50 Tons mais escuros - E. L. James


                                                                                    Editora: Intrínseca

Ano: 2012
Tradução: Juliana Romeiro de Carvalho Stanton
Páginas: 512
Série: Livro 2
Ano: 2012

SINOPSE
Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.


RESENHA


O segundo livro da trilogia 50 tons inicia com Ana no seu novo emprego, com seu novo chefe Sr. Jake Hyde, e sobrevivendo a terceiro dia sem Christian Grey.
Até então tudo tranquilo, mesmo Ana não conseguindo esquecer o Christian e parece que ocorre o mesmo com Christian, já que ele presenteia com um lindo cartão desejando felicidade com o novo trabalho e depois trocas de e-mails lembrando da exposição do amigo José em Portland.
Jake quer comemorar o desenvolvimento positivo de Ana no trabalho, sair para comemorar, mas Ana não acha uma boa ideia beber com o chefe.
Após trocas de e-mails, Christian pega Ana no horário combinado, os dois tenta controlar as emoções mais isso é impossível.


"Tenho sentido sua falta Anastasia" (19)

Não quero brigar com você Anastasia. Quero você de volta, e quero você saudável" (23)


Na exposição Christian surpreende ao comprar todos os quadros que Ana pousou para José, a desculpa ou o argumento é simples e direto.

¨Comprei todas, Anastasia. Não quero estranho nenhum cobiçando você na privacidade de sua casa" (27)

Ainda na exposição já no final, o controlador Grey, fica perturbador, enciumado e não consegue mais esconder sua agonia. Despede-se rápido de José, avisando a Ana que ambos precisam retornar para Seattle. Ao sair ainda descontrolado, Grey não segura seu impulso e beija Ana com força, desejo e total descontrole, avisando.

"Você. É. Minha" (30)

"Passei toda minha vida adulta tentando evitar emoções extremas, Mas você...você desperta sentimentos em mim que me são completamente desconhecidos. É muito.... - Pertubador" (30)

A partir desse capítulo o livro volta a desenvolver. O livro é maravilhoso, a cada capítulo novas emoções e grandes revelações do passado do Christian Grey. O livro continua super erótico, com cenas mais hot que o primeiro. 

As cenas hot para mim inesquecível são os elevadores, e carro. 

O Christian controlador, psicopata no primeiro livro, continua no segundo, mas como mais uma "característica" INSEGURANÇA. A sua insegurança em perder Ana é enorme, e isso o deixa muito louco. Transformando-o em mais romântico do que maníaco; tudo por medo, por não querer perder Ana novamente. Ele não suportaria isso. Isso o faz  lutar para que Ana more com ele, uma luta um pouco longa, mas que no final sem perceber os dois estão praticamente morando juntos

Nesse livro ainda tem uma ex do Grey a maluca, e ainda o Chefe da Ana, apronta uma, que deixa o Grey totalmente, descontrolado, possessivo e raivoso. Christian nervoso e inseguro é o encanto da leitura.

É também nesse volume que começa a acontecer algumas coisas estranhas, como o atentado ao helicóptero Charlie Tango, que deixa Ana completamente apavorada.

Para mim, é (posso dizer isso, porque já apreciei a leitura de toda a trilogia, antes de resenhar cada um) 50 tons mais escuro é o melhor em todos os sentidos, como inicia, as cenas, o mistério e como encerra esse volume.

Destaco, as cenas hot e Christian controlador e inseguro. Ele nervoso é tudo de bom.

RECOMENDO, Se gostou do 50 tons de cinzas, então recomendo e garanto, vai amar mais ainda.



“Eu percebi que você facilitou as coisas para mim e que eu não poderia ser a pessoa que você queria que eu fosse. Então, depois que eu sai, me dei conta de que a dor física que você me infligiu não foi tão ruim quanto a dor de perder você."




Patrícia Brito


Nenhum comentário:

Postar um comentário


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo