano Suassuna e tantos outros, como não admirar Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade...
Eu admiro e gosto muito da Marta Medeiros, especialmente o livro de crônicas Doidas e Santas (não tenho esse) porque me identifico em tantas situações ali, e gosto do estilo verdadeiro e sem firulas que ela tem.
E ainda meu amigo Marcos Peres, novidade no cenário literário nacional, merecidamente premiado, surpreendente nas suas ideias e primoroso na sua escrita. Porque ter boas ideias é essencial, mas escrever bem é a cereja do bolo. (O Evangelho Segundo Hitler e Que Fim Levou Juliana Klein)



Qual escritor internacional que você admira? Por quê?
Me matando com a faca da cozinha! Isso dói. São muitos!!!
Eu amo Jane Austin porque ela é genialmente, delicadamente, educadamente e sagazmente perspicaz.
Essencialmente à frente do seu tempo ela trouxe aos seus romances dilemas que transcendem as décadas, com bandeiras que ainda hoje são difíceis de serem hasteadas.
Sou fã de literatura policial então seria heresia deixar de citar Artur Conan Doyle; Edgar Allan Poe; Ágatha Christie e Sidney Sheldon, e do gênero horror, alguns, frise-se “alguns” de Stephen King, como O Iluminado, que adoro inclusive sua reprodução cinematográfica.

Já leu algum clássico? Se sim, qual? Gostou?
Já li vários, meus preferidos são: Íliada – Homero; Dom Quixote de La Mancha – Miguel de Cervantes e O Mercador de Veneza – William Shakespeare. Já li de Shakespeare também Romeu e Julieta; Sonhos de Uma Noite de Verão; Macbeth; Rei Lear e Hamlet – sou advogada, é claro que meu preferido seria O Mercador de Veneza (rs).


Quais gêneros você curte e quais não curte? Explique o motivo
Meu gênero favorito é o policial e o suspense. Romances românticos têm que ser muito bons, nível Austin para me segurar.
Não gosto de biografias, acho enfadonho, não que a vida do biografado o seja.  A biografia tem seu mérito, sua pesquisa, gravando a importância ou não de um personagem real na história real, mas prefiro a ficção e criação da narrativa.

Você gosta de ler isolado, em um canto silencioso? Com música? Ou não importa local e barulho ambos não atrapalhar sua leitura?
Prefiro ler em meio a muitas almofadas, solitariamente. Com relação à música depende muito do meu estado de espírito e do tipo de leitura e geralmente uso fones de ouvido.
Como esse ideal é muito raro na minha rotina, leio em qualquer lugar, com qualquer barulho, com crianças correndo, gritando, ou no carro, no papel ou no tablet, ou no celular, no computador, onde quer que seja. Apenas não consigo ler se estiver com muita dor de cabeça.

Você ler todos os livros que compra?
Leio todos, aliás, é raro eu comprar livros sem ter terminado de ler os que já tenho.

Qual a média de leitura por mês?
De 3 a 6 livros por mês.




Você está no universo da mulher moderna, trabalha fora, tem carreira, é independente, dona de casa, mãe. Isso diminui seu ritmo de leitura? Ou nada atrapalha.
Atrapalha, mas não diminui. O tempo é sempre o mesmo que a humanidade convencionou, ou seja, 24 horas. Os compromissos é que mudam de acordo com a vida. Como ler é pra mim um lazer, ainda que consiga ler em poucos intervalos de 15 minutos apenas, é assim que vou fazendo.

Qual conselho, dica você dá para as futuras mamães,  leituras compulsivas, a não parar de ler. Isso é possível? 
Ahhh a doce voz da experiência! (Hahaha). Eu aconselho a ler muito durante a gestação e depois, enquanto amamenta o bebê, porque eis um tempo ocioso perfeito! Depois disso compre livros para os filhos, espalhe almofadas pelo chão, leia para eles, e logo cada um estará lendo o seu.
Dá perfeitamente para ler livros segurando o bebê no colo, fiquem tranquilas e cuidado com leituras no celular próximo às crianças, pois estudos têm comprovado que a emissão da radiação deles é muito prejudicial até os 11 anos porque a caixa encefálica ainda não está completamente fechada, logo, o papel dos livros impressos é bem-vindo.

Acompanha blogs literário?
Acompanho alguns, há pouco tempo. Gosto do Homoliteratus e do Literaturapolicial.com; e acompanho os blogs das amigas literárias como este Leituras Plus,outros das meninas do Clube Entre Leituras e o DNA Bookz, onde sou colaboradora escrevendo resenhas sobre livros nacionais .

Deixa sua mensagem para novos leitores, dicas. 

Rubem Alves disse que “um livro é um brinquedo feito com letras” . Brinquemos!

5 comentários:

  1. Cy arrasou, Parabéns meninas! Adorei conhecer o Blog. Bj

    ResponderExcluir
  2. Gente essa mulher é top! Bem resolvida, linda, leitora, mamãe e ainda por cima super profissional! Sinceramente, o que dizer de Cilene? Essa mulher é sensacional!!! kk. Amei as icas dela! Como ela, perfeitas!! Parabéns pelo post, ficou lindo!
    Bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Ela não anda.... ela desfila" A Cy é top né Anya? Além de ser bonita é leitora e boa mãe, ai não tem como não ser fã....
      Bjos...

      Excluir
  3. *.* Ahhh não dá pra dizer mais nada além de AMO VOCÊS meninas!!!!
    Muito obrigada pela oportunidade de participar do seu blog lindo Paty.
    beijosss

    ResponderExcluir


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo