Retrospectiva literária 2014 da escritora Cristiane Broca. Leituras Plus participando. Parabéns!

TAG - Retrospectiva Literária

Fui indicada pelo Blog Livros da Wis para responder essa TAG. Amo ser indicada e fico grata a fofa Wislanny pela indicação. Então, é retrospectivas literárias, vamos as perguntas e respostas.

O MELHOR LIVRO





Irei indicar dois livros, ambos viraram meu xodó esse ano. A Página certa de Laplace Cavalcanti e Cinco Anos de Cristiane Broca. Esses dois livro foram um dos melhores e especiais para mim esse ano. cada um com sua história, cada um no seu momento e ritmo.





O PIOR LIVRO:




Confesso: Comprei só por causa da capa. Amo loucamente a Inglaterra e leio tudo que se passe nesse país. Mas esse livro só a capa é linda. A história é cansativa e não tem nada de engraçada e irreverente. Decepção total! Muito Triste por não gostar.



O LIVRO COM CAPA MAIS BONITA:




Ela disputou com o livro da Cristiane broca, como amo inverno e outono, essa capa ganhou! É a mais linda da minha biblioteca, O livro é lindo! chorei muito e resultou numa ressaca literária, dias sem ter coragem de partir para uma nova leitura.


O LIVRO COM CAPA MAIS FEIA:




A capa mais feia, o livro é meio maluco, mas é bom! Mas a capa é feia e nada refere-se a história do livro.


O LIVRO MAIS DECEPCIONANTE:





Antes, já explico que esse livro e o tio Nicholas são minhas paixões. Amo seus livros e amo esse em especial. O fato de ele esta na seção de decepcionante é só por causa do final. Até hoje não me conformo com o final. A história é linda, perfeita, mas o final é trágico de mais, quebrou a beleza do livro.

O LIVRO MAIS SURPREENDENTE: 



Acostumada a ler romances melados, esse foi o mais diferente e surpreendente de todos. Acabo de ler, breve resenha no blog.

O LIVRO MAIS GROSSO:




Livro físico ele é o mais grosso. Mas a história é tão deliciosa, engraçada, falando de três amigas inseparáveis. Onde você rir muito, chora e se diverti infinitamente. Recomendo! E faço um alerta; você não senti a grossura do livro quando a história é boa. Eu amei tanto que presenteei para duas amigas.


O LIVRO MAIS FINO: 




O mais fino e o mais especial. não tenho físico, somente em e-book. Mas faço questão de presentear os amigos com ele, pois a história é envolvente e como sempre a Lycia Barros nos surpreende no final. Amo também pois foi culpa da Lycia para eu conhecer novos escritores brasileiros contemporâneos, e acada descoberta, uma nova paixão. 


O LIVO QUE VOCÊ DEMOROU MAIS TEMPO PARA LER:




Amo leitura Hot, e esse é o meu xodó. é tanto que até hoje não consigo despedir do Grey, não consigo terminar o último livro por medo de despedir dos personagens. 



O LIVRO QUE VOCÊ DEVOROU SEM VERGONHA



A história é tão envolvente que consegui ler em menos de 24 horas. Resenha em breve!



Essa foi minha retrospectivas, espero que todos gostem e mesmo que encontre um livro de difícil leitura, não desistam.



A regra final dessa TAG é eu indicar 10 blogs mas vou quebrar a regra e indicar as que sempre me recepcionam com tanto carinho que não consigo esquecer nenhum delas quando alimento meu blog, indico então para:



Livroteca das Gurias - http://livrotecadasgurias.com/

LiteRata - http://www.blogliterata.blogspot.com.br/
Entre um livro e outro - http://entreumlivroe-outro.blogspot.com.br/

FELIZ NATAL ! Um Brinde - Vinícius Mascarenhas





É tempo de festa! Fim de ano. Espumante, comida, presentes, comunhão, união e tudo o que manda o figurino, preferencialmente em trajes branco, verde e vermelho. Mas e o que tem por trás disso tudo? 
Por que, logo no final do ano em que tudo já aconteceu tudo já passou sentimos a necessidade de nos reunirmos para festejar? Comemorar os momentos alegres, pensar e nos fortalecer com os momentos difíceis, manter-nos unidos e com espírito fraterno uns com os outros não é algo para ser praticado apenas quando tudo já foi. Natal, Ano Novo e todas essas reuniões extra familiares deveriam ser todo dia.


Seriam essas palavras de uma pessoa amargurada, sem esperança e sem um contato forte com a família, ou seria apenas palavras de alguém que espera um mundo melhor onde não espere apenas um curto período para praticar a bondade e harmonia. 

Talvez seja por isso que o mundo esteja perdido, como alguns custam a dizer. Na verdade, o mundo nunca esteve perdido, mas sim as pessoas em que nele habitam.

Vinícius Mascarenhas

AS INCERTEZAS - VINÍCIUS MASCARENHAS




Oito ou oitenta, tudo pode acontecer. 

Depende! 

Você pode acordar e decidir não ir para o trabalho, que tudo isso já basta, como também você pode tomar a mesma decisão não acordando. 

Mesmo assim você acorda, se arruma e segue sua rotina. 
Chega um momento do dia que você, no fundo, sabe que esse sofrimento (que você berra aos quatro quantos) é necessário e te completa, além do mais você gosta. 

Porém no final da noite, na sua reflexão antes de dormir você se pega pensando: “e se eu tivesse largado tudo?” “se eu não tivesse feito o que teria que ter feito, quais seriam as consequências?” “eu fiz a coisa certa?”. Você, mesmo sabendo que essas perguntas, conjugadas no passado, não terão respostas válidas ainda se pega a perguntar. 

No fundo o que é incerto, na verdade, já se tornou a sua realidade.

Vinícius Mascarenhas

PELO DIREITO DE SER FÚTIL - TMARTINS


Quisera eu, ter nascido linda carismática e com um belo par de seios. Cabelos tipo comercial de xampu esvoaçando ao vento em quando desfilava minha beleza simétrica por aí. 

Quisera eu, todos os homens aos meus pés, cortejando migalhas de minha atenção, ser invejada pelas mulheres de beleza comum e as que ainda acreditam que exista beleza exótica... Caber em qualquer modelito sem murchar a barriga, ter roupas supostamente feitas sob medida.


 Não me importar com a quantidade muito menos qualidade do que como, porque esse tipo de mulher, não engorda com nada. Quisera eu ser assim meio que perfeita.

Teimosa, fui nascer de carne osso e gordurinhas localizadas; faço da refeição uma equação matemática de dá inveja em qualquer nerd, escolher roupa é tão difícil quanto escolher qual curso da faculdade; horas em frente ao espelho tentando ficar bonita para outras pessoas é ritual natural, tão natural como as bocejas rosadas depois do meu blanche. 

Academia, cremes, hidratantes, etc., etc., etc.; tudo isso com uma dose de futilidade, que cá para nós, não faz mal a ninguém que saiba usar com moderação, é basicamente a mesma quantidade da sombra, se for com exagero vira paquita da Xuxa.

O que não significa virar uma bonequinha padronizada com vento na cabeça. Mesmo politizada, e entenda, já tive as neuras de adolescentes que só tem no guarda-roupa camiseta do Che Guevara, jeans All Star, mas já desassociei inteligência e autenticidade, não me venha com discurso comunista ou anarquista de que isso é coisa do capitalismo selvagem, que tudo não passa de manipulação da globo, ou que é culpa do PT.

 Não. Exijo um manifesto pelo direito de ser fútil, isso se trata de estar bem, de senti-se desejada, não me refiro a cantadas baratas nível pedreiro, podem guardar as pedras as feministas de plantão. 

Quero puramente falar do estilo próprio de saber ser quem de fato é. Estampar no espelho um impecável delineador nos olhos de mulher que sabe o que quer. E por que não conquistar isso em um salto 15?


TMartins

TAG - JULIANA ESTÁ DES-MAI-ADA - INDICAÇÃO: BLOG ENTRE UM LIVRO E OUTRO





Oi galerinha! Fui indicada por Anya Carvalho do blog "Entre um livro e outro" a responder essa TAG. A Tag é baseada no vídeo "Juliana está DES-MAI-ADA"que assim como ela também não tinha conhecimento. E ao conhecer passei mal de rir. Segui os passos dela e deixei o vídeo no final
Mas gente! Acho bom passar lá no blog dela, conhecer as belas respostas. Segue o link 
http://entreumlivroe-outro.blogspot.com.br/2014/12/tag-meus-livros-ninguem-sai_5.html

Eu amo TAG e amo ser indicada. Portanto Anya Carvalho mora no meu coração, Muito Obrigada, pela lembrança. As perguntas fiz CC e CV para não fugir do foco. Vamos a TAG




1 – “Ei coisinha, vá devagar”: Sabe aquele livro que você devorou rapidamente? Qual foi ele?



Caminhos das Borboletas - Adriane Galisteu. Eu era tão fã do Ayrton Senna e estava iniciando o meu amor pela F-1 que a morte trágica dele me fez ficar de luto por longos meses e olha que eu tinha 13 aninhos. Quando ela lançou o livro, comprei no mesmo dia de lançamento, inicie a leitura de manhã, antes da meia noite já tinha terminado (hoje perdi esse livro com as mudanças de cidades. Tenho em PDF mas é muito desconfigurado. Sinto saudade deste livro!) 


2 – “Eu vou me segurar aqui”: Qual livro te prendeu?



Por ser muito engraçado, leve, e por o Renato, personagem central do livro, ser tão insuportável que seja ser cômico e divertido. Consegui ler em três dias, e ia ao trabalho curiosa querendo saber o que Renato iria aprontar no capitulo seguinte. Também gostei porque os personagens secundários foram bem desenvolvidos. Foi o primeiro livro comédia que apreciei, e amei muito.

3 – “Se eu cair eu quebro a minha clavícula”: Qual obra te desestabilizou emocionalmente?


50 Tons me deixou cheia de tremelique, foi o primeiro livro erótico que apreciei, e ao contrário de muitos não apreciar, eu confesso que gosto, desde que se tenha uma história e não ser simplesmente Hot só por ser! O Grey até hoje não sai da minha mente e confesso que ainda não consegui terminar o último ainda, não quero  e não consigo despedir do Grey. 

4 – “MEU ÓCULOS, ninguém sai!”: Qual livro você não empresta ou tem muito ciúmes?


Gente! esse livro é o meu mais novo xodó. O motivo do ciumes, acho que a capa, acho que a história, pelos personagens serem jornalistas (amo essa profissão), pela relação, amizade intensa. Não sei! Mas esse passei ter ciúmes. 

5 – “Juliana você viu meu óculos?”: Qual livro você emprestou e nunca mais viu na vida?



Bruna amiga me devolva o livro, (kkkkkk). Olha não coloquei nenhum livro do Nicholas Sparks nessa TAG porque ele é meu escritor predileto e não consigo ter "apenas um" predileto dos livros dele. Mas esse era e é especial e sumiu, a minha amiga fala que ainda esta lendo, por isso não cobro (mas tem quase um ano). Acho que vou comprar outro exemplar dele. Pois o Alex é um perfeito homem, perfeito pai, perfeito namorado, xiiii é THE BEST.


6 – “Juliana tá DES-MAI-ADA!!!”: Qual livro te deixou com ressaca literária, sem poder ler outros livros?


Esse livro mexeu comigo, causou tremelique, tem algumas cenas hot; mas bem leve, e bem mais romântico. O que mais  deixou de ressaca nesse livro, foi o personagem Richard. Principalmente ele nervoso.

7 – “Shamuchamochamu chama o SAMU!”: Que livro te deixou louco pela continuação?


Fiquei louca ao Ler A Bandeja, e ao perceber que tinha a continuação, fui no site da escritora Lycia Barros e percebi que já estava esgotado "Entre a mente e o coração" . Mas não desisti, insisti e consegui. Para minha sorte eles são e-books ou seja, não tem como emprestar (kkkkk)

8 – “Eu errei, viu?”: Escreva aqui um pouco sobre aquele livro que você achou que se seria uma coisa e é outra!



Esse livro me decepcionou totalmente. Confesso, comprei só por que se passa em Londres, tudo que se passa no país da rainha eu tenho vontade de lê. Mas olhem a capa e o subtítulo. "Um romance engraçado e irreverente. Uma história de amor..." Não tem nada disso, achei um personagem problemático. Não é chato o livro, o problema é que eu esperava uma coisa e era outra. Eu não desisti da leitura  por que não gosto de abandonar  o livro, mesmo não gostando eu termino, e como esse se passou em Londres, foi um motivo maior para eu ir até o final.



Passei mal de rir com esse vídeo. Não conhecia, nesse mundo do blog eu vive aprendendo e descobrindo. Por isso amo cada vez mais.


  
Anya Carvalho, você é uma fofura. Obrigada pela indicação, por lembrar do meu blog.  

Eu vou indicar essa Tag para outras fofas, para o blog http://livrosdawis.blogspot.com.br/  da Wislanny (gostaria de ver ela fazendo essa TAG em vídeo) 
e para o blog: http://livrotecadasgurias.com/ que são duas administradoras fofas e que estão muito sumidas (se não fizerem vou ficar muito brava)

Gente, espero que vocês tenham gostados. Tem muitos livros que queria ter citado, mas esses foram os que responderam bem as perguntas.

A PÁGINA CERTA - LAPLACE CALVACANTI




Título: A Página Certa
Autor: Laplace Cavalcanti
Formato: Impresso
Edição: 
EditoraAses da Literatura
Páginas228
Ano: 2014

SINOPSE


Excêntrico, dramático e mesquinho, essas são algumas das qualidades de Renato - segundo ele próprio - além de ser um empresário de sucesso. Já Cláudia é uma escritora com uma carreira em declínio, que acredita no amor verdadeiro. Mas, o destino desses dois corações opostos estava prestes a se cruzar, quando Renato resolve contratar Cláudia como sua consultora de relacionamentos para ensiná-lo a conquistar uma mulher para se casar. Será que Claudia dará conta de cumprir esta missão quase impossível?

RESENHA:

O primeiro impacto é a capa leve de felicidade  e zeen.

O livro é em terceira pessoa.  A história baseia-se na vida de Renato e Cláudia.
Renato um rapaz inicialmente insuportável é milionário. Daqueles que ostenta luxos, como um elevador dentro de casa, é dono de um restaurante; para que ele possa fazer suas refeições sem custo e preocupação. 

A Cláudia é uma escritora que vive um momento bem delicado na vida profissional, onde sua profissão esta em declínio.

A vida deles se cruzam em  momentos importantes em suas vidas. Onde Marcos, o amigo e motorista de Renato aposta com um amigo que com sua arrogância, egocentrismo é impossível ele conquistar uma moça para casar. Mesmo ele ser alérgico a essa palavra, Renato aceita o argumento do amigo como um desafio.

Nessa mesma parte do livro, a Cláudia é demitida da editora e não terá mais seus livros publicados.

Os dois se conhecem no dia após Cláudia ser demitida e sair nervosa pelas ruas de João Pessoa. O carro de Renato, guiado por Marcos quase atropela Cláudia. Nesse momento, minha raiva por Renato é daquelas que você tem vontade de entrar no livro e fazer alguma coisa. 

A partir daí surgi à aproximação de Renato e Cláudia. Ele descobre que ela é escritora de livros românticos, ótima pessoa para ser seu conselheiro amoroso. Cláudia desempregada enxerga como uma chata oportunidade, mas resolve encarar mesmo assim.
"Mas não importa o que nós temos, sem nossos sonhos, nada somos". (132)
A partir desse momento, o livro se desenrola em uma aprazível comédia.

Outros personagens paralelos, não menos importantes, ganham força. A amiga de Cláudia, Beatriz, o próprio Marcos, os pais de Cláudia, dois Senhores que proporciona altas gargalhadas. A mãe de Renato, que nunca confia nas atitudes do filho.

A irmã, cunhado e sobrinho, na qual ele tem uma relação um pouco distante, sendo hostil com o cunhado. Mas no decorrer da leitura, essa hostilidade é bem explicada.

O livro tem também diálogos intensos, enriquecendo a obra, fazendo-o refletir em alguns momentos.

"...não pense nos problemas futuros quando ainda lhe falta resolver os problemas do presente". (146)

No decorrer da história, surgem novas estórias de amor, ficando uma leitura bela.

Chegando ao final, Laplace faz um suspense, deixando os últimos capítulos bem atraentes; impossível ler com calma. 

“...Acho que finalmente comecei a perceber que o mundo não gira em torno de mim. E não dá para ficarmos sozinhos nesse mundo louco, precisamos uns dos outros.” (170)

“... O amor se constrói, amiga”. (192)

“...E ainda tem aqueles casos em que o amor sempre esteve lá, mas os indivíduos não o perceberam ou não quiseram abrir os olhos para ele” (192)

A atração do livro fica por conta, dos capítulos curtos; as histórias paralelas; ao final, o livro pincela novas e saborosas estórias. O desfecho de cada personagem, muito bem construído. “A vida da Cláudia”, e a doce rotina de uma escritora e suas lutas. O humor, é uma obra, para rir muito, 

 RECOMENDO por ser um livro leve, doce e bem humorado. Com personagens bem estruturados. Em vários momentos o leitor tem vontade de entrar no livro. Trabalha com perfeição o egocentrismo, e a insegurança, cada uma, nos seus personagens. É uma leitura deliciosa, com capítulos curtos, que faz passar o tempo sem perceber.  

***
Visite o site - Clique Aqui



OS EGOÍSTAS TAMBÉM AMAM - VINÍCIUS MASCARENHAS




Todos procuram por um par ideal, eu procuro apenas pela sintonia perfeita comigo. 




Talvez deva ser coisa de gente insegura, que não se conhece, ou no meu caso, apenas acho isso tudo uma bobagem. Porém admiro muito os enamorados e afins, pois conviver com outra pessoa, ser confidente e todos os outros requisitos de casais é bastante árduo. 
Então seria egoísmo de minha parte, deixar meus sentimentos apenas em mim e não compartilha-los? Acredito que não, cada um tem a sua maneira de viver e isso de cada um tem que ter sua metade não passa de uma convenção social.

            Todos nós somos egoístas! Se você acha que não, em algum momento da vida isso vai ser claro para você. E não acho que isso seja algo de errado. Para começarmos a pensar nos outros, temos que despertar isso e só se desperta após nos conhecermos e pensarmos em nós mesmo. Ou eu vou ajudar o outro sem ao menos me questionar se é algo que me agrade, acho que não.


            Egoístas procuram outros egoístas. Já que todos procuram pelo seu par ideal e que todos são egoístas, a frase do inicio faz sentido. Só que nesse caso, o egocentrismo é bastante fraco, não impede de aceitar as imperfeições e completar as qualidades do seu parceiro. Então, talvez, eu seja completamente egoísta.


Vinícius Mascarenhas

BLOG: ENTRE UM LIVRO E OUTRO - ANYA CARVALHO II






18. Vamos falar um pouco do seu blog, que não deixa de ser um trabalho. Recentemente ele completou dois anos. Conte para nós como surgiu a ideia do blog?
É uma história interessante. Eu sempre tive vontade de compartilhar minhas ideias e amor pela leitura, então quando no blog que eu mais amava surgiu uma vaga para colunista, eu pirei! Mas eu não fui selecionada, então eu resolvi parar de ser molenga, com um empurrãozão da minha irmã, e montei o meu próprio. 

19. Quais as primeiras dificuldades encontrada com o blog?
Eu não sabia nada de layout, e blogger. Então a primeira dificuldade que encontrei foi na organização. Comecei a organizar o blog em outubro e só consegui botar no ar em dezembro!(rsrs).



20. Como é o ritmo do blog? Quando ocorre as atualizações?
Eu tento colocá-las diariamente, acho importante ter o blog sempre atualizado. 

21. Você tenta passar alguma mensagem com seu blog? Ou simplesmente o blog é seu amor por leitura?
 Acho que quando se monta um blog, seja do que for, você já passa a mensagem de coragem e carinho. Porque você precisa ter coragem para expor sua opinião, e muito carinho para continuar sempre com pique para postar coisas de qualidade para seus leitores. A mensagem que eu sempre quis passar é a de que os livros são uma ótima saída para tudo. Eles valem muito a pena! Sempre se encontra o que procura, nas páginas de um bom livro.

22. Quando você recebe livros (ou compra livros) para resenhar no blog, você tem algum critério de prioridade? Ou é por  ordem de chegada? 
Quando se trata de parceria sim. Eu leio por ordem de chegada, mas se for eu que comprei ou ganhei, leio por vontade mesmo (rsrs).

23. Qual importância você acha que tem os blogs literários para a literatura?
 Eu acho que hoje eles são a maior rede de informação sobre os livros. Se não existissem os blogs, não sei o que seria da literatura. Então, eles são fundamentais! Blogs literários eu amo vocês!

24. Qual mensagem você deixa para colegas blogueiros(a) apaixonados como você pelo mundo da leitura. 
Continuem, independente das dificuldades, do cansaço ou do medo de não dar certo. A recompensa é gratificante. Vocês são fundamentais para a leitura, então continuem seus lindos! (rsrs). Eu admiro vocês.

25. Qual mensagem você deixa para quem ama ler. E para quem acaba de descobrir o gosto pela leitura.
Bem vindos a melhor parte da vida! E preparem-se porque quem adentra o mundo da literatura dificilmente consegue sair! 

Deixa seu recado sobre seu blog? Alguma novidade, promoção, resenha, quais as novidades que podemos esperar
São muitas! Tem muita coisa nova vindo por aí. Mês que vem o blog faz um aninho, e muitas mudanças e novidades virão por aí. Fiquem ligadinhos! 


Anya, Obrigada pela linda participação! Obrigada pelo carinho, simpatia, disposição paciência. Que seu blog tenha sucesso total sempre, que seu amor pela leitura ultrapasse gerações. E só compartilhando, a sua dificuldade é a mesma minha, eu ainda estou apanhando muito para deixar como quero. Não é fácil, mas não desisto. Por fim, que Deus continue lhe abençoando sempre. beijos

BLOG: ENTRE UM LIVRO E OUTRO - ANYA CARVALHO


A entrevista do mês de Dezembro é com a fofa Anya Carvalho 
do Blog ENTRE UM LIVRO E OUTRO



"Gosto de pensar que sou alguém com quem gostaria de conversar. Tímida e geniosa, sou quase normal.Terminei a fase "Ensino Médio", e agora vou para a faculdade! Não me considero uma pessoa especial nem nada, mas sou totalmente agradecida por ser simplesmente EU!
Acredito que ainda exista bondade, e cultuo a gentileza. Sou daquelas que por quem passa, deseja um bom dia. Adoro viajar, chocolates, cachorros e filmes. Considero vital minhas músicas e livros, sei que não sobreviveria à 24 sem eles... Libriana e sonhadora, quero ser publicitária, e montar minha própria editora! Mas sem meus livros sei que não conseguiria aguentar toda a loucura e mistura que resulta no meu eu. Por isso não os abandono nem por um segundo! Se não estou lendo, estou pensando sobre.
Romântica realista, acredito no amor consciente a ponto de não me iludir. Confiante a ponto de saber do meu valor. E sincero, a ponto de tornar algo mágico, real...
Essa sou eu". 

1. Conta para nós como surgiu seu amor pela leitura? Alguém incentivou?

Meu amor pela leitura eu trago desde sempre. Mas que eu consiga lembrar bem, foi quando no meu aniversário de seis anos, eu ganhei um livro enorme do "Menino Maluquinho" e devorei em único dia.

2. Qual foi o primeiro livro que você leu? Como foi essa experiência? 
Bom, o primeiro livro que eu li foi "O Menino Maluquinho" e eu adorei, era divertido, com gravuras, então para mim que só tinha seis anos, era um máximo! Mas minha paixão retornou com força total quando eu li "Fallen" e posso dizer que foi uma experiência incrível. Sou apaixonada por anjos e demônios.

3. Qual livro mais emocionante que você leu? Conte essa experiência.
Nem pensei, rsrsrs. Foi " A Culpa é das Estrelas". Foi uma sensação única. Como experimentar as estrelas. Foi o primeiro livro que li com essa temática, e me surpreendi, porque não tinha muita pretensão quanto a essa história, e no fim eu só conseguia pensar em como todos deveriam ler esse livro. 

4. Já teve algum livro que você leu e te decepcionou? Conte sua experiência.  
Tiveram muitos! rsrs. Mas acho que tem aqueles livros que te decepcionam por um lado, e te surpreendem por outro. Então, se é sobre decepção eu só consigo pensar em "Eternamente" da saga "Beijada por um Anjo" que eu amava, e foi a maior decepção da minha vida. Senti como se tivesse lutado pra caramba, e morrido na praia.

5. Te alguma escritor(a)  brasileiro(a) que você ama? Ou que ama a escrita ou algum livro especial?
 Tem muuuuitos autores que eu adoro! E eles são tão bons, que é difícil você escolher só um favorito. Tem um autor que eu adoro, o Danilo Barbosa, que é um escritor incrível! E não tem um livro dele que eu não recomende. E tem o Maurício Gomyde, que escreveu um livro chamado "Ainda não te Disse Nada" que é um dos meus favoritos! 

6. Qual escritor internacional que você ama? Porque?
Eu tive que pensar um pouco mais a respeito dessa pergunta, porque tem muitos autores internacionais que eu amo. Mas acho que a minha favorita no mundo, é a Jojo Moyes, escritora de "A Última Carta de Amor", "A Garota que Você Deixou para Trás" e "Como Eu Era Antes de Você".  Ela consegue me fascinar e surpreender de uma forma única sempre! 

7. Já conheceu algum escritor pessoalmente? Se sim, conte como foi seu dia de fã.
Ainda não.Mas pretendo conhecer em breve!! 

8. Já leu algum clássico? Se sim, qual? Gostou?
Já li um clássico brasileiro que me tira o ar sempre que lembro. "Dom Casmurro" é com certeza um livro que tem um lugar especial no meu coração. Eu adorei cada momento com o livro. 

9. Quais estilos de livro você curte?
 Pra mim livro é que nem comida, experimento de tudo! rsrs. Vou de terror a romance água com açúcar. 

10. Qual estilo de livro e leitura que você não gosta?
Eu acho que qualquer leitura é produtiva, mas não consigo ler livro erótico de jeito nenhum!

Tem alguma música que você acha que daria um belo livro?
 Pra mim música e livro se completam. E eu costumo dizer que toda música conta uma história, por isso deveria ser um livro! 

12. Você ler todos os livros que compra?
Sim, de preferência por ordem de compra. Mas não consegui ler todos ainda! rsrsrs.

13. Você já teve e abandonar alguma leitura? Conte para nós a experiência.
 Infelizmente já. Eu comecei a ler o livro pela capa LINDA que tinha, mas o livro não tinha nada a ver com a sinopse ou a capa. Me frustrei demais com a leitura, e abandonei no meio do livro. Quebrando minha regra de nunca abandonar livro nenhum, mas eu tentei continuar e não deu.

14. Com relação as crianças e jovens, como você acha que esta relação deles com o livro atualmente no Brasil. 
 Eu acredito que ainda há uma falta de conhecimento do mundo literário no nosso país. Há uma falta de estímulos que chamem a atenção dos jovens para a leitura. O que é uma tristeza, porque os livros poderiam ajudar a salvar muitas vidas.

15. Quanto a mídia, como você ver a relação da mídia com a literatura? 
Super fraca, na verdade ela é quase inexistente. Se não fosse a internet, que é grande provedora de informações sobre tudo, estaríamos perdidos! rsrs.

16. Como você vê as feiras atualmente? Já foi em alguma? Se sim, Conte para nós como foi a visita?
 Eu já estive em umas três feiras literárias, mas a única de peso foi a Bienal de Brasília, e como era a segunda vez, ainda tem muita coisa para melhorar. Mas acho esse um lindo investimento do governo em relação a leitura, e é sempre inebriante saber que temos essa ajuda para fazer a leitura mais conhecida e sem fronteiras. 

17. Você já teve vontade de escrever algum romance?Livro?
Já, queria muito ter esse dom da escrita. Infelizmente já tentei, e não tenho talento para escrever. Então, eu simplesmente passo as ideias que surgem na minha mente fértil, para a minha irmã, que é escritora e sabe escrever de verdade! rsrs.



© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo