A última Música - Nicholas Sparks



ISBN: 9788563219077
Ano: 2010 
Páginas: 383
Editora: Novo Conceito



SINOPSE



Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virada de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciaram e seu pai decide ir morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor para os filhos passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte.
O pai de Ronnie, ex-pianista, vive uma vida tranquila na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida.
Uma história inesquecível de amor, carinho e compreensão – o primeiro amor, o amadurecimento, a relação entre pais e filhos, o recomeço e o perdão – A ULTIMA MÚSICA demonstra, como só Nicholas Sparks consegue, as várias maneiras que o amor é capaz de partir e curar seu coração.

RESENHA


Para quem conhece, Nicholas Sparks, sabe como sua escrita é sofrida sobre amor e relações familiares. Mas A Última Música, foi uma grande, deliciosa surpresa. É diferente por quê conta a estória não só do nascer de um amor entre o homem e uma mulher (o que não pode faltar nos livros do Nicholas), mas principalmente, conta a estória de relação com pais, filhos, irmãos, amizades.

Falando sobre o físico do livro, apreciei a leitura na versão econômica,  o que quer dizer que, é meio inferior, mas nada atrapalha o rendimento. 

è inteligente a diagramação das separações dos capítulos; cada início tinha um nome, ou seja, ao iniciar cada, fica ciente  de quem está narrado.

Comovente da primeira até a última página. Principia com um prólogo em uma conversa com a mãe, na qual Ronnie conta  sobre o incêndio da Igreja. 

Ronnie é uma adolescente rebelde, que fica por três anos sem falar com o pai. Ela e o irmão é intimada a passar férias com o pai na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Ronnie não aceita e vai de cara amarrada, Jonah está empolgado e feliz com a novidade.

O pai, Steve é um encanto de ser humano e tem toda paciência ao se tratar da revolta da filha. No início eles têm muitas brigas, e ela acaba se isolando e construindo amizades incorretas.



"...Sabe o que está dizendo quando diz tanto faz? É só um código para um palavrão que começa com a letra f". (48)

Mas em uma dessas amizades ela acaba conhecendo Will, o garoto popular da cidade, lindo, atleta, trabalhador herdeiro de uma família milionário. E é com ele, que Ronnie começa amadurecer, equilíbrio que transparece também na relação de pai e filha.

Will enfrenta alguns problemas de amizades ao iniciar a relação com Ronnie, 



"Seu problema é a falta de Foco. É só acontecer alho sem importancia alguma que você viaja para terra do nunca..." . (122)

O primeiro beijo de Ronnie e Will ocorre em pedido de desculpa. E os sentimentos deles começam a intensificar. Ao descobrir onde Will mora ela fica impressionada com sua personalidade. Will não esconde também o quanto está gostando e amando a Ronnie.


"...Quero ficar com você o máximo que puder, você é inteligente, engraçada e honesta.... Eu te amo mais do que jamais amei alguém." (175)

A cada capítulo tem uma aventura, uma lição, emoção, revolta e sofrimento. O livro inteiro toca a alma e acaba fazendo nos refletirmos sobre nossas atitudes. Como o tempo é curto e precisamos amar mais e odiar menos. Problemas e erros todos têm e sentem, mas saber como conduzir, perdoar, esse é o sentido da vida.

O título do livro refere-se por Steve ser pianista profissional, não é um monstro consagrado, mas tem seus respeito por alguns músicos, como na escola de Juilliard e por quase ser membro no Carnegie hall. 


A escola Juilliard é onde nasce grandes nomes do meio artístico. Também pesquisei sobre Carnegie hall e é apaixonante. É uma sala de espetáculos na cidade de Nova York.


Ronnie puxou o dom do pai e também é uma pianista prodígio, mas por muito tempo, não toca. E no início do convívio com o pai, ela rejeita todas as formas de aproximação que liga ao pai, logo o piano também

Outro encanto no livro é o irmão da Ronnie, o Jonah, ele é muito fofo, tagarelo e muito divertido. Sua mãe é o oposto, a kim,  achei bem chatinha, assim como o amigo do Will, o Scoot.

"A mamãe diz que é por causa da TPM...não sou mais criancinha. Significa Todos os Problemas Misturados" (19)

Uma leitura previsível, intenso e doloroso, que nos envolvem de uma forma singela.



"Está em gálatas, 5.22 - disse abrindo a Bíblia em seu colo... Quando o Espirito Santo controla nossa vida, produzirá o seguinte fruto em nós: Amor, alegria, paz, paciência, gentileza, bondade, delicadeza e autocontrole." (227)


Os momentos finais como esse trecho bíblico é de arrepiar, a cada capítulo preparem o lenço. 



"Eu nunca deixei de te amar, Ronnie. E nunca deixei de pensar em você. Mesmo que o verão tenha acabado". 







RECOMENDO: Sim. É um livro óbvio, mas cheio de lições gostosas. Valem a pena!










A Última Música por Bruna Pressato


O livro conta a história de Ronnie, uma adolescente que é “obrigada” a passar as férias de verão com seu pai na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Já faz três anos que seus pais se separaram, mas Ronnie ainda continua magoada e rejeita qualquer tipo de aproximação entre os dois.

Will um garoto bem popular acaba se aproximando de Ronnie, aos poucos ela vai cedendo, eles vivenciam um romance em que ela vai abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade.

O livro é simplesmente perfeito, você consegue amar e odiar alguns personagens ao mesmo tempo. Esse livro ensina que mesmo você odiando, acaba sendo capaz de perdoar, amar, aprender e se divertir! Me diverti muito com os personagens, ri e chorei em vários momentos. A última música, livro que com certeza ficará em minha memória.

Momentos marcantes para Bruna:

Ela não era como as outras pessoas que conhecia. Tinha certeza de que jamais soltaria de sua mão. Seu dedos pareciam ter o encaixe perfeito nos dele - perfeitos complementos entrelaçados sem esforço algum.

"Mesmo sabendo que um dia a vida acaba, a gente nunca ta preparado para perder alguém"

"As vezes é preciso se afastar das pessoas que você ama. Mas isso não quer dizer que você ame menos...As vezes você os ama ainda mais." 


FILME: 

 

O filmo como é esperado de uma adaptação.

No geral a história é a mesma, os personagens básicos, são quase todos iguais no livro. E contexto é também emocionante como no livro.


O Jonah continuar super divertido. 


A diferença está nos pais de Will, que no livro tem um lindo casamento, no filme não é bem assim, já mãe da Ronnie, a Kim e o Scoot são chatos  no livro, oposto do filme. 


O leitor sente falta no filme, do Pastor, que tanto o livro cita, ao meu ver, a ausência dele deixa o filme um  pobre.


O filme a  cenas são construídas diferente do livro, mas seguem a mesma filosofia.







RECOMENDO: Sim. Assim como o livro é lindo, maravilhoso, mesmo com muitas diferenças, o filme também é belo e tão emocionante quanto o mesmo. A história é uma linda lição de vida, de amadurecimento, amor ao próximo. E que raiva, rancor só nos afasta, fazendo as vezes perder o que há de melhor na vida.





TIO NICK = THE BEST






Patrícia Brito






2 comentários:

  1. Acredita que minha primeira resenha literária vai ser do mesmo livro? kkk Coincidência! foi tb o primeiro livro que li esse ano, já vi que suas escolhas literárias são muito parecidas com as minhas, vou te seguir ;)

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana! Sigo você há um tempo e acho super lindo seu blog. E confirmo, temos sim os mesmos gostos literários. E referente a "A Última Música" Nicholas Sparks é maravilhoso, eu amo os romances dele. Amo qualquer livro com boa história de amor. E Tio Nick é The Best

      Obrigada pela sua participação.

      Bjocas

      Excluir


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo