CAIXA DE PÁSSAROS (BIRD BOX) - Josh Malerman


ISBN: 9788580576528
Editora: Intrínseca
Edição: 1ª 
Páginas: 272, 
Ano da Edição: 2015
SINOPSE:

Romance de estreia de Josh Malerman, “Caixa de Pássaros” é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
RESENHA
Meus leitores amados, hoje venho comentar com vocês a respeito da obra “Caixa de Pássaros”, do autor Josh Malerman. Adoro thrillers mas confesso que a vontade de ler o livro despertou quando surgiu a notícia de que a Netflix lançaria o filme homônimo baseado nesta obra e a protagonista seria ninguém menos que a diva Sandra Bullock. Ainda assim iniciei a leitura sem grandes expectativas e sem esperar qualquer profundidade na narrativa, acontece que para minha grata surpresa, fui imediatamente fisgada pelo enredo intenso, assustador, apocalíptico e muito bem escrito, não conseguia largar o livro.

Em meio a um verdadeiro apocalipse desesperador, pessoas misteriosamente assassinam outras brutalmente e depois cometem suicídio, aparentemente a loucura é desencadeada por algo, alguma “criatura” que as pessoas vêem. 

Malorie, nossa protagonista, em meio a todo esse terror, descobre que está grávida, assumiria a responsabilidade de mãe solteira. O caos, entretanto, se aproxima rapidamente, Shannon, irmã de Malorie se suicida. Fragilizada pelo inicio da gravidez, ela sabe que precisa de ajuda e que não será capaz de sobreviver sozinha, assim, Malorie vai até uma casa próxima onde algumas poucas pessoas (Tom, Don, Felix, Jules e Cheryl) estão reunidas tentando perseverar e manter a lucidez em meio à loucura, ao terror que tomou conta da cidade. 

Os olhos permanecem vendados, o que você não ver não pode te machucar. Eles formam uma pequena comunidade dentro daquela grande casa, surgem grandes conflitos, o tempo vai passando e Malorie se dá conta que em pouco tempo o bebê que carrega nascerá, será ela forte o suficiente para resistir? O bebê sobreviverá?

O livro segue intercalando as histórias trágicas do passado de Malorie, Tom, Don, Jules e Cheryl. Eles estão vivendo trancafiados dentro da residência, janelas trancadas cobertas com panos escuros e jornais, portas bloqueadas...o medo está instaurado e o leitor também fica apavorado e ansioso. O que seriam as “criaturas”? Elas assumiriam a forma do nosso pior medo? Seriam alienígenas? Como ela criaria um bebê? Existiriam outras pessoas procurando ajuda? Eles poderiam ajudar outras pessoas (se ainda houvesse alguém vivo) sem se expor? A humanidade estaria extinta? Enfim, são inúmeros os questionamentos e o autor soube conduzir a narrativa com maestria de forma a nos instigar sempre.

Nossa protagonista está determinada a lutar por sua vida e de seu bebê, e embarcamos com ela nessa tensão desde a primeira página. A história tem, sim, alguns furos, que particularmente só consegui perceber ao refletir após finalizar a leitura, no entanto nada que comprometa a obra, que é sensacional e definitivamente cumpre a intenção do autor de nos fazer querer devora-la em busca de respostas. E, sem spoiler, mas garanto que o final que o autor elaborou foi incrível.

Depois de ler o livro devo dizer que fiquei muito receosa para assistir o filme, pois o livro é realmente impactante, não esperava muito do adaptação (e para ajudar não sou muito fã de terror psicológico), contudo me surpreendeu, adianto que a NETFLIX caprichou, o carisma que na minha opinião faltou na protagonista da obra, sobrou no filme na personagem da Sandra Bullock. O filme, mesmo não sendo estritamente fiel à obra, tomou um rumo inteligente, explora a essência do medo, sem, no entanto, explicitar algumas passagens muito fortes do livro, o que pode ter decepcionado alguns leitores. 

Então meus caros, se estão afim de embarcar nesse mundo de escuridão e curtem um bom terror psicológico, não se arrependerão, é uma ótima escolha. Até breve! Beijos 

***
AUTOR:
Foto -Josh Malerman
Josh Malerman é cantor e compositor da banda de rock High Strung. Filho do meio, Malerman gosta de escrever ao som de trilhas sonoras de filmes de terror, como Grito de horror e Creepshow – Arrepio do medo. Ele mora em Ferndale, Michigan, com a noiva. Caixa de pássaros é o seu romance de estreia. Publicados pela Editora Intrínseca temos os títulos: O Piano Vermelho e Uma Casa no Fundo de um Lago.

***
By: Thaísa Salvador
e-mail: thaisaelloa@gmail.com













ALMAS GÊMEAS - Nicholas Sparks


Lançamento:16/10/2018
Título Original: EVERY BREATH
Tradução: FERNANDA ABREU
Páginas: 288 
SINOPSE:
Hope Anderson está numa encruzilhada. Aos 36 anos, ela namora o mesmo homem há seis, sem perspectiva de casamento. Quando seu pai é diagnosticado com ELA, Hope resolve passar uma semana na casa de praia da família, na Carolina do Norte, para pensar nas difíceis decisões que precisa tomar em relação ao próprio futuro.

Tru Walls nasceu numa família rica no Zimbábue. Nunca esteve nos Estados Unidos, até receber uma carta de um homem que diz ser seu pai biológico, convidando-o a encontrá-lo numa casa de praia na Carolina do Norte. Intrigado ele aceita e faz a viagem.

Quando os dois estranhos se cruzam na praia, nasce entre eles uma ligação eletrizante e imediata. Nos dias que se seguem, os sentimentos que desenvolvem um pelo outro os obrigam a fazer escolhas que colocam à prova suas lealdades e reais chances de felicidade.
O novo romance de Nicholas Sparks, na tradição de Diário de uma Paixão e Noites de Tormenta, aborda as muitas facetas do amor, os arrependimentos e a esperança que nunca morre, trazendo à tona a pergunta: por quanto tempo um sonho consegue sobreviver?

RESENHA
            Amados! Estou aqui hoje para indicar para vocês o mais recente lançamento do mestre dos romances Nicholas Sparks, trata-se do livro “Almas Gêmeas”, cujo título original em inglês é “Every Breath”, lançado mundialmente em outubro do ano passado. Já li muitos livros do nosso querido Nicholas Sparks, tanto em português como em inglês e posso afirmar que este está entre os meus preferidos, é uma história simplesmente arrebatadora, capaz de arrancar muitos suspiros, lágrimas e gargalhadas.

            A narrativa inicia com o autor se valendo do recurso literário da “autoinserção” – no qual o próprio autor faz uma a aparição numa obra de ficção, ou como um narrador autobiográfico pouco disfarçado – o que acrescenta uma dimensão interessante e instigante à narrativa que conta a história clássica de amor não vivido de Tru e Hope:
“(...) Abri o fecho do envelope. Dentro dele havia mais ou menos uma dúzia de folhas, copias Xerox de três cartas e de alguns desenhos retratando um homem e uma mulher que pareciam claramente apaixonados um pelo outro. Pus as imagens de lado e peguei o texto. A primeira linha chamou minha atenção:

O destino que mais importa na vida de qualquer um é aquele relativo ao amor .
(...) Depois de ler as cartas e examinar os desenhos, senti uma idéia tomar forma, a de que eu de algum modo conseguiria encontrar o autor e aventar a possibilidade de transformar aquela história fascinante em livro. (...)”
A princípio somos induzidos a ter a impressão de que se trata de uma história real, fato que o autor esclarece logo após o epílogo.

            Nosso protagonista Tru Walls nasceu e viveu no continente africano por toda sua vida, nunca chegou a conhecer o pai, perdeu a mãe em um trágico incêndio e foi criado pelo avô e pelo padrasto em um ambiente hostil e selvagem sob vários aspectos. Tão logo Tru atingiu a idade adulta, deixou seu lar e foi trabalhar como guia de safári nos mais diversos Parques Nacionais africanos, conduzindo turistas e hóspedes do mundo todo pela selva que conhecia tão profundamente. 

Aos 42 anos, vivendo no Zimbábue, Tru recebe uma misteriosa e surpreendente correspondência em que seu pai biológico que vive nos Estados Unidos, na Carolina do Norte manifesta o desejo de conhecê-lo e revela que está morrendo. Tru parte para uma viagem que mudará definitivamente o rumo de sua vida. Em solo americano, em uma casa majestosa na praia de Sunset Beach, Carolina do Norte, Tru aguarda ansiosamente por conhecer seu pai biológico quando o destino o coloca frente a frente com Hope.

            Hope Anderson, nossa carismática protagonista, é uma enfermeira de traumatologia, de 36 anos, que namora o mesmo homem há 6 anos, um relacionamento de idas e vindas e que está em um momento de crise. Hope está em Sunset Beach, sozinha, no chalé da família para o casamento de uma querida amiga. Imaginou que o chalé que sempre fora seu refúgio lhe traria um pouco de paz e tranqüilidade, mas nada estava ajudando, sentia-se assoberbada pela vida, pelo relacionamento que não se definia, pelo diagnóstico da doença degenerativa de seu pai, por estar se despedindo do chalé que será vendido para o tratamento de seu pai, por se sentir incompleta e pelo desejo constante de constituir família e ter seus próprios filhos em contraponto ao seu relacionamento estagnado.

Hope e Tru se encontram, e todo o clima e a paisagem descrita pelo autor constroem um cenário inebriante e mágico. Eles se apaixonam e vivem uma intensa história de amor, um verdadeiro encontro de almas. Contudo, a vida acontece e tristes circunstâncias fazem com que em poucos dias Hope faça uma das escolhas mais difíceis de sua vida, partindo e deixando o homem do qual se lembraria e amaria por toda sua existência desconsolado e sem direção.
“(...) – Volte para mim – sussurrou ele, ao mesmo tempo que a via chegar à esquina que levava à estrada principal para sair da ilha. Mas ela não podia escutá-lo. À sua frente , o carro diminuiu a velocidade, mas não parou. Sem conseguir mais olhar, Tru curvou o corpo para a frente e levou as mãos ao joelho. Embaixo dele, o asfalto estava manchado por suas lágrimas. (...)”
A história divide-se em duas partes, o encontro dos dois, que se passa nos anos 90, e 24 anos depois, quando a história se desenvolve mais lentamente e nos leva a um desfecho, daqueles bem ao estilo do nosso autor. A maior parte da história é narrada em terceira pessoa e com maestria, Nicholas Sparks vai conduzindo nossas emoções, nos surpreendendo sempre. De fato me emocionei muito com a história, é um relato de amor incondicional, de perdão, de altruísmo e de como as escolhas que fazemos podem nos destruir ou nos edificar. Indico fortemente, é uma leitura fácil perante uma escrita impecável e intensa. 

Sobre o autor:
NICHOLAS SPARKS lançou seu primeiro romance aos 31 anos, ao qual se seguiram outros 19 livros. Suas obras foram traduzidas para 50 idiomas e já venderam mais de 100 milhões de exemplares no mundo todo. Onze de seus livros ganharam adaptações para o cinema. O autor mora na Carolina do Norte e tem cinco filhos.

Até breve! 
Beijos.
Por: 
Thaisa Salvador




Olhai Os Lírios Do Campo - Erico Verissimo


ISBN-13: 9788535906097
ISBN-10: 8535906096
Ano: 2005 / Páginas: 288
Idioma: português
Editora: 
Companhia das Letras
Sinopse:

Eugênio Fontes, moço de origem humilde, a custo se forma médico e, graças a um casamento por interesse, ingressa na elite da sociedade. Nesse percurso, porém, é obrigado a virar as costas para a família, deixar de lado antigos ideais humanitários e abandonar a mulher que realmente ama. Sensível, comovente, "Olhai os Lírios do Campo" é um convite à reflexão sobre os valores autênticos da vida.

Resenha:
Eugênio é um menino pobre, que vive com a mãe, o irmão e o pai em Porto Alegre. O pai é um homem muito simples, que trabalha como alfaiate e faz questão de pagar uma boa escola para os filhos. 

Durante a vida escolar Eugênio é humilhado por sua pobreza, mas, ao contrário do irmão, não desiste dos estudos e forma-se em medicina. 

Sua relação com o pai não é íntima, e ele viverá o resto dos seus dias com remorso por ter tido tanta vergonha dele e não tê-lo amado como ele merecia. 

Porém, na sua ânsia de se livrar da pobreza, ele casa-se com Eunice, e torna-se um homem rico e infeliz. Ele na verdade sempre amou verdadeiramente Olívia, com que teve um romance antes de seu casamento. 

E quando Olívia reaparece em sua vida, três anos após de casar, ele descobre que eles têm uma linda filha, Ana Maria. 

Ele continua então casado, mas se encontra diariamente com Olívia e com a filha. Até que Olívia fica muito doente e vem a falecer. 

Ele então toma coragem e pede o divórcio. Vai viver somente com a sua filha, a quem ele ama muito, e viver uma vida simples e feliz como médico, atendendo as pessoas mais vulneráveis da sociedade. 

Esse novo estilo de vida abranda um pouco seu coração, como se ele pudesse assim, ajudando as pessoas mais humildes, se redimir dos erros do passado. 

E ele torna-se um novo homem, que vê nas pequenas coisas da vida, e nos simples gestos da filha a verdadeira felicidade.


Sobre o autor: Érico Veríssimo (1905-1975)
Foi um escritor brasileiro da segunda fase modernista, chamada de fase de consolidação.
Considerado um dos mais importantes escritores do século XX, recebeu diversos prêmios dos quais se destacam:
  • "Prêmio Machado de Assis" (1954), concedido pela Academia Brasileira de Letras;
  • "Prêmio Jabuti" (mais importante prêmio literário do Brasil), recebido em 1965, pelo romance “O senhor embaixador”.
BY: Cristina Daitx



Me arrependo - Dany Lima


E desprezado quem sempre esteve do lado; Me arrependo de ter feito uns sofrerem e ao mesmo tempo de ter sofrido desnecessariamente tantas vezes. Me arrependo de não ter me amado mais quando precisei de amor-próprio, abandonando a mim mesma. 

E de ter dependido emocionalmente de tanta gente que não valia a pena, nem o esforço. Me arrependo de todas as vezes que disse "sim' apenas por não saber dizer "não". E por ter perdido horas e até dias de tempo e energia me desgastando com coisas que não mereciam nenhuma relevância. 

E acima de tudo me arrependo de todas as oportunidades perdidas, bloqueadas pela insegurança, vulnerabilidade e pelo medo.


Mas quer saber? Descobri que isso tudo é um "arrependimento bom". Daqueles que você precisa ter para mudar. E o melhor de tudo é que enquanto se está vivo, todos os dias é uma chance de acertar. Ou errar de novo. E se arrepender. E assim, recomeçar.
Dany Lima





Pequenos incêndios por toda parte - Celeste Ng


ISBN-13: 9788551003121
ISBN-10: 8551003127
Ano: 2018 / Páginas: 416
Idioma: português
Editora: 
Intrínseca
Sinopse:

Um encontro entre duas famílias completamente diferentes vai afetar a vida de todos.


Em Shaker Heights tudo é planejado: da localização das escolas à cor usada na pintura das casas. E ninguém se identifica mais com esse espírito organizado do que Elena Richardson.

Mia Warren, uma artista solteira e enigmática, chega nessa bolha idílica com a filha adolescente e aluga uma casa que pertence aos Richardson. Em pouco tempo, as duas se tornam mais do que meras inquilinas: todos os quatro filhos da família Richardson se encantam com as novas moradoras de Shaker. Porém, Mia carrega um passado misterioso e um desprezo pelo status quo que ameaça desestruturar uma comunidade tão cuidadosamente ordenada.

Eleito nos Estados Unidos um dos melhores livros de 2017 por veículos como Entertainment Weekly, The Guardian e The Washington Post, Pequenos Incêndios Por Toda Parte explora o peso dos segredos, a natureza da arte e o perigo de acreditar que simplesmente seguir as regras vai evitar todos os desastres.


Resenha:
Shaker Heights é uma cidade perfeita. A vida dos habitantes é meticulosamente planejada. As escolas formam os estudantes mais promissores. 

E Elena Richardson faz parte da família fundadora da cidade. Ela tem uma vida perfeita, com quatros filhos, uma bela casa, um ótimo emprego, um marido maravilhoso. Mas quando Mia se muda com sua filha para a cidade ela começa a perder o controle. 

Para Elena, ajudar essa mulher e sua filha torna-se uma missão. Mia vive com sua filha Pearl, de 17 anos, e as duas levam uma vida itinerante. Elas viajam de cidade em cidade, em busca de inspiração para os trabalhos artísticos de Mia. 

Porém, dessa vez elas decidem ficar. Mas a influência que as duas exercem na família de Elena faz com que sua vida não bem programada perca o controle. Seus dois filhos se apaixonam por Pearl, sua filha mais nova e rebelde Izzy fica encantada por Mia, e sua filha mais velha faz um aborto. 

Além disso, sua melhor amiga tenta adotar um bebê, mas uma disputa judicial ameaça seu grande sonho de ser mãe, e Elena, como uma boa amiga, vai fazer de tudo para ajudá-la. Mesmo que essa ajuda inclua descobrir os segredos mais profundos de Mia, e revirar seu passado, trazendo à tona tudo aquilo que ela lutou para tentar esquecer. 

Mas nesse confronto, Mia surpreenderá Elena mais uma vez. Através desses pequenos conflitos, incêndios, que desestruturam sua vida, Elena perceberá que tudo que construiu, que toda sua vida confortável não será suficiente para garantir o amor de sua filha por ela. E que talvez, desistir de seus próprios sonhos não tenha valido tanto a pena. 

O livro em si, nos traz diversas situações que nos fazem refletir sobre como a felicidade está nas pequenas coisas, e que o amor é transmitido nas pequenas atitudes e nos gestos mais simples. E que estas duas coisas não estão em nenhum momento relacionadas a status e dinheiro.

Sobre a autora: Celeste Ng
Cresceu em Pittsburgh, Pensilvânia, e Shaker Heights, Ohio, nos Estados Unidos, em uma família de cientistas. Formou-se em Harvard e fez o mestrado em belas-artes pela Universidade de Michigan, onde ganhou o Hopwood Award. Seus ensaios e trabalhos de ficção já foram publicados na One Story, TriQuarterly, Bellevue Literary Review, Kenyon Review Online. Atualmente Ng mora em Cambridge, Massachusetts, com o marido e o filho.

BY: Cristina Daitx



© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo