Fevereiro - Livro do Mês


Então! O vencedor do mê vai para: 


Vamos as explicações.

Quem me acompanha e conhece um pouco, sabe como sou louca, doente pela trilogia Cinquenta Tons de cinzas. Sabe como amo o personagem Chistian Grey. Mas o último livro, achei muito chatinho, mesmo obtendo cenas de suspense, e agitada. Amo a trilogia, mas realmente o final não foi meu predileto. 

As outras leituras do Mês, O Guardião e Perto de você, foi uma leitura deliciosa. Nicholas Sparks dispensa comentários e o primeiro de Bella Andre mesmo desanimando no meio do livro, no final obtive um saldo positivo.

Mas o Livro Uma Herança de Amor - Quando o fim pode ser o começo. Superou todos.
A resenha sai em breve, mas adianto que a Lycia Barros superou todas as minhas expectativas. Se eu já amava a coleção Despertar, agora amo loucamente a coleção Uma Herança de Amor. Meu amor literário era o Rico, agora estou dividida entre ele e Adam. Isso por ainda está lendo o primeiro. Ainda faltam  dois.

Estou vendo que não vou resistir em emendar a leitura da coleção logo atrás. Eu que costumo alternar para não viciar nos personagens, acho que irei fazer diferente, e partir logo para Uma Herança de amor - Armadilhas do destino.
Breve posto minha decisão


Leia Mais ››

Leituras de Fevereiro (e Janeiro)



1.



Apreciei a leitura do último livro da trilogia morrendo de medo. Mesmo não sendo meu predileto. Sr. Grey é tudo de bom!















2.








Um dos livros mais diferente que apreciei do Nicholas Sparks. Não é meu predileto mais gostei muito.











3





Comecei a ler ele empolgada, no meio do livro desestimulei e no final voltei a empolgar. Gostei muito mas esperava mais.                                                                                                      











4.




Para tudo gente! Que livro é esse? Muita raiva de mim mesma, brava de mais por enrolar para pegar e ler esse livro. Lycia Barros superou Nicholas Sparks. Ainda estou lendo. Mas até sexta finalizo e volto para divulgar o vencedor do mês de Fevereiro.












Vencedor do Mês de Fevereiro


LEITURAS DE JANEIRO














































3. Segredos de família










































5. Seis Anos Depois - Halan Coben












Leia Mais ››

ACONTECE - KATI MARTINS


Tanto tempo buscando minhas certezas
E quando tudo parece que está no lugar já vem vindo outro vendaval
Que me joga de pernas para o ar          
Bagunça tudo aquilo que demorei de organizar
Confunde a direção do seu perfume
Eu vejo outros olhos, outra boca a textura já mudou
Não posso permiti, o problema é que nossa história acabou
Minha cabeça roda... Não tem mais vento, permaneço no ar
Sobrevoando sobre todo o transtorno que ando causando
Personalidade se divide, exponho minhas fraquezas
Não resisto e olho de novo, volto pairando
Tudo o que houve tudo que foi bonito, que foi verdadeiro, se mostrou tão mortal quanto eu.
Eu tão cheias de defeitos, tão incompleta de perfeição 
Parece até brincadeira querer beleza nas minhas coisinhas
As borboletas de antes continuam se batendo, não há espaço para todas.
Sei o que eu devo fazer achar um caminho e chamar de destino 
Mas o problema é o que eu quero
A questão é que ando tão realizada
Que às vezes tenho medo da felicidade que é a vida
Quis tanto chegar, e agora não quero sair.
Desconheço o certo
Percebo o perigo.
Kati Martins
Leia Mais ››

50 Tons mais escuros - E. L. James


                                                                                    Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Tradução: Juliana Romeiro de Carvalho Stanton
Páginas: 512
Série: Livro 2
Ano: 2012

SINOPSE
Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.


RESENHA


O segundo livro da trilogia 50 tons inicia com Ana no seu novo emprego, com seu novo chefe Sr. Jake Hyde, e sobrevivendo a terceiro dia sem Christian Grey.
Até então tudo tranquilo, mesmo Ana não conseguindo esquecer o Christian e parece que ocorre o mesmo com Christian, já que ele presenteia com um lindo cartão desejando felicidade com o novo trabalho e depois trocas de e-mails lembrando da exposição do amigo José em Portland.
Jake quer comemorar o desenvolvimento positivo de Ana no trabalho, sair para comemorar, mas Ana não acha uma boa ideia beber com o chefe.
Após trocas de e-mails, Christian pega Ana no horário combinado, os dois tenta controlar as emoções mais isso é impossível.


"Tenho sentido sua falta Anastasia" (19)

Não quero brigar com você Anastasia. Quero você de volta, e quero você saudável" (23)


Na exposição Christian surpreende ao comprar todos os quadros que Ana pousou para José, a desculpa ou o argumento é simples e direto.

¨Comprei todas, Anastasia. Não quero estranho nenhum cobiçando você na privacidade de sua casa" (27)

Ainda na exposição já no final, o controlador Grey, fica perturbador, enciumado e não consegue mais esconder sua agonia. Despede-se rápido de José, avisando a Ana que ambos precisam retornar para Seattle. Ao sair ainda descontrolado, Grey não segura seu impulso e beija Ana com força, desejo e total descontrole, avisando.

"Você. É. Minha" (30)

"Passei toda minha vida adulta tentando evitar emoções extremas, Mas você...você desperta sentimentos em mim que me são completamente desconhecidos. É muito.... - Pertubador" (30)

A partir desse capítulo o livro volta a desenvolver. O livro é maravilhoso, a cada capítulo novas emoções e grandes revelações do passado do Christian Grey. O livro continua super erótico, com cenas mais hot que o primeiro. 

As cenas hot para mim inesquecível são os elevadores, e carro. 

O Christian controlador, psicopata no primeiro livro, continua no segundo, mas como mais uma "característica" INSEGURANÇA. A sua insegurança em perder Ana é enorme, e isso o deixa muito louco. Transformando-o em mais romântico do que maníaco; tudo por medo, por não querer perder Ana novamente. Ele não suportaria isso. Isso o faz  lutar para que Ana more com ele, uma luta um pouco longa, mas que no final sem perceber os dois estão praticamente morando juntos

Nesse livro ainda tem uma ex do Grey a maluca, e ainda o Chefe da Ana, apronta uma, que deixa o Grey totalmente, descontrolado, possessivo e raivoso. Christian nervoso e inseguro é o encanto da leitura.

É também nesse volume que começa a acontecer algumas coisas estranhas, como o atentado ao helicóptero Charlie Tango, que deixa Ana completamente apavorada.

Para mim, é (posso dizer isso, porque já apreciei a leitura de toda a trilogia, antes de resenhar cada um) 50 tons mais escuro é o melhor em todos os sentidos, como inicia, as cenas, o mistério e como encerra esse volume.

Destaco, as cenas hot e Christian controlador e inseguro. Ele nervoso é tudo de bom.

RECOMENDO, Se gostou do 50 tons de cinzas, então recomendo e garanto, vai amar mais ainda.



“Eu percebi que você facilitou as coisas para mim e que eu não poderia ser a pessoa que você queria que eu fosse. Então, depois que eu sai, me dei conta de que a dor física que você me infligiu não foi tão ruim quanto a dor de perder você."




Patrícia Brito


Leia Mais ››

De Todas as Coisas - TMartins


De todas as coisas...

Relendo nossas conversas pude notar que o que nos juntou foram nossas frustrações, foi uma espécie de compartilhamento de histórias tristes e parecidas, entendia sua decepção ao ponto que você entendia meus arrependimentos... A desilusão nos união e como o mundo não para de girar me apaixonei, me encantei e mais uma vez, me ferrei. Não se sinta vilão, essa parece ser minha sina de mocinha indefesa com um coração vagabundo sempre disposto a perambular em meios sorrisos...

De todos os caras que por aqui passaram você foi o que tive certeza que não iria durar, alias até agora não sei como continuei aquela conversa chata. O certo é que sem perceber foi tornando-se mais próximo, menos esquisito, mais charmoso; uma equação perfeita para mais uma vez amar eternamente nos próximos três meses. Sim, meus amores platônicos duram menos que a estação, e daí? Talvez pela minha coragem desbravadora de me entregar de corpo e alma, às vezes mais em corpo às vezes mais em alma, o fato é que vivo em extremos. 

Bebo muito, rezo pouco, tenho muitos sapatos e nenhuma roupa para sair, tenho uma lista negra, mesmo não guardando rancores. Ou talvez seja somente um desses desvios que a vida faz, tirando a gente dos eixos por puro prazer de nos mostrar o quanto pode ser mágico viver com borboletas no estomago.

De todos os desejos, desejei que as conversas durassem sempre um pouco mais, essa nossa mania de tecer comentários críticos e irônicos sobre a vida alheia daria um excelente SitCom (sem as gargalhadas de fundo); a incompatibilidade musical me mostrou que é possível ouvir um samba não estando em fevereiro. Vai vê foi isso: o teu mistério se esconde em um daqueles sambas calmo, sereno que dura o tempo suficiente. Feito os do Cartola que a gente sente falta antes de chegar ao final, porque vai se acabando, esvaindo... Este foi teu segredo.

De todas as coisas, queria novamente o teu jeito de me olhar, ainda que fosse um olhar meio vesgo meio sonso, era quase um abraço com direito a declarações sussurradas ao pé do ouvido. Aquela malícia que só quem deseja tem e só que é desejada sabe. Fazia do teu peito um abrigo, seus pêlos um incentivo para minhas mãos descobrirem os melhores caminhos. Já não consigo disfarçar.  Chegamos a um ponto que a amizade colorida tomou contornos abstratos, e dentro desse corpo de mulher moderna, vive uma moça que sonha em encontrar o príncipe. Nunca foi minha intenção. Juro.  Mas meu coração é descarado faz o que bem quer.


Dessa vez não vou correr atrás fingindo arrependimento, ou fazer alguma gracinha em forma de desculpas. Preciso me certificar que sentes realmente algo, ou se fui somente uma companhia para tempos difíceis; ainda assim de todas as coisas espero um convite inoportuno cheio de terceiras intenções justificado com um vinho tinto barato. Peça-me pra ficar, eu fico.
Leia Mais ››

50 Tons de cinzas - E. L. James



Autor(a): E. L. James
Ano de lançamento: 2012
Editora: Intrínseca
Nº de páginas: 480

SINOPSE

Quando Anastásia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos.

Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.

RESENHA:

Antes de resenha fiz uma pesquisa sobre a repercussão do livro na mídia, observei os blogs literários e imprensa em geral. Percebi que a maioria criticam o fato de ter muitas repetição de frases, cenas mau construídas, leitura e capítulos longa. A Ana não convencendo e sendo uma garota enjoada e chata, o Grey também não convencendo.

Em parte eu concordo com algumas críticas. Realmente é longo, e algumas vezes repetitivo, mas não afetou em nada na minha leitura. E eu sou confessa, completamente apaixonada e louca pela trilogia.

O livro é hot, então quem não aprecia esse tipo de leitura, não pode usufruir para não perder tempo. E às vezes acho que a maioria das criticas são culpas de pessoas que não apreciam esse tipo de leitura e mesmo assim insistem em ler.

Aquele ditado "Gosto não se discute" levo muito a sério no mundo literário. Não curto distopia e fantasia, mas respeito e adoro encontrar quem gosta. É a forma que tenho de trocar informações interessante nesse universo de leitor.

Assim como respeito que já usufruiu da leitura da trilogia e não gostou. Mas "eu" como leitora amei, amo o Grey e Ana e não me condeno por isso.

Quando comecei, eu pensei que já iniciava com cenas hot. Por não encontrar nos primeiros capítulos fui lendo compulsivamente. 

Os primeiros seis capítulos narra a história de Anastásia Steele e Christian Grey se conhecendo, a entrevista, o primeiro encontro, ambos se interessam um por outro, só que em situações diferente. Grey até então quer Ana apenas para satisfazer seus desejo masoquista e Ana já se apaixonou de cara.

O grande lance da autora E. L. James é ter juntado um casal com personalidades complicadas. Ana é ingenua demais, insegura, praticamente a autoestima dela é nula. Grey menos de 30 anos com uma fortuna enorme, lindo, muito cavalheiro mas controlador e com um desejo sexual peculiar. 

Eles se conhecem quando Ana substitui a amiga em uma entrevista. Esse encontro muda radicalmente a vida de ambos. Grey fica louco para ter Ana em seus braços e realizar seus desejo e Ana fica encantada e assustada com o Grey persistente, mandão e elegante.

A partir do capítulo sete é que realmente a história se desenrola, ele descobre que Ana é virgem e isso o deixa perturbado. A primeira deles é inesquecível. Assim, o livro fica muito hot, a cenas para mim, ao contrário de muitas criticas, são memoráveis, não esqueço principalmente as inesperadas.

O que choquei foi os detalhes do contrato. É surreal. 
Amei também a forma como o Grey descobre que não quer Ana somente para seu desejo. Ele realmente está interessado e isso faz com que a história norteia em rumos hot, porém mais românticos.

"- Você tem alguma ideia do quão feliz você faz sentir? - Ele murmurou.


- Sim… Eu sei exatamente. Porque você faz o mesmo a mim."

"- Você disse que nunca iria me deixar, mas foi só as coisas ficarem difíceis para que fosse embora."

"-Não quero ninguém a não ser você. Ainda não entendeu isso?"

"-Eu poderia assistir você dormir para sempre".

O final de 50 tons é de matar qualquer leitor, quem não tem o 50 tons mais escuros é capaz de enlouquecer.





Reforço A relações intensas e complicadas dos protagonistas, por isso de cara a história de Ana e Grey é cativante. Mesmo  Ana sendo muito bobinha.Defeitos encontrados além dos Capítulos muito longos, dificultando a leitura, a narrativa encontra adversidades, mas nada que atrapalha o simples leitor compulsivo.












FILME:




Por fim assisti o filme mais esperado por mim. 





O filme é simplesmente The Best superando expectativas. Ao contrário de muitos que reclamam, criticam e julgam as pessoas que gostam e assistem; eu prefiro aliar ao respeito. E no meu ponto de vista a TV aberta tem muito mais coisas podres exposta que a história dos personagens Christan Grey e Anastásia Steele. Nem vou citar os filmes que ensinam vingança, maldade por prazer, por ser um assunto que resultaria uma semana de resenhas intensas.



O Filme é fiel ao livro, cenas bem construídas.

Quem apreciou a leitura do livro sente falta de algumas partes, mas o fato é que transformar um livro de 500 páginas nos cinemas, é inevitável que algumas cenas sejam  cortadas.


No filme a esstória inicia com avida do casal separadamente mostrada, antes do primeiro encontro que mudaria a vida de ambos.

A diferença que senti do livro para o filme e que foi impactante, é que Christian no filme é muito mais relaxado e bom, que o mau humorado Christian do livro. Já a Ana é muito mais atrapalhada e engraçada no filme, que a Ana ingênua e chorona do livro, com isso, resultou boas risadas minha durante todo o filme. Até classifico o filme como comédia e não erótico. 

Para quem queria filme pornô, se decepcionou! Tem sim seu erotismo a atriz Dakota que fez a Ana se expôs bem mais, mas nada apelativo.

A cena de intimidade deles é bem fiel ao livro, o que deixa um sabor de querer reler o livro.
Alguns detalhes no livro deixou o filme belo, como: Apartamento do Grey, a vida luxuosa dele, os presentinhos nada barato que ele proporciona a Ana.

Mas senti falta da empregada do Grey; no livro ela aparece logo no volume um; no filme a personagem não existe. Já a mãe dele, é o que eu esperava, uma mulher luxuosa e super simpática (amo quando encontro personagens assim)




No final, quem assistiu com o livro na cabeça, entra em desespero, pois por ser fiel, nós leitoras sabemos que o filme está sendo finalizado. E quando isso ocorre, eu senti um pouco decepcionada, por no livro ter uma narrativa intensa, o desespero do Grey é evidente e sufocante. No filme é tudo mais leve, mais tranquilo, até parece que Christian Grey aceita bem ( e de fato, sabemos que não é assim).


O  destaque vai para Tudo. Atores, cenas, enredo, localidade. Filme superou minha expectativa. E não poderia deixar de falar da Trilha sonora PERFEITA. 

A decepção fica por conta da cena quando Christian aparece na cidade da mãe de Ana, foi muito rápida e sabemos que não foi bem assim. Da ligação até ele chegar na cidade, O Grey demostra desespero no livro.Também não gostei muito do final, queria mais desespero do Christian.

RECOMENDO Sim! principalmente que apreciou a leitura. E não recomendo pelo erotismo, mas pela história que no final não deixa de ser linda e contagiante.

Leia Mais ››

TAG 7 Coisas


Essa TAG eu fui ver no blog Entre um livro e outro e amei, amei as respostas de Anya e fiquei mais fã dela. Já estava pensando em raptar e avisar a Anya quando no final apreciei o nome do meu blog como indicado. Ela é uma fofa!

A Tag eu tenho que falar sete coisas para cada tema. Portanto é uma forma de conhecer um pouco sobre mim.
Vamos começar.

7 Coisas para fazer antes de morrer

1. Escrever meus livros.
2. Trabalhar no que amo.
3. Ser uma boa mãe. 
4. Viajar pela Europa com o meu Amor (especialmente Inglaterra e Irlanda)
5. Viajar de Moto pelos EUA com um grupo Motociclistas.
6. Construir meu cantinho de leitura na minha casa.
7. Cuidar bem dos meus pais na sua velhice.

7 Coisas que eu mais falo

1. Caraca!
2. Moça! Rapaz!
3. Sério?
4. Jura? 
5. essa bagaça!
6. Uai! (não adotei o oxi do baiano, acho que é meu amor por MG)
7. Nossa!

7 Coisas que eu faço bem

1. Dirigir. (Amo dirigir, acho que é por isso amo F-1)
2. Ler.
3. Conversar (e ouvir também)
4. Ajudar o próximo.
5. Visitar de 15 em 15 minutos as redes sociais.
6. Rir e chorar. (dois extremo mas  amo passar mal de rir e choro por qualquer coisa, até comercial de família feliz na TV)
7. Olhar o celular.

7 Coisas que me encantam


1. Pessoas do bem. (me apaixono quando encontro ser humano de bom coração, que faz o bem)
2. Pessoas bem humoradas. (amo loucamente quando encontro pessoas bem humoradas)
3. Gentileza. (copiei do blog Entre um livro e outro por que também amo e me encanta)
4. Crianças.
5. Homens que leem.
6. Humildade.
7. .Pessoas Poliglotas. 

7 Coisas que eu não gosto


1. Ficar sem internet.(copiei do blog Entre um livro e outro por que também odeio)
2. Mau Humor. (não suporto pessoa com mau humor)
3. Calor. (copiei do blog Entre um livro e outro kkkk por que também odeio)
4. Livros  financeiros; distopia e fantasia.
5. Acampar e casa de Praia (ou casa de férias, algo nesse gênero - coloquei os dois juntos para ficar em sete. Ambos é pelo mesmo motivo, assumidamente! Sou fresca. Viajar, para mim; eu tenho que ter  meu cantinho de privacidade, no meu quarto, com ar condicionado, banheiro privado, não saiu da minha linda casa para estressar com casa cheia e bagunça)
6. Cozinha (não fervo nem água, odeio odeio, odeio cozinhar)
7. Gente Grosseira (principalmente com criança e idoso. Isso me mata)

7 coisas que eu mais amo

1. Deus.
2. Minha família.
3. O blog.
4. Ler.
5. Escrever.
6. Inglaterra.
7. Profissão Jornalismo.

(Anya, minha querida as cincos primeiras suas concordo em número, gênero e grau e preferi não alterar. Me perdoa?)

7 Blogs para responder essa tag


Como Anya indicou alguns blogs que amo e acompanho. Então indiquei outros que acompanho e alguns que acabo de conhecer e estou encantada. Não sei se esses blogs apreciam TAG, mas não custa tentar. 



Anya, Entre um livro e outro você é toda especial e amei ser indicada para essa TAG. Algumas respostas suas mantive não só por ser CC e CV mas porque também sou assim. Beijos
Espero que todos tenham apreciado. Essa simplesmente sou eu!
Leia Mais ››

Seis Anos Depois - Harlan Coben



ISBN: 9788580412536
Ano: 2014  

Páginas: 267
Editora: Arqueiro

SINOPSE
Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la.


Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos.



Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa.



Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada.

Em Seis Anos Depois Harlan Coben usa todo o seu talento para criar uma trama sensacional sobre um amor perdido e os segredos que ele esconde.


RESENHA

Primeira resenha suspense, primeira leitura do estilo, assumindo novo desafio ao vício.

A escolha por começar este novo estilo com o autor Harlan, com este livro específico “Seis Anos Depois” foi o resultado da pesquisa. Toda referência sobre o escritor são positivas. Alguns encontram falhas ou enredo não aprofundado, outros elogiam seu talento por mistério, suspense. Leitor curioso, não é influenciado, apenas ler para tirar suas próprias conclusões.

O livro é suspense do início ao fim. Até a última página.

A história toda se baseia na procura insistente de Jake Fisher por sua amada Natalie Avery. O leitor até pensa por um instante que terá cenas românticas, com belas discussões e polícia envolvida. Mas ilusão total. O livro é muito superior a isso.

Eles (Jake e Natalie) se apaixonam ao se conhecerem no sítio Novo Começo, mas ela o abandona para casar com Todd e no casamento faz Jake prometer a não procura-la nunca mais. Jake cumpriu a promessa por seis anos até descobri que Todd faleceu.


"...o desespero consegue mexer conosco e, se damos a ele algum espaço, respostas alternativas começam a surgir" (9)

Por conta do falecimento, do então marido, da sua amada, ele resolve quebrar a promessa e procura-la.


"Você fez uma promessa". (66)

Mas essa caçada, não só é perigosa, como tem muita coisa ruim envolvida. E nesse clima que Harlan narra quase 25 capítulos.


" uma característica da condição humana é que todos pensamos que somos singularmente complexo, ao passo que os outros são mais fáceis de compreender"(18)

Uma leitura enigmática, inteligente. 

A cada capítulo, o leitor pode ter vários pensamentos. Jake é esquizofrênico; Jake está maluco; Jake é um daqueles que entrou em depressão após ser abandonado. Raramente acredita-se de fato, que ele tinha alguma razão na sua insistente procura por Natalie.

O sítio Novo Começo é um mistério, personagens como Cooke, Bob,   Lanford College, também é puro incógnita assim como o amigo Benedit e a amiga Shanta Newlin

Isso por que tudo que ele viveu com Natalie até então parece que não faz sentido. Cada capítulo  aparece novos personagens, que saem ou ficam com a mesma impenetrabilidade que entrou.


"Você manteve a promessa durante seis anos. Por que mudou de ideia de repente". (82)


Em toda sua longa jornada de procura por Natalie, Jake tem o "apoio" do amigo Benedit Edwads e Shanta Newlin.

O Benedit é muito esquisito e, tem um grande amor perdido assim como Jake. 


"todos têm seus sonhos, esperanças, vontades, desejos e magoas. Todos têm um tipo próprio de loucura" (18)

Quando Jake é afastado da universidade, ele aproveita todo o tempo livre e mergulha em uma investigação que fica cada vez mais perigoso. Cada personagem novo que surgem é uma aflição. Mais mortes e desaparecimentos são descobertos.

"Sei que essa promessa foi um erro. Mesmo quando a fiz, quando vi Natali trocando aliança com outro, nunca acreditei que ela tivesse deixado de me amar....Não estávamos cegos de amor. Pelo contrário. O amor nos deixou de olhos bem abertos...Nunca deveria ter feito aquela promessa. Minha cabeça estava confusa, mas o coração não". (159)

Harlan é surpreendente e deixa o final engenhoso, onde cada peça tem uma ligação, onde tudo que estava separado tem algum significado. Porém, o livro é muito emocionante para um final sem sal. 

Uma obra criativa, enigmática e suspense do princípio ao fim
Escrita leve, contemporânea.
Cenário bem descrito.
Personagens poucos detalhados, mas ainda assim, faz a obra ser gostosa de apreciar. 

***

Visite meu site - escritora




Leia Mais ››


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo