RENASCER DE UM OUTONO - SAMANTA HOLTZ


                                                       


Título: Renascer de um Outono
Autor: Samanta Holtz
Editora: Novo Século
Páginas: 368
Gênero: Romance
País: Brasil
ISBN: 9788542803600


SINOPSE

A vida aos dezoito anos está muito diferente do que Anna Hills havia sonhado. Sozinha em uma cidade estranha, reprovada no vestibular e demitida do emprego, ela enfrenta a difícil batalha para superar o desânimo e ir em busca de um lugar no mundo que possa chamar de seu. Determinada a deixar os fracassos para trás, Anna descobre nos classificados a vaga para baby sitter de uma garotinha que vive com o tio. No entanto, ela não imagina que aquele pequeno anúncio de jornal se tornará o passaporte para as maiores emoções da sua vida, colocando-a face a face com mudanças, escolhas e com John, o rapaz que amava em segredo desde a infância, em um encontro que os levará a desvendar o verdadeiro sentido do amor, da vida e da importância de fazer cada instante vivido valer a pena. Em uma tortuosa e apaixonante jornada, Anna descobrirá a força de uma grande amizade, a dificuldade de se conquistar o coração de uma criança e, acima de tudo, o poder transformador do amor, naquele que será o melhor e o pior outono da sua vida.


RESENHA:

Não posso deixar de iniciar falando da linda capa. Para mim a capa é apresentação do livro. Samanta Holtz mostrou o infinito talento ao escolher essa capa. O que me chamou a atenção é que por amar frio e primavera, a capa deste fez meu coração disparar, foi "Amor a primeira Vista".  É a mais bela que já encontrei (sem exagero).



Volto a repetir, cada vez que conheço um escritor brasileiro, os escritores estrangeiros vão "perdendo" espaço na minha estante. Agora a mais nova escritora, que vou amar resenhar outros livros além deste, é a Samanta Holtz.

A Samanta me surpreendeu, achei que só Nicholas Sparks conseguiria fazer chorar ou que não encontraria livro que superasse "A culpa é das Estrelas" Mas a Samanta superou nesse.


O livro é narrado em primeira pessoa por Ana e  inicia falando de como ela perdeu sua mãe e da sua luta em tentar o vestibular em Medicina Veterinária. 

Ela até os 18 morava com os pais e irmãos em Movva. A cidade eu imaginei alguma cidade Sul, como Gramado, ou Campos do Jordão. 
A Anna descreve seu amor pela cidade, como uma cidade linda de interior. 

Desde que perdeu a mãe Ana prometeu a si que não daria mais gastos ao pai. Assim ela mudou para Icefall cidade natal da melhor amiga Raquel e lá conseguiu o primeiro emprego como Garçonete. Passou a morar em um apartamento de baixo custo que tentou deixar bem aconchegante, porém nada se compara a casa dos pais.


A história segue com vários questionamentos, que Ana faz sobre sua vida aos 18 anos, a decisão de não pensar em John, um amor platônico que ela guarda desde os tempos de colégio. A imensa saudade , da amizade e dos conselhos, da mãe, e é essa saudade, que a faz afastar um pouco do pai e dos irmãos.


Depois de muito tempo ela liga para o pai e tem uma conversa com muitas  saudades. O pai pediu para ela voltar, mas Anna está decidida a enfrentar a vida em Icefall. Mesmo que para isso tenha que enfrentar alguns desafios difíceis, como Cindy, e Sr. Lopes.

Ana decidi também  encarar o emprego de garçonete, mesmo sendo muito desgastante. Em certo dia, ao ir para o trabalho ela dar de cara com Cindy, que classifiquei como a filha cobra desfaçada de anjo de Sr. Lopes dono do prédio onde Anna mora. 
Esse dia foi completamente tumultuado para Ana, desde o encontro com Cindyaté no trabalho onde conhece e tem breve envolvimento com Rob. 
Esse breve envolvimento faz Anna perder o emprego e ser humilhada por Sr. Mattos. Ana sai perdida e desnorteada do restaurante sem saber o que fazer.

É nesse momento que realmente o livro inicia os acontecimento. Aconselho a ler com calma, porque tudo no final tem um significado, um sentido. Nesse momento frases marcaram minha leitura como:


"...Algumas coisas se somam a nossa caminhada,porém outras ficam para trás. Inevitavelmente. Tentar carregá-las quando não cabem mais em nossa bagagem pode acabar esgotando nossas forças"(31)



"...lidar com pessoas podia ser muito difícil, porém era gratificante... Especialmente quando conseguimos fazer a diferença na vida do próximo" (47)


É também nesse momento do livro que inicia meus arrepios com o livro. Caprichei na leitura com calma, porque esse doce mistério eu tinha absoluta certeza que teria alguma ligação, mas na frente.

 Depois de muita procura ela vê anuncio de Baby Sitter com possibilidade de morar no local, ou seja, babá de uma criança de 6 anos. Ana adora a ideia e se arrisca ligar.


"...Não há mudanças sem riscos...quem não arrisca não se fere, mas também não se conquista. Quem não luta, não perde, mas também não ganha. Quem não tenta não prova o amargor da frustração, mas também não saboreia a doçura da vitória. Afinal, eliminando o risco de dar errado, também eliminamos o risco de dar certo".(55) 


Nesse momento uma nova vida inicia para Anna. Ela consegue um novo emprego como Babá na casa de Ricardo Frenzier

Amo quando encontro um homem cavalheiro, educado, onde tem tudo e ainda preserva o principal, a humildade. O Ricardo me encantou desde o primeiro momento, me apaixonei pelo homem, patrão, amigo, tio que ele transmitiu ser. (Como seria bom encontrar seres humanos e patrões assim)


Amei os trechos sobrenaturais do livro, e amo quando tudo no final tem ligação e explicação. 

O Rob torna um amigo, que, mas na frente, Anna tem uma doce e preocupante descoberta que afetará sua amizade com Raquel.

Ainda nesse trecho achei Anna um pouco impulsiva ela nem sabe se ficará no emprego e já foi para entrevista de mala e tudo, na certeza de mudança e vida nova. Mas em seguida lembrei da frase da página 55, e cada vez mais tinha certeza que tudo tem uma explicação.

Nos capítulos seguintes a batalha de Ana tornam maiores. Lauren não gosta de ter babar e amizade forte que nasce entre seu tio e Anna inicialmente a incomoda. Mas Anna não perde o rebolado e encara o trabalho. Na casa de Ricardo ela conquista a todos, principalmente a Joana que vem da família cigana e pedi sempre Anna para ter paciência porque dias melhores virão.


Ainda assim, Lauren continuou se comportando muito mal, mas as palavras de Joana estavam corretos. A voltas as aulas, o balé, Lauren começou a ser menos hostil com Anna, ambas, de leve, inicia uma aproximação. Com o patrão também inicia uma linda e forte amizade (amo livro que tem amizade forte entre um homem e um mulher). Mas na verdade, queria muito era que Ricardo e Anna ficasse juntos . 

Muitas coisas ainda iriam acontecer. E nesse momento, voltei a pensar na Cindy e advinha? Ela volta a aparecer e infernizar a vida de Anna. Mas quem aparece também é o John o amor platônico de Anna e nesse momento, você não consegue mais parar de ler. Vários fatos vão acontecendo e a cada capítulo fica mais intenso e emocionante.
A Samanta me fez ter raiva do John em seguida fez  chorar, e por fim questionei, Por quê com a Anna? Ela não merece!!!

Por conta dos fatos que mexem com sua vida, Ana  pede a Ricardo uns dias de folga para visitar a família e refletir sobre a vida e seus sentimentos. Ricardo concorda liberando o tempo que ela achar necessário.(ô patrão perfeito!)


O livro é emocionante, e por um momento você lembra da triste doce história de "A Culpa é das estrelas". Mas confesso, achei mais emocionante, por haver uma continuidade.

Aproximando do final, revelações acontecem, uma perda dolorosa e a manifestação de Lauren, o porque ela prefere ser fria, do que se aproximar de alguém.

E o final? mais um livro que arrepiei, e me emociono só de lembrar. Amei, amei, amei, porque desde o inicio era o que desejei. 

Anna sofre mas amadurece, o livro tem infinitas emoções no final, preparem o coração!

O que Amei: Ricardo, como ser humano, Anna a forma como ela amadurece. A cidade como é descrita, as estações do ano como é relatada. A capa do livro E como Samanta encerra a história de cada personagem.

O Que Não Gostei: Queria mais do último capítulo, não quero e não irei entrar em detalhe, pois desejo que todos vivenciam as emoções do livro. Mesmo assim faço um pedido, a escritora Samanta, você poderia escrever um segundo livro estendendo o último capítulo? rs

Porque recomendo: O livro é cheio de lições, de como você deve encarar a vida, respeitar a pessoa, mesmo, que a mesma seja má por opção. E o final, é claro! Mas um final de livro que amei.

PS: Não quero me precipitar, mas o Renascer de um Outono ganha fácil o Prêmio de livro de Novembro das minhas leituras do mês, depois de um livro chato com leitura difícil, o livro da Samanta emocionou profundamente minha alma.

Beijos.
Até a Próxima. 


7 comentários:

  1. As capas dos livros da Samanta Holtz são belas mesmo! Já visse a de O Pássaro? Eu amo aquela capa, em 2015 esse livro não escapa da minha meta de leitura. O Renascer de Outono não pesquisei muito sobre, mas acredito que devam ser 4 volumes, onde cada um se passa em uma estação.

    Autor de A Página Certa
    www.laplacecavalcanti.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laplace, não são quatro volumes, mas adorei a ideia, bem que ela poderia fazer isso. O livro é lindo, tem um momento que a personagem passar por uma segunda dor, que sofri muito com ela.E como se erguer diante da dor, foi muito bem construída por Samanta. Eu quero muito conhecer os outros livros dela. Estou muito fã, e o fato de ser brasileira dar um orgulho enorme.

      Excluir
    2. Olá, Laplace!

      Muito obrigada pelas palavras :)

      Acredito que você está confundindo com "Outono de Sonhos", da Adriana Brazil :) Esse, sim, é uma série com 4 livros, cada uma com uma estação do ano ;) "Renascer de um Outono" é volume único (por enquanto rs...)!!

      Patricia, já estou toda encantada aqui com sua resenha, e fiquei ainda mais ao ler suas palavras no comentário :) rs... OBRIGADAAAA! <3

      Excluir
  2. Adorei a resenha!! Nunca tinha visto esse livro, porém depois de saber mais sobre ele com certeza vai está na lista de próximas compras.

    Beijos!
    livrosdawis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ô Wislanny acho que você vai gostar. Se um dia ler me conta. Eu sou suspeita, porque eu amei loucamente esse livro. E estou louca para conhecer outros livros dela. Amo cada dia mais a literatura brasileira contemporânea. Bjocas (PS: Se ler não deixa de resenhar e me contar)

      Excluir
  3. Querida Patricia,

    Nossa... que resenha liiiiiiinda!!! <3 Fico tão feliz em saber que Renascer de um Outono foi uma leitura tão emocionante e intensa! E que as palavras de Anna e as reflexões que ela compartilha com o leitor encontraram o caminho até seu coração :)

    Muito obrigada mesmooo por essa resenha tão completa, cuidadosa e cheia de palavras lindas... fico muito feliz em saber que compartilhou sua ótima impressão com seus leitores e que Renascer já está concorrendo ao Livro do Mês ;)

    Beijo enorme no coração!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ganhei meu dia!

      Saber que a autora ficou satisfeita com a resenha do livro que mexeu com minha alma. É de infinita felicidade.

      Amei amei amei saber que gostou. Amei de mais seu livro e estou organizando para resenhar outros de sua autoria.

      Estou amando conhecer seu trabalho. Que Deus continue conservando seu talento!

      Resumindo, amei tudo!

      beijos!

      Excluir


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo