A PÁGINA CERTA - LAPLACE CALVACANTI




Título: A Página Certa
Autor: Laplace Cavalcanti
Formato: Impresso
Edição: 
EditoraAses da Literatura
Páginas228
Ano: 2014

SINOPSE


Excêntrico, dramático e mesquinho, essas são algumas das qualidades de Renato - segundo ele próprio - além de ser um empresário de sucesso. Já Cláudia é uma escritora com uma carreira em declínio, que acredita no amor verdadeiro. Mas, o destino desses dois corações opostos estava prestes a se cruzar, quando Renato resolve contratar Cláudia como sua consultora de relacionamentos para ensiná-lo a conquistar uma mulher para se casar. Será que Claudia dará conta de cumprir esta missão quase impossível?


RESENHA:

O primeiro impacto, é a capa leve, de felicidade  e zeen.


O livro é em terceira pessoa.  A esstória baseia-se na vida de Renato e Cláudia.
Renato, um rapaz inicialmente insuportável é milionário. Daqueles que ostenta luxos, como um elevador dentro de casa, é dono de um restaurante para que ele possa fazer suas refeições sem custo e preocupação. 

A Cláudia é uma escritora que vive um momento bem delicado na vida profissional, onde sua profissão esta em declínio.

A vida deles se cruzam em  momentos importantes em suas vidas. Onde Marcos, o amigo e motorista de Renato aposta com um amigo que com sua arrogância, egocentrismo é impossível ele conquistar uma moça para casar. Mesmo ele ser alérgico a essa palavra, Renato aceita o argumento do amigo como um desafio.

Nessa mesma parte do livro, a Cláudia é demitida da editora e não terá mais seus livros publicados.

Os dois se conhecem no dia após Cláudia ser demitida e sair nervosa pelas ruas de João Pessoa. O carro de Renato, guiado por Marcos quase atropela Cláudia. Nesse momento, minha raiva por Renato é daquelas que você tem vontade de entrar no livro e fazer alguma coisa. 

A partir daí surgi à aproximação de Renato e Cláudia. Ele descobre que ela é escritora de livros românticos, ótima pessoa para ser seu conselheiro amoroso. Cláudia desempregada enxerga como uma chata oportunidade, mas resolve encarar mesmo assim.

"Mas não importa o que nós temos, sem nossos sonhos, nada somos". (132)

A partir desse momento, o livro se desenrola em uma aprazível comédia.

Outros personagens paralelos, não menos importantes, ganham força. A amiga de Cláudia, Beatriz, o próprio Marcos, os pais de Cláudia, dois Senhores que proporciona altas gargalhadas. A mãe de Renato, que nunca confia nas atitudes do filho.

A irmã, cunhado e sobrinho, na qual ele tem uma relação um pouco distante, sendo hostil com o cunhado. Mas no decorrer da leitura, essa hostilidade é bem explicada.

O livro tem também diálogos intensos, enriquecendo a obra, fazendo-o refletir em alguns momentos.

"...não pense nos problemas futuros quando ainda lhe falta resolver os problemas do presente". (146)

No decorrer da história, surgem novas estórias de amor, ficando uma leitura bela.

Chegando ao final, Laplace faz um suspense, deixando os últimos capítulos bem atraentes; impossível ler com calma. 

“...Acho que finalmente comecei a perceber que o mundo não gira em torno de mim. E não dá para ficarmos sozinhos nesse mundo louco, precisamos uns dos outros.” (170)

“... O amor se constrói, amiga”. (192)

“...E ainda tem aqueles casos em que o amor sempre esteve lá, mas os indivíduos não o perceberam ou não quiseram abrir os olhos para ele” (192)

A atração do livro fica por conta, dos capítulos curtos; as histórias paralelas; ao final, o livro pincela novas e saborosas estórias. O desfecho de cada personagem, muito bem construído. “A vida da Cláudia”, e a doce rotina de uma escritora e suas lutas. O humor, é uma obra, para rir muito, 

 RECOMENDO por ser um livro leve, doce e bem humorado. Com personagens bem estruturados. Em vários momentos o leitor tem vontade de entrar no livro. Trabalha com perfeição o egocentrismo, e a insegurança, cada uma, nos seus personagens. É uma leitura deliciosa, com capítulos curtos, que faz passar o tempo sem perceber.  


5 comentários:

  1. Eu adoro ver que odiaram o Renato! kkkkk

    E não é um máximo essa ideia do Renato de ter um restaurante? Acho que vou fazer algo assim também. kkkkk

    Que bom que gostasse do livro e que ele veio no momento certo. E que gostasse dos personagens também. Muito obrigado!

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei não!
      A-M-E-I .
      Como falei, nunca imaginei rir tanto em uma leitura. A leitura mais divertida que fiz.....e que venha mais e novas leituras assim, porque acabo de descobrir que amo esse novo tipo de leitura!!! :-D

      Excluir
  2. Eu A-DO-RO esse tipo de livro! E já percebi que esse é só mais um dos temperinhos nacionais na escrita. Amei a capa, e pelo que você disse é exatamente o tipo de leitura que coloca a gente para cima e nos faz sorrir a toa... E eu, nem amo! rsrs. Adorei sua resenha, que como sempre me deixou com vontade de ler o livro! Sua animação com as leituras são sempre contagiantes!! Vou ler o livro em breve! *-* Bjokas...
    entreumlivroe-outro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anya se tu ama, então esse é o livro! A página certa fez eu descobrir outro estilo de leitura, que passei amar e adotar. Amo os escritores brasileiros, eles são os melhores! Sempre aprecio a leitura com empolgação! Se você ler por favor resenha e não deixa de nos contar! É uma leitura deliciosa, você vai gostar! Bjocas

      Excluir
    2. Que bom que gostasse Anya! Vai ter o sorteio de um exemplar aqui no blog, ainda tem tempo de tu participar. O link é:

      http://leiturasplus.blogspot.com.br/2014/11/sorteio-de-um-mes-do-blog-natal.html

      E se tu não ganhar, o livro está em promoção de natal lá no meu site:

      www.laplacecavalcanti.com

      :)

      Excluir


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo