Academia Teixeirense de Letras - Castro Rosas




Castro Rosas é poeta natural de Santo Amaro da Purificação (BA), mas vive em Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia, há muitos anos, onde formou família e atua no ramo do comércio.

Ele é autor dos livros de poemas “Prelúdio para Elis”, “Eu e meus Eus” e “Lembranças”, além de outros livros inéditos, como “Cíclica Dialética” e “No silêncio Escrevi Palavras”.
Teve os poemas “Assustado”, “Lembranças” e “Pesadelo” classificados para o projeto Mapa da Palavra, da Fundação Cultural da Bahia (FUNCEB).

É Membro Efetivo Fundador da Academia Teixeirense de Letras (ATL), ocupando a Cadeira 08, da qual é patrono o saudoso Amazias Barreto de Morais.

No ano de 1996, Castro Rosas venceu o concurso de poesia da Casa de Cultura de Ipiaú, com o metapoema “O Poeta”.

Em 2017, obteve a 2ª colocação no I Prêmio Castro Alves de Literatura, categoria Poesia, versão interna, com o poema “Ao Entardecer”. No mesmo prêmio, categoria Crônica/Conto, versão interna, ficou com a 3ª colocação com o texto “Delírio”.
Castro Rosas é filho dos saudosos Benedito Rosas e Ruth Capinan Rosas, o que sinaliza que ele pertence a uma das famílias com destaque na música e na literatura baiana. É sobrinho do poeta, músico e acadêmico José Carlos Capinan.

Inspirado e ativo, CR segue admirado pelos familiares, amigos e confrades. Ultimamente tem experimentado a prosa, compondo crônicas e contos.

***

Fiquem Ligados! O Próximo a ser apresentado é Érico Cavalcanti.

                                                                                 BY:
www.patriciabritto.com




Leia Mais ››

Academia Teixeirense de Letras – RAMIRO GUEDES

Ramiro Guedes da Luz – mais conhecido como Ramiro Guedes – é um radialista, cronista e poeta mineiro natural de Teófilo Otoni e radicado em Teixeira de Freitas (BA) há mais de trinta anos.

Ele ocupa a Cadeira 07 da Academia Teixeirense de Letras (ATL), da qual é também Conselheiro. Faz parte do rol de Membros Efetivos Fundadores da instituição literocultural.

Depois de desistir do seminário e se graduar em Letras Vernáculas pela Universidade Católica de Minas Gerais (PUCMinas), acabou optando pelo radialismo. Foi repórter na Rádio Teófilo Otoni e na Rádio Imigrantes.

A convite do saudoso prefeito de Teixeira de Freitas Francistônio Pinto, assumiu a direção da Rede Sul Bahia de Comunicação. Nesse meio tempo, passou dois anos em Porto Seguro, onde foi diretor de jornalismo do Jornal Diário e da Rádio Porto Seguro FM.
“Retornando a Teixeira, tornei-me diretor de jornalismo da Rádio Cidade FM. Nesse período escrevi colunas em vários sites e jornais da região, fui professor no Colégio Rômulo Galvão e, com outros colegas bem mais valorosos, dono do Curso Desafio Pré-Vestibular”, disse o próprio Ramiro Guedes.
Comanda há mais de 25 anos o programa “Almoço à Brasileira”, atualmente transmitido pela Rádio Sucesso FM. Trata-se de um programa especializado em música regional e MPB. Enfim, uma referência musical e cultural.
Durante a administração do prefeito João Bosco, Ramiro Guedes foi titular do Departamento Municipal de Cultura.

Embora inédito em livro, é autor de inúmeras crônicas e poemas, além de reportagens, pois se tornou um dos jornalistas mais reverenciados em Teixeira de Freitas e no extremo sul da Bahia.

Marcou presença na antologia “ATL em verso e prosa!” com a crônica “O Circo Nerino” em 2016. Ganhou uma menção honrosa no I Prêmio Castro Alves de Literatura, categoria Poesia, versão interna, com o poema “Feliz Ano Novo”.
No próximo dia 2 de dezembro será homenageado pela Academia de Letras de Teófilo Otoni (ALTO) pela trajetória como homem de comunicação e de letras.

Enquanto isso, segue torcedor do Cruzeiro, leitor privilegiado e, especialmente, amigo e confrade de todas as horas.

Fiquem ligados! O próximo  é o poeta Castro Rosas.

***
                                                                                                                By:
www.patriciabritto.com



Leia Mais ››

Poesia para a ALMA - Pedro Henrique Pinheiro Barbosa


Livro da vez

SINOPSE:
Neste livro vocês irão encontrar pequenas poesias, que nos permite apresentar o outro lado da satisfação humana, o lado da reflexão, do existir, do pensar, expondo fatores como: Nunca desistir dos sonhos, perseverar nas dificuldades, acreditar em si próprio, o porquê do saber esperar, entre outras sínteses interessantes, sendo um excelente companheiro para o seu bolso ou cabeceira.
Boa Leitura !!!! 

Compre o livro aqui: Clube dos Autores

Pedro Henrique Pinheiro Barbosa

Nasceu na cidade do Rio De Janeiro, eterno estudante da Arte, fã de livros biográficos, começou a escrever há pouco tempo. Adepto de poemas e poesias, sempre visualiza na Arte uma forma de mostrar um pouco de sentimento da cultura chamada poesia. Em sua obra ele propõe entreter o leitor com sua linguagem clara e sucinta.







***

                                                                         By: 







Leia Mais ››

Atenção MOTOCICLISTAS

Arte: Dido - IBMC
Comunicado & Pedido.
Eu estou construindo um trabalho jornalístico e preciso traçar UM PERFIL - de alguém ou algo.  Por vivenciar o universo dos motociclistas decidi assim, escrever sobre esta classe de infinitas formas:
O perfil de duas rodas, 
Motociclistas, 
Moto Clubes (pequeno, médio ou grande), 
Quem vive deste mundo ou, 
Quem é um simples apaixonado por duas rodas. 

Regras e Avisos
✔️Entrar em contato pelo e-mail: leiturasplus@gmail.com
✔️Informe no e-mail que tem interesse. Seus dados mais essenciais com: Nome - idade - Cidade/Estado - Moto Clube (quantos integrantes) - Moto - desde quando é motociclistas e se poderei agradecer no final do meu texto a você.
✔️Escreva uma história sua (não será publicada - mas precisarei expor meu texto para meu grupo de estudos jornalísticos e em seguida neste site; A sua história servirá de base para construção do perfil escrito por mim; por isso preciso ter certeza se será possível coloca-lo nos meus agradecimentos. (VOCÊ DECIDE).
✔️História, viagem, encontros, rock, amor ❤️, sua paixão por este mundo peculiar,  velocidade, moto esportiva, moto Custom, um episódio. Escreva o que você gostaria de contar. FIQUEM A VONTADE.
✔️Escreva sem se preocupar com texto bonito (essa parte estou estudando, para ao menos tentar fazer o melhor). Então, apenas conte o que deseja; desabafe,escolha um episódio e  me apresente seu mundo de duas rodas. 
✔️Tamanho do texto: 1 página word com máxima de 2 páginas - Fonte: Times, tamanho 12 OU caso prefira, envie um ÁUDIO contando sua história ( optando pelo áudio, informar no e-mail).
✔️ Por quê - quando - onde - como - o quê - quem? O básico para nortear um bom texto.
✔️ Este é um projeto jornalístico , com objetivo MAIOR de escrita (Fiquem ligados que vem mais  novidades deste mundo peculiar).
✔️Caso algum motociclista tenha interesse de expor sua história no site Leituras Plus, em formato de relato ou crônica, podemos conversar e entrar em acordo, com muito amor e Rock in Roll. 
✔️ Claro! Tudo tem prazo. Tenho limite de data para estudar e produzir o texto. Logo, irei receber os texto a partir de 10/10/2017 até o dia 20/10/2017. Em seguida terei duas semanas para estuda-los e produzir.
✔️ Espero poder contar com essa família maravilhosa, que sempre recebe bem e continua abrigando com amor em eventos e nas viagens de duas rodas pelo Brasil afora.


Beijos na alma
Patrícia Brito - www.patriciabritto.com


Leia Mais ››

LANÇAMENTO : Cem Dias Na Prisão - Marcos A. Junior

Marcos A. Junior

É natural de Recife - PE. Formado em análise de sistema e administração, mas só encontrou o verdadeiro prazer da vida quando teve sua primeira obra publicada, Herbert Flinch - O Manipulador de Sonhos (Giostri,2016)







ISBN-13: 9788551601174
ISBN-10: 8551601172
Ano: 2017 / Páginas: 223
Idioma: português 
Editora: Giostri
SINOPSE
Thomaz é um jovem de 18 anos, aspirante a escritor, e conta aqui a história mais marcante que já viveu. Durante cem dias ficou preso à sanguinária batalha entre o bem e o mal. Seus sentimentos foram embaraçados e o único desejo que possuía era de livrar-se de tal obscuridade com a tradução de pensamentos em palavras. Suas lembranças foram alteradas. O gênio do mal brincou com as suas suposições. O ambiente no qual esteve foi o pior. Foi largado na imensidão do esquecimento. Abandonado aos seus pensamentos mais trágicos. Destinado a viver toda a vida longe dos pais, irmãos, mulher e sem poder conhecer o filho que estava por nascer nos próximos meses. Tudo o que necessitava era uma saída. Algo que o livrasse da tragédia que é viver preso às grades. As palavras foram o seu refúgio durante dias, mas ele começou a absorver o que o ambiente mais propagava, o mal. Que os pensamentos bons carreguem-no por todo o tempo de sanidade que ainda o resta. Cem dias, noventa horas ou apenas cinco minutos.

REDES SOCIAIS



By: Patrícia Brito
Leia Mais ››

O Mendigo que sabia de cor os adágios de Erasmo de Rotterdam – Evandro Afonso Ferreira


ISBN-13: 9788501096418
ISBN-10: 8501096415
Ano: 2012 / Páginas: 128
Idioma: português 
Editora: Record

O premiado Evandro Affonso Ferreira escreve sobre um homem atormentado que experimenta a proximidade dolorosa do mundo. O romance emociona pela forma como fala da loucura, do amor, do abandono e da solidão, enquanto espera - andando e observando os escombros da vida urbana em detalhes - o retorno de sua amada, a que lhe deixou bilhete dizendo ACABOU-SE, - ADEUS.




RESENHA

“A loucura às vezes chega quando se é tragado pela perda, é cegueira lúcida que despedaça a alma.” Najla Assy

Ensaio? Monólogo? Loucura?

Sim! Loucura!

O livro número 5 do  Projeto Literatura Verde e Amarela em parceria com a amiga afinada na literatura Cilene Resende - Meu Vício Literário; resenha de sua autoria Clique Aqui.

Um narrador maníaco, que deixa qualquer leitor perturbado; é inteligente, pois ele sabe, sente a sua realidade, condição de vida e, mesmo no meio da loucura, ele aceita de um modo próprio; literato, pois suas referências chegam a ser surreais para os padrões dele; porém estimulante, mostrando que, mesmo no meio de uma batalha consigo mesmo, seu conhecimento e gosto pela literatura é abundante.

“Quando tenho um pouco de dinheiro, compro-me livros. Se sobrar algo, compro-me roupa e comida.”(25)

Foto: Jornal Rascunho
Evandro Afonso Ferreira é o autor dessa obra delicada e vencedora do Jabuti em 2013 Seu histórico na literatura iniciou após abandonar a publicidade por consequência de um infarto. Assim, em São Paulo abriu um Sebo Sagarana, pondo à venda o seu acervo pessoal 3 mil volumes. Manteve a loja até 2002. Em 2005, voltou à atividade de livreiro, com o sebo Avalovara. Sua jornada como autor principiou com o livro de humor “Bombons Recheados de Cicuta”, que mais tarde renegou. Explorou a sonoridade da língua portuguesa, e suas interseções com o tupi-guarani e o iorubá, nos livros de contos que publicou nos anos seguintes. Ganhou o Prêmio APCA de melhor romance de 2010 com Minha Mãe se Matou Sem Dizer Adeus e o Prêmio Jabuti de 2013 com está obra.

“A dor do outro tem para nós a duração do fogo-fátuo.”(16)

Mas neste post especial da LVA, não iremos só conhecer um autor, mas sim dois autores. Um é o proprietário da obra e o outro é o  inspirador do mesmo.

Erasmo de Roterdã (ou Rotterdam, ou Roterdão) foi um humanista e filósofo holandês famoso pelo seu amplo conhecimento, dos mais diversos assuntos ligados a gnose humana, além de um dos maiores críticos do dogma católico romano e da imoralidade do clero. Entre os vários ramos do conhecimento, que interessaram a Erasmo, destaca-se sua dedicação instrutiva das línguas antigas, o que semeou o terreno para o estudo do passado, em particular dos relatos do Novo Testamento e dos primeiros pensadores da Fé Cristã. Inspirados nos clássicos greco-romanos, os intelectuais da época como Erasmo defendiam a exaltação da beleza e do prazer, considerados mais interessantes do que as abstrações da filosofia escolástica. Outras expressões humanas condenadas pela Igreja, como o prazer físico e o bom humor não conflitam com o cristianismo em sua moderna visão. Convites de nobres e atividades acadêmicas levaram Erasmo a viajar pela Europa até sua morte, em 1536, em Basiléia, na Suíça.

Suas obras popularizaram-se pela imaginação e estilo claro e descritivo, e suas sátiras lhe renderam bastantes inimigos. Entre seus trabalhos mais importantes estão:  O Elogio da Loucura (1509); De Duplici Copia Verborum et Rerum (1511); Os Pais Cristãos (1521); Colóquios Familiares (1516-1536); De Libero Arbitrio (1526); As Navegações dos Antigos (1532) e Preparação para a Morte (1533).

O motivo de falar em Erasmo de Rotterdam é simples, em toda essa obra vencedora do Ferreira, o mendigo idolatra, conhece e tem como um "mantra" o nome deste autor do quinhentismo.

“A-hã: Erasmo de Rotterdam. Observador implacável. Nossa trajetória de vida é mesmo inexorável.” (17)

A loucura é protagonista. “O mendigo” é uma leitura delicada, fantasiosa e filosófica, porém bem compreensiva. Não sei se pela condição do personagem de morar pelas ruas da cidade ou pelo fato da loucura.

A loucura por um amor;
A loucura por um autor;
A loucura pelos amigos e companheiro de rua;

Os apelidos que ressoa mais como mantras:
Menino-borboleta;
Mulher-molusco;
N ou Ns;
Maltrapilho acoolotra;

ACABOU-SE, ADEUS


ACABOU-SE, ADEUS - tudo culpa dessa pequena frase, deste bilhete, a narrativa é toda voltada para essas duas palavras, que muda a vida do protagonista.

Contêm várias revelações de desabafos e explanações sobre suas condições e delírios.

“Não ando a trouxe-mouxe pelas ruas da cidade, numa desvairança sucessiva por obra do acaso. Perdendo-a perdi ato contínuo o juízo a prudência o bom-senso” (28)

A realidade é algo sofrido na leitura, doe cada desopressão.

“No anoitecer a sensação de abandono é ainda maior. O frio também. O Medo também... deveriam desinventar para nós esse espaço em que o sol está abaixo do horizonte.” (33)

Mas, o delicioso da obra é a inteligência do escritor em deixar suspense e nada definitivo em cada página;  até o final nunca saberemos se a consequência de cada fato foi loucura, delírio ou foi um acontecimento isolado, uma escolha.

Literatura Verde Amarela  número 5 foi uma leitura devoradora. Como leitora amei poder conhecer, admirar e ter saudade desta obra. Como escritora, que acaba de iniciar sua jornada, fiquei horada de analisar e estudar uma obra com referências literárias cativante e uma escrita peculiar, com um enredo singular.

O Vencedor do jabuti conquistou e encantou-me.  O seu reconhecimento é digno e merecedor.



Leia Mais ››

O Lado Escuro da Madrugada – Roberto Giacundino



ISBN-13: 9788584422050
ISBN-10: 8584422056
Ano: 2017 / Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Pandorga

SINOPSE:
Sandra Garcia é uma jornalista conhecida por seu ótimo faro investigativo. Agora ela se encontra diante da mais intrincada trama de sua carreira: um colega de emissora é assassinado logo após receber um prêmio por uma campanha contra todo tipo de preconceito. Uma abotoadura com uma suástica em relevo é encontrada perto do corpo.

Esse é apenas o primeiro de uma série de assassinatos que desafia a polícia e a própria Sandra, que decide tomar o caso para si e passa a investigar por conta própria. Percorrendo diversos pontos da cidade de São Paulo, acompanhada de três aliados: o irmão da vítima, um suposto pretendente e um jovem hacker, Sandra vai destrinchando cada pista enquanto luta contra seu passado e recebe ameaças de morte.

Com uma trama repleta de suspense, reviravoltas e um final de gelar o sangue, 'O lado escuro da madrugada', é um romance vigoroso que ficará na memória do leitor muito tempo após virar a última página.

***

Roberto Giacundino descobriu desde criança o gosto pela leitura e o prazer de criar e escrever suas próprias histórias. Aos dezesseis anos passou a colaborar para pequenos jornais e periódicos de São Paulo, atuando como colunista de literatura e redigindo reportagens sobre assuntos locais. Formado em Gestão de Recursos Humanos e com MBA em Gestão da qualidade e Produtividade, ocupou diversos cargos de liderança ao longo da carreira. É natural de São Paulo, cidade que serviu de cenário para O lado escuro da madrugada, seu romance de estreia. Mora com a esposa e seus dois cachorros, Marley e Scooby.(Fonte: Skoob)


RESENHA
DEEP WEB
NEONAZISMO
LUNÁTICO

Três assuntos polêmicos que envolvem este romance policial, onde o título pode ter dupla (ou até mais) interpretações.

O romance é bem escrito e editado. Narrador em terceira pessoa, mesmo sendo um observador, às vezes deixa o leitor na dúvida se não é um narrador onisciente neutro.

A edição é caprichosa, fazendo a leitura ficar também fluida, além do simples entusiasmo com o zelo com a arte do miolo.

Sandra Garcia é a protagonista da história. O enredo inicia em uma festa de premiação estilo Hollywood, com  o glamour do artístico, imprensa e tudo que o meio proporciona.

No final da premiação, quando ficam apenas aqueles mais ilustres, o principal fato do livro  ocorre.

Evandro Jordel publicitário premiado por uma campanha contra preconceito, está morto.

Evandro era irmão mais novo de Simão, juntos, administravam uma agência de publicidade bem renomada na alta sociedade, com premiações e reconhecimento.

A campanha premiada, além de preconceito, tinha apelo contra os nazistas. E o mais surpreendente é que, após todo glamour de receber a premiação, antes da sua morte, Evandro comenta com a amiga e parceira Sandra Garcia o atentado que sofreu com um grupo neonazista.

Os neonazistas são adeptos do nazismo da Segunda Guerra Mundial. O nazismo é uma ideologia política racista que emergiu nos anos 20, cujo mentor foi Adolf Hitler. Já o neonazismo é o resgate do nazismo para a atualidade. De acordo com seus integrantes, existe apenas uma raça soberana: a “raça pura ariana”. A partir desse pressuposto, eles são extremamente racistas. De maneira específica, os principais alvos de discriminação são: comunistas, judeus, índios, negros e homossexuais.

E neste ponto, logo no início da leitura, o leitor perceberá que não  se trata de uma obra simples de romance policial com apenas algumas quantidades de mortes e investigações dispersas.

O autor nos surpreende dividindo a obra em três momentos.

Primeiro – Premiação glamurosa seguida de morte;

Segundo – A sofrida vida de Sandra Garcia em Serra Negra, com pai alcoólatra e sem condições financeiras apropriadas para lutar por seus sonhos.

Terceiro – Sandra já consagrada como Jornalista, também recebendo prêmio na mesma noite do assassinato, passando  a detetive teimosa por querer desvendar o mistério da morte de Evandro.

Todo o enredo gira em torno da tentativa de descobrir a morte deste personagem. Os principais personagens são: o Matarazzo, policial experiente que cuida deste caso específico; Ronil ; Elcy Fanny, apresentadora de Talkshow; Rogério Freitas, repórter esportivo; Fábio Guedes, diretor de externas de Sandra.

À medida que os capítulos avançam, fatos novos surgem, mortes surpreendentes ocorrem e o quebra-cabeça da morte de Evandro fica cada vez mais misterioso.

Algumas cenas previsíveis ocorrem, mas é pura brincadeira de bom gosto do autor, proposital, para deixar o leitor bem confuso.

Além do preconceito, neonazismo, alguns outros assuntos polêmicos são tratados nesta obra, como:

DEEP WEB
Segundo o site tecmundo a internet como a conhecemos, também chamada de Surface Web e que compreende sites como o TecMundo e o Baixaki, representa apenas a ponta do iceberg – ou seja, uma porção muito pequena do que a grande rede realmente é. Já o resto da massa de gelo, aquela que está submersa, corresponde à Deep Web, parte da internet que exige métodos específicos para ser acessada e que é capaz de proporcionar certo grau de anonimato para os usuários. A internet que exploramos todos os dias compreende apenas 4% do todo – o restante pertence à porção submersa do iceberg. O uso da Deep Web é bastante variado, e é aqui que reside a polêmica. Por causa da privacidade, muitas pessoas e instituições usam essa rede para compartilhar e hospedar arquivos sigilosos e que não podem estar disponíveis na “internet convencional”. No entanto, o anonimato também permite a proliferação de uma série de atrocidades e coisas bizarras. O comércio de drogas ilegais, órgãos, armas e até mesmo pessoas, além da pornografia infantil e a encomenda de assassinos de aluguel, são apenas alguns dos exemplos.

É destas últimas linhas  que O lada escuro da madrugada tenta explanar. Quem desconhece fica assustado, este “lado escuro” da internet é perigoso ao ponto de ser assustador comentar.
E também somos apresentados aos lunáticos, que são os excêntricos; diz-se de quem tende a divagar ou vive no mundo da lua. Maluco; que se comporta de modo ilógico, sem racionalidade. Indivíduo que é excêntrico ou maluco. (Fonte: https://www.dicio.com.br/lunatico/)
A maestria do escritor com esta obra de estreia  não está somente nos assuntos abordados, na escrita zelosa, mas sim, na forma como conduziu o “desfecho” da história. Portanto, leitores, preparem-se e apreciem com cuidado, pois o final é algo muito inesperado, diante de todo o conteúdo que a obra apresenta.
As surpresas de cada capítulo, a teimosia de Sandra; a revelação de Fábio, os capítulos curtos. Tudo isso influencia o leitor a devorar e se tornar investigador também a cada página do livro.
Para quem aprecia mistério com alta dose de surpresa, essa é uma leitura muito recomendada.

***
Patrícia Brito
www.patriciabritto.com








Leia Mais ››

História do Universo - Edmac Trigueiro


ISBN-13: 9788576795506
ISBN-10: 8576795507
Ano: 2011 / Páginas: 176
Idioma: Português
Editora: Novos Talentos da Literatura Brasileira



Durante muito tempo na história da humanidade, a religião encarregou-se de explicar o sobrenatural. Naquele passado não tão distante, não havia escolha, pois não existia ciência. Assim, a única forma de acedermos as origens do Universo era apegando-nos ao que nos ensinava a mitologia e o que nos legava a religião. Hoje, entretanto, parte deste espaço é ocupado pela ciência.

O crescimento e a consolidação da cosmologia produziram uma enorme gama de textos científicos, que consultamos com o intuito de produzir este trabalho.

Foi muito gratificante descobrir que hoje a ciência já permite que se conte o desenrolar da historia do Universo.
Como somos privilegiados por vivermos na época atual! Lembremo-nos daqueles que subiam nos zigurates, na antiga Babilônia, só para apreciarem melhor o céu, na tentativa de desvendar seus mistérios.

Falando de Livro

Quer um livro inteligente e um tanto polêmico, porém, convincente e sem ser questionável? 

História do Universo

Se for para resumir em uma pensamento, o livro trata dos mistérios da Cosmologia...

"A Cosmologia é a Ciência que estuda o Universo na sua origem, estrutura, evolução e composição. A Cosmologia é estudada desde muito tempo como um esforço humano para tentar entender o Universo nas suas questões de base. A confusão com a Astrofísica se dá pelo fato das duas seguirem caminhos paralelos, mas a principal diferença é que a Astrofísica estuda a estrutura e as propriedades dos objetos celestes." Fonte: http://www.infoescola.com/astronomia/cosmologia/

Antes apresento o escritor,
Foto: Orelha do Livro História do Universo
Edmac Lima Trigueiro passando dos 40 anos e reside com a mulher e três filhos em Fortaleza. É bacharel em Direito, com especialização e mestrado pela Universidade Federal do Ceará. Foi bolsista do BNB (1984-1986), servidor da Justiça Federal (1993-1995), Promotor de Justiça (1996-1999) e Procurador da República (1999); aprovado também nos concursos de Delegado de Polícia Federal (1995) e Juiz Federal (1999). Nas horas vagas, dedica-se à prática de esportes (natação e corrida) e aos estudos das questões fundamentais das origens (do universo, da vida e do homem). É também autor de História do Universo. Fonte: http://www.gruponovoseculo.com.br/autores/edmac-lima-trigueiro.html

Os motivos do autor investir seu tempo, em escrever esta obra, segundo suas próprias palavras,
Foto pág 20
Considero um livro astuto, pois a sua forma de explicar o universo, é por etapas e quase linear, ou seja, com alguns retornos ao passado.

Começa por Aristóteles e muitos outros filósofos são citados logo no início da obra, como Leucipo (séc V a.C.)

"...Tudo o que existe no universo era feito de átomo." (p.24)

Demócrito comparece em seguida e muitas outras referências são mencionadas, sempre referida com uma grande história sobre o assunto.

No primeiro e o mais importante, devido a base que ele proporciona, para toda leitura da obra, é dividido em:
Erro de Aristóteles;
Dalton redescobre o átomo em 1808;
O tamanho do átomo;
O universo é feito de átomo;
A descoberta do próton, do nêutron e do elétron;
A estrutura interna do átomo;
Do átomo clássico ao átomo quântico;
As partículas fundamentais do universo; 
As forças elementares do Universo e as partículas de que as unem;
A partícula fundamental seria uma corda?


É um capítulo base, muito bem explicativo, com escala de tempo dos fatos ocorridos e descobertas. Por isso, é essencial prestar bem atenção nestas páginas iniciais, para compreender o que será relatado nas páginas seguinte.

Já o livro é dividido em:
Prefácio;
Introdução;

O prefácio é maravilhoso, do Cláudio Lens Cezar, professor do Instituto de Física da UFRJ, onde ele  fala da importância da obra, recomendando este, para não só uma simples leitura, mas pra as escolas adotarem como fonte de estudo. E ele com sua grande experiência acadêmica, está correto. Pois cada capítulo, são argumentos estudados, com parâmetros de muita qualidade.

 São:
I - Em busca da partícula elementar do universo;
II - os precursores de Isaac Newton e Albert Einstein;
III - Newton, Einstein e a Teoria Gravitacional;
IV - Newton e Einstein: um olhar pessoal
V - A composição do Universo;
VI - A origem do Universo;
VII - Em busca de uma teoria final de tudo
VIII - Somos especais?

Uma obra pesquisada e até mesmo fundamentada, orientada e recomendada para estudos em escolas bases, mas não deixa de ser polêmica, principalmente aos religiosos extremistas, que resolverem querer lê-lo.

É preciso maturidade e mente aberta, para apreciar a obra com sapiência pra vida e surpreender-se com os argumentos e comprovações registrados.

Em particular, (não sou fã de colocar meu lado pessoal, mas este livro mexeu um pouco comigo, por isso irei deixar registrado minha reação intrínseca com a leitura) por ser religiosa e espiritualista, acreditando em uma força superior movendo o Universo, apreciei a obra como um conhecimento e mesmo espantada ou não, aceitando alguns trechos, apenas amei o discernimento desta leitura

"Nossa espécie cresceu e evoluiu há alguns milhares de anos em um lugar com características bastante singulares no Universo e que não se repetem em nenhum um outro local. Vivemos, aqui na Terra, no fundo de um oceano de ar e, se, de alguma forma, a gravidade de nosso planeta fosse "desligada", as moléculas da atmosfera se dispersariam e desapareceriam da vizinhança da Terra." (159)


Esse trecho tem olhar físico e cientifico. E vai de cada leitor aceitar e interpretar a obra lida. Para este trecho, meu olhar é mais espiritual e Fé "É Deus, é força superior", algo muito maior que todas comprovações da ciência físicas. 

Um livro que recomendo ler de mente aberta, por conhecimento e curiosidade. Uma fonte rica de estudos com a ciência. Linguagem simples, informativa, explicativa, leitor de 17 aos 80 anos irão aprecia-lo sem dificuldades.

É uma leitura para todos, não importando idade, crenças ou nível de conhecimento, pois este é alicerce da sabedoria e não somente para os estudiosos e entendedores do assunto. 


By: Patrícia Brito
Escritora

Leia Mais ››


© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo