ACADEMIA TEIXEIRENSE DE LETRAS – FABIANA PINTO

Recebendo o Prêmio Castro Alves de Literatura 2018

Fabiana Pinto
é professora, escritora e titular da Cadeira 20 da Academia Teixeirense de Letras (ATL), cuja patronesse é a saudosa Geny Abutrabe Guerra Pessoa.

Ela é natural de São Paulo, mas vive em Teixeira de Freitas desde o final dos anos 80, onde concluiu os estudos, inclusive graduando-se em letras pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e tornando-se professora dos ensinos fundamental, médio e superior, nas redes privada e pública de ensino.

O contato de Fabiana com a leitura e, portanto, com os livros remete à infância, quando frequentava a Biblioteca Hans Christian Andersen, no Tatuapé, na capital paulista, bem em frente ao restaurante da família.

O nascimento de sua filha Pérola, em 2004, marcou a publicação das primeiras crônicas de Fabiana Pinto nas redes sociais. Isso é mais que coincidência, uma vez que Pérola se tornaria personagem de algumas das tantas histórias infantojuvenis escritas pela mãe escritora.
Pérola e Fabiana Pinto, filha e mãe 
Mas aquilo que não passava de hobby tornou-se uma questão de vida ou morte, digamos assim, quando Fabiana se descobriu portador de lúpus, enfermidade autoimune, em estado avançado. A partir daí escrever deixou de ser passatempo para virar uma necessidade de fazer frente às dificuldades impostas pela doença.

O ato de escrever passa a ser, enfim, o “momento de gritar seus sentimentos e dizer, sem pudor nem medo, aquilo em que acreditava, falar sobre a vida em todos os seus aspectos, permitindo-se emocionar, gritar, chorar, silenciar, acordar e adormecer”.

Assim, em 2011, sua estreia na literatura aconteceu duplamente com a publicação dos livros “Do amor à sabedoria” e “Uma dose de amor, por favor”, ambos de crônicas.

Inspirada pela filha, em 2012, Fabiana publicou seu primeiro livro infantil intitulado “Pérola e suas amigas vencendo os medos”. Em 2015 e 2016, a autora seguiu com a temática infantil publicando “Pérola e a lua do mar” e “Saberdolândia”. Reuniu também crônicas em “Coração Bordado de Flor”.

A propósito de “Saberdolândia”, Almir Zarfeg escreveu: “Aqui, magistral e intencionalmente, Fabiana brinca com a tradição dos contos de fadas e/ou fabular, dialogando com La Fontaine...”

A confreira ainda é autora das obras inéditas “Pérola se aventura em Cumuruxatiba” e “Eldorado”, que devem sair em papel em breve.

Graças à sua dedicação e talento, Fabiana vem conquistando prêmios aqui e acolá. Em 2013, por exemplo, ela recebeu duas menções honrosas pelas crônicas “Dá-me tua mão” e “O menino e a pipa”, concedidas pela Associazione Culturale Ennio Flaiano e pela Pensieri in Parole, respectivamente.

Em 2014, também na Europa, foi premiada na França e na Espanha. No Brasil, brilhou no Prêmio Castro Alves de Literatura, edições 2017 e 2018, com as crônicas “Recanto” e “A vida é de repente”.

Para a autora, escrever é um exercício que conjuga esforço, disciplina e prazer ao mesmo tempo. Segundo ela, o texto nasce com as palavras “caindo no papel como se fossem lágrimas, dançando à minha frente, risadas desgovernadas saltam do meu peito, sons querendo gritar”.

E conclui: “São tantos os ais da alma transformados em períodos que fica praticamente impossível sem a tal folha de papel”.
                                                 ***
PRESIDENTE DA ACADEMIA TEIXEIRENSE DE LETRAS - SABER MAIS
                                                 ***
                                                                                   BY:
SABER MAIS



Quais as alternativas de compras para um bom leitor? – Cupom Válido – Patrícia Brito


O Brasil é um país que não lê porque o livro é caro ou é caro porque é um país que não lê? Seja como for, os brasileiros leem pouco — apenas um livro por ano de forma espontânea. (O americano lê, pelo menos, seis.) O problema é cultural, sem dúvida, mas o preço dos livros atrapalha ainda mais.” (Pequeno Guru - http://www.pequenoguru.com.br/2013/03/os-5-melhores-sites-para-comprar-livros-no-brasil/)
O preço, a falta de incentivo do Poder Público e, mais ainda, a falta de estímulo da própria sociedade, quando acham que ler é falta de tempo, ou não tem tempo.
“Acredito que as pessoas que não leem não tiveram o devido exemplo ou incentivo durante sua infância e adolescência. Porém, nunca é tarde. A vontade de ler arrebata quando o livro certo encontra a pessoa certa (e vice-versa)”. Cilene Resende – Leitora Compulsiva e Advogada.
Cilene é Leitora compulsiva, advogada e mãe. Com uma rotina agitada, ler, para ela, é um hábito natural e acha que exemplo é essencial para que esse hábito nobre ganhe seu tempo na rotina peculiar. Profissionais da área também têm uma certa repulsa quando esse tema é abordado.
“São pessoas que vivem no senso comum, infelizmente.”Priscila Goes – Letróloga e Escritora.

"Posso dizer com propriedade que as pessoas que não leem são as que mais tem dificuldades nas tarefas básicas. Quem lê interpreta melhor, fala melhor, escreve melhor, tem maior senso crítico. Pode parecer clichê, mas trabalho com isso diretamente e quem lê se sobressai o tempo todo, em diversar áreas do conhecimento. E quando realmente nos dá prazer, sempre encontramos tempo para ler" - Cristina Daitx
É fato que a cultura individual prejudica a rotina de um futuro novo leitor, mas quando o assunto mexe com o bolso, vêm novas revoltas e muitas alternativas.
“É preciso lembrar que o Brasil é um dos países onde livros custam mais baratos, devido à isenção de diversos impostos desde à impressão até o papel. Mas quando um título passa dos R$50,00 nas livrarias podemos recorrer a site de cousing, sebos, sites como Amazon que façam muitas promoções, e principalmente – o que as pessoas têm esquecido – lembrar que existem bibliotecas públicas!” Cilene Resende – Leitora Compulsiva e Advogada.
 Existem aqueles que usam os benefícios da era digital para o vício.
"A leitura é muito importante para mim, mas realmente os preços altos das livrarias impede que as pessoas leiam mais. Geralmente não compro livros nas papelarias, compro mais na internet, onde os preços são mais razoáveis. E leio muitos livros digitais, e não me incomodo nem um pouco com eles. No meu caso, o leitor de livros digitais foi um excelente investimento". Cristina Daitx
“Costumo comprar e-books que são mais baratos” Priscila Goes – Letróloga e Escritora
Claro! Além da era digital, existem vários sites com promoções, sejam relâmpagos; de alguns dias; ou até as mais longas, de semanas. Existem até aqueles sites que tem dias e mês certos para as ofertas.

Os leitores compulsivos sempre esperam e ficam atentos. Alguns fazem sua poupança, na esperança de comprar aqueles livros desejados, que sempre têm valores altos.
A realidade é que diante de um momento de crise, este que o país atravessa, a alternativa é sempre saber o momento correto para comprar ou escolher o melhor caminho para o objeto tão desejado.

Então qual seria a melhor alternativa?


O CupomValido é uma ótima alternativa para os leitores compulsivos e/ou compradores de plantão.

Ele é um site que engloba promoções e cupons de desconto com o propósito de facilitar a economia em compra online.

Em julho de 2017, o CupomValido entrou na lista dos sites como um dos melhores sites para compras gratuitas.

O site é totalmente seguro, pois apenas divulgam as promoções e cupons, a compra em si é sempre feita diretamente no site da loja que o comprador escolhe.

E o mais importante, todos os cupons são gratuitos e não precisa nem de cadastro para utilizar.

Ao acessar o site, percebemos a qualidade do seu trabalho. São infinitas empresas ligadas, para todos os gostos. Ao clicar na loja escolhida, é possível ter acesso ao cupom sem mais nenhum mistério.

Para os leitores, encerro com dicas de cupom específico, para alimentarmos nosso vício sem mistério.

SARAIVA CUPOMVALIDO - Clique Aqui

           By:
Saber mais


Beija-flor. Priscila Goes



Faceira, cheia de cor, sorriso gaiato,
Contente igual beija-flor

Simplória 
Sem pressa, com ritmo e destreza
Sorrindo espanta a tristeza
Alcança vitória

Caminhando com energia, gratidão, alegria
Junto a estrela-do-norte
Na conquista da sorte 

Clique e conheça a autora




É Proibido Sorrir - Esther Lya


O sorriso de uma mulher representa uma ameaça, pois é considerado uma poderosa arma de sedução. Quando uma mulher é flagrada sorrindo, os Vis, soldados do governo, costuram seus lábios em praça pública, para que sirvam de exemplo.

Viagens na Ficção
ISBN-13: 9789895164660
ISBN-10: 9895164661
Ano: 2016 / Páginas: 212
Idioma: português
Editora: Chiado Editora


Sinopse:
Baingani vive há século num sistema, a Política Vermelha manda e ponto final. Mas embaixo da sua cidade, embaixo da Praça Vermelha que já viu tanto sangue, embaixo das pessoas que já ouviram tantos gritos de tortura, se encontram os túneis. Túneis tão secretos quanto seus donos e a origem das Políticas. E são nesses túneis que se encontram as respostas. É em cada símbolo azul, que se encontra a resistência que lutará pela liberdade.

Em um mundo onde homens lideram, o que você fará? O que fará quando está confinado à uma Política Vermelha, onde o mais simples ato de sorrir é completamente proibido?

Resenha:
Layla, Joanne e Brandon vivem em uma cidade comandada pela Política vermelha, ou seja, comandada pelos homens. Ali, as mulheres são completamente submissas às ordens de seus donos, que têm autorização de seu líder para fazer com elas tudo que for necessário para que sejam obedientes. Isso inclui violência física, tortura, e o pior de tudo, o que elas mais temem, tornar-se uma Costurada. Isto porquê, a mulher é proibida de sorrir. 

O sorriso de uma mulher representa uma ameaça, pois é considerado uma poderosa arma de sedução. Quando uma mulher é flagrada sorrindo, os Vis, soldados do governo, costuram seus lábios em praça pública, para que sirvam de exemplo.

 Brandon, que é filho do suposto líder da política vermelha, não se conforma com a vida que as mulheres levam, não suporta assistir os atos de violência de seu pai contra sua mãe, e tem esperanças de um dia reencontrar Joanne, seu primeiro amor, que foi vendida por seu pai. Quando Brandon completa a idade para ir até o mercado e comprar uma mulher, ele tem esperança de encontrar Joanne. Porém, isso não acontece, e ele acaba comprando Layla.

Layla ama Leonard, e Brandon amam Joanne, e os dois tornam-se parceiros na luta pela liberdade das mulheres ao lado da Política Azul, o partido que luta pela igualdade dos direitos entre os gêneros.

O que eles não imaginavam é que seu companheirismo e amizade se transformaria em amor. Mas no dia em que ele a pede em casamento, Joanne reaparece em sua vida, e agora Brandon terá que provar a Layla que é com ela que ele quer se casar. Além disso, os dois estão prestes a descobrir que Layla é uma peça fundamental na luta para a libertação de todas as mulheres que sofrem com este terrível regime de opressão.
Sobre a autora:

Esther Lya é natural de Porto Alegre, mas sempre viveu em Torres, no Rio Grande do Sul. Os livros sempre fizeram parte de sua vida e, assim, começou a escrever. Influenciada pelos livros de Harry Potter, escreveu suas primeiras fanfics. Aberta a sugestões, sonha em inspirar pessoas por meio de seus textos e usar a literatura como ferramenta de transformação.

***

                                                                                      BY:


Receita de amor - Priscila Goes



A paixão é traiçoeira
Boa até passar uma rasteira
Queima feito brasa, 
e corrói como uma traça

Machuca o coração
Pra sarar é um tempão
Dói feito castigo
Coloca gelo, faz curativo 

É sentimento arredio, vendar os olhos é do seu feitio
pra virar amor só tem um jeitinho 
Ir cuidando de mansinho 

Usa o tempo como aliado e não o deixa desraigado
Coloca os pés no chão
É lidar com carinho, paciência e atenção 


ACADEMIA TEIXEIRENSE DE LETRAS – CÁSSIA OZ


Recebendo Prêmio Castro Alves de Literatura

Maria de Cássia Pereira Sousa Dias ou, simplesmente, Cássia Oz.

Ela ocupa a Cadeira 28 da Academia Teixeirense de Letras (ATL), cujo patrono é o saudoso José Henrique dos Reis.

Natural de Itanhém – especificamente do distrito de Batinga, na divisa entre Bahia e Minas –, Cássia Oz e seus familiares vivem em Teixeira de Freitas/BA há muitos anos. Aqui, além de esposa e mãe, ela atua como educadora e poeta.
"Via Vida", de Cássia Oz
Seu livro de estreia – “Via Vida” – acaba de sair pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores (CBJ), do Rio de Janeiro. A obra reúne cerca de 80 poemas que a acadêmica produziu nos últimos anos. Ela marcou presença também no volume II da antologia “ATL em Verso e Prosa!”, de 2017.

Há um bom tempo, contudo, poemas de sua autoria vêm sendo publicados na internet, como no portal teixeirense “Tirabanha” e nas redes sociais, como na página pessoal da poeta no “Facebook”.

Os poemas da confreira “Sou Frida” e “Ausência” figuram entre os vencedores do Prêmio Castro Alves de Literatura, versão interna, edições 2017 e 2018, respectivamente.  Realizado pela ATL, o concurso literário premia tanto os membros (versão interna) quanto o público em geral (versão externa).

A frase “Viver é estar posto diante de fronteiras” expressa um pouco da estupefação que Cássia Oz sente diante do mundo e da vida:

“Do muito que te quero
Não me sobra outro querer

Do muito que te lembro
Não me sobra outro lembrar

Tenho-te tão aninhado
Tão diluído e dento
Que pouco me sobra de mim.
Eu em ti, um não lugar”

[In: Via Vida, poema “Não lugar”]

***
                                                                                    BY:
Saber mais - Clique Aqui



Dias de Despedida - Jeff Zentner

"[...]Quando os corpos de seus três únicos e melhores amigos são resgatados do acidente que tirou suas vidas, ela estava lá, no telefone do Mars, seu amigo que estava dirigindo[...]" 
ISBN-13: 9788555340635
ISBN-10: 8555340632
Ano: 2017 / Páginas: 392
Idioma: português
Editora: Seguinte
Sinopse:
"Cadê vocês? Me respondam."
Essa foi a última mensagem que Carver mandou para seus melhores amigos, Mars, Eli e Blake. Logo em seguida os três sofreram um acidente de carro fatal. Agora, o garoto não consegue parar de se culpar pelo que aconteceu e, para piorar, um juiz poderoso está empenhado em abrir uma investigação criminal contra ele. Mas Carver tem alguns aliados: a namorada de Eli, sua única amiga na escola; o dr. Mendez, seu terapeuta; e a avó de Blake, que pede a sua ajuda para organizar um “dia de despedida” para compartilharem lembranças do neto. 

Quando as outras famílias decidem que também querem um dia de despedida, Carver não tem certeza de suas intenções. Será que eles serão capazes de ficar em paz com suas perdas? Ou esses dias de despedida só vão deixar Carver mais perto de um colapso — ou, pior, da prisão?

Resenha:
Uma simples mensagem de texto, enviada aos amigos, e que gera consequências que Calver jamais poderia imaginar. Quando os corpos de seus três únicos e melhores amigos são resgatados do acidente que tirou suas vidas, ela estava lá, no telefone do Mars, seu amigo que estava dirigindo. Uma mensagem inacabada, uma resposta à mensagem enviada por Calver: “Cadê vocês? Me respondam”. Mas essa mensagem ficou sem uma resposta. E Calver terá que lidar com todos os fatos que sucedem esse acontecimento. A solidão, a culpa, um processo criminal, ataques de pânico e dor. 

Uma imensa dor que parece que nunca vai abandoná-lo. Porém, ele tem que ser forte pela vovó Betsy, ser forte por Jesmyn, e por todos os outros familiares, que o culpam, mas que somente encontrarão as respostas que os farão seguir em frente em Calver, e nos dias de despedida. Os dias de despedida que também ajudarão Calver a amenizar a dor, para que também consiga seguir em frente. E para isso ele contará com o apoio de Georgia, com o apoio de seus pais, e com o apoio que vai além de uma relação profissional que ele estabelece com o Dr. Mendez, seu terapeuta. 

Eles têm muita coisa em comum, muito mais do Calver possa imaginar. E os dois aprenderão juntos que a dor nunca irá passar. Mas que dia após dia, eles continuarão a viver, e lidar com a imensa saudade, da melhor maneira possível. E sempre lembrando de seus amigos, e de fatos e ações, que nunca poderão mudar.
Sobre o autor:
JEFF ZENTNER começou escrevendo músicas. Cantor e guitarrista, já gravou com Iggy Pop, Nick Cave e Debbie Harry. Passou a se interessar pela literatura jovem adulta depois de trabalhar como voluntário em acampamentos de rock no Tennessee. Morou no Brasil por dois anos, na região da Amazônia, e hoje vive em Nashville com a esposa e o filho.

***
                                                                                                               BY:
Saber mais - Clique Aqui



SORTEIO - LIVROS MULHERES EM CENA

DOIS LIVROS UM VENCEDOR

CONHECENDO AS AUTORAS DO LIVRO SORTEADO


"[...] minha poesia é a tradução dos meus sentidos, é um dos corpos que uso para a manifestação da minha alma [...]" Lara Braga
Logo no início do seu livro, tem um poema em homenagem a sua irmã. Junto com Nara você também tem o projeto “Mulheres em Cena”. Fale um pouco de como nasceu o projeto e como é ter a irmã como parceira?
LB: Há alguns anos, iniciamos de forma paralela e individual, processos de autoconhecimento e despertar de consciência (nada combinado, pura coincidência, rsrs). A Nara iniciou um projeto de produção de espetáculo para sua filha bailarina, daí começou a elaborar projetos, produzir incessantemente, ideias foram surgindo e começou a escrever, a escrita se intensificou e acabou escrevendo dez novelas sobre mulheres, com profissões diferentes, nesse mesmo período eu escrevia poesia incessantemente. Mas não tinha pretensão em publicar, achava que um dia o faria, era remota para mim essa ideia. Até que um dia, ela disse: vamos publicar juntas, vamos unir essas Mulheres em Cena com a sua poesia e vamos além dos livros, vamos dar vida e transformar isso num projeto de empodramento, eu claro, disse: está louca? Mas quando a Nara decide, nada é capaz de a impedir e estamos aqui. É para mim uma alegria e uma honra, ter minha única irmã como parceira de profissão e de ideal de vida. Trocamos e nos acrescentamos no projeto e na vida.

“Mulheres em Cena” é um projeto idealizado e criado que engloba publicações de livros, realizações de eventos presenciais e online, assim como ações nas redes sociais, sempre com o propósito de propiciar a discussão e o fomento de questões relativas ao "feminismo" neste momento tão especial de afirmação da igualdade de gêneros no mundo atual. Fale um pouco dos projetos em andamento e agenda “Mulheres em Cena”? E quais são os novos projetos a caminho?
LB: O projeto Mulheres em Cena tem a intenção de, através da literatura e de suas ações provocar o despertamento e a reflexão sobre a força da mulher e sua capacidade de realização, queremos que a nossa experiência de autodescoberta e de empoderamento inspire outras mulheres nessa busca. Todas as ações do projeto são elaboradas com esse propósito. No momento, estamos em fase de lançamento de novos exemplares da coleção, o novo livro de poesia, “Em poder” está trazendo um espetáculo dramatizado, com roteiro de poesias reunidas do próprio livro, para abrir falas de debates, trocas e a aproximação do nosso público conosco e com a nossa história. Nossa agenda está sempre organizada junta as festas e eventos literários e encontros para o fomento de nossas ideias. Para o futuro, temos muitas possibilidades, incluindo movimentações através de nosso canal no You Tube.

Qual o público de “Mulheres em cena”? Para quem vocês querem falar?
LB: Aquela mulher que sonha com a busca da felicidade, que sabe que existe algo além do que ela alcança, mas não consegue acreditar ser capaz de romper com a “realidade” para chegar nesse ideal. Queremos despertar nessa mulher a crença de que ela pode tudo aquilo que existe dentro dela, que sonhos são possíveis e que nós acreditamos e conseguimos, todas também podem.
Lara Braga no lançamento do seu mais novo livro poético
Em muitos poemas, de sua autoria, encontramos versos em tom de desabafos, com sutileza das palavras. Você tem a poesia na sua vida como “alma desabafando” ou é algo mais estudado, letrado, técnico?
LB: Não, não há estudo ou técnica na minha escrita, é mais isso mesmo, “alma desabafando” rsrsrs, minha poesia é a tradução dos meus sentidos, é um dos corpos que uso para a manifestação da minha alma. No livro novo, “Em poder”, tem um poema intitulado “Eu e a escrita”, em que inicio com os seguintes versos: “Meus poemas são feitos de poesia/ Fractais, disformes/ Empilhados para dizer a vida”. É isso!

Quais projetos autorais em andamento?
LB: A coleção completa será composta por dez volumes, sendo cinco de poesia e cinco de contos longos. Já publiquei dois, então sigo com o projeto para publicar os próximos. Além de poeta, também sou ensaísta, e estou trabalhando num projeto individual, um livro de ensaio, que também trará a temática feminina.

Fale dos seus gostos de leitura. E quais descobertas que lhe encanta na literatura contemporânea?  
LB: A poesia claro, é minha preferência, gosto muito de poesia concreta e da poesia que compõe a música. Atualmente, a poesia falada, os movimentos dos Slans, tem me saltado o coração. A verdade trazida da alma desses artistas, devem ter um espaço significativo nesses tempos de transformação. Entendo e reafirmo a importância da academia, mas acredito que é chegada a hora de nos alimentar igualmente dessa arte que nos iguala e nos provoca verdades!

***

"Olhar o mundo com emoção, observar as pessoas com carinho, meditar pensando na luz que somos um para o outro. Assim, a minha escrita segue, trilhando no mundo imaginário, de personagens que me encantam e paralisam". Nara Tosta
Seu livro fala de duas mulheres com problemas sérios e comportamentos impulsivos. Como foi construir personagens em enredos tão delicados?
NT: A minha primeira ideia era escrever sobre mulheres com profissões, vida e trajetória diferentes. Mas no decorrer desse processo fui me deparando com sentimentos dolorosos das personagens, e a maior angustia era perceber que mulheres reais vivenciam esse comportamento dramático na maioria das vezes calada, vibrando na culpa. Então, senti a necessidade de explorar esses questionamentos e desejos necessários a todos nós. E por que não permitir essa dor, vivenciando a liberdade com intensidade?

O que te influência na arte da escrita?
NT: Olhar o mundo com emoção, observar as pessoas com carinho, meditar pensando na luz que somos um para o outro. Assim, a minha escrita segue, trilhando no mundo imaginário, de personagens que me encantam e paralisam.

Como foi sua transição (entrada) no mundo autoral?
NT: De forma bem inusitada! Em 2012 produzi um evento no dia Internacional da Mulher, onde seria Mestre de Cerimonia, e desejava abrir o evento com um texto incentivador. Escrevi algo simples, e foi um sucesso, (rsrs). Logo depois iniciei outros textos que quando me dei conta era uma trilogia, um romance. Mas queria algo impactante, então surgiu a ideia das 10 mulheres, do Projeto Mulheres em Cena, junto com Lara.
Escritor tira férias? Como é sua rotina de escrita?
NT: Não tiro férias, mas me permito não escrever durante uns dias. Mas na verdade é quase impossível, pois as ideias ficam martelando, e tenho que pelo menos rascunhar para aliviar a mente, (rsrs). A escrita é meu combustível!

Quais são os novos projetos autorais?
NT: Tenho ainda 8 mulheres do Projeto Mulheres em Cena para publicar, em outubro apresento Sofia Psicóloga e Rebeca Médica. Tenho um romance pronto esperando o momento de libertá-lo. E como celebrante de casamento, tenho um Projeto bem desafiador, lançar um livro de minhas celebrações personalizadas, na qual conto a história do casal em “era uma vez”

Fale dos seus gostos de leitura. E quais descobertas que lhe encanta na literatura contemporânea?
NT: Como contadora de história, amo os contos de tradição oral, eles são ricos em sentimentos e emoções, minha paixão. Gosto de muito de Balzac, Virginia Woolf, entre outros. A literatura contemporânea encanta, seduz, e o desejo é ler todos, (rsrs), mas infelizmente não é possível, no momento estou curtindo Chimamanda Ngozi Adichie. 

***
Estes dois livros estão  esperando um leitor vencedor.

Para participar dos sorteio segue 

REGRAS DO SORTEIO

Para PARTICIPAR
4. Sorteio pelo aplicativo YES GANHEI Link - https://www.yesfb.com/promocoes/144432
5. Não pode marcar loja, fake e pessoas famosas;

6. Residir no Brasil, em endereço a que o Correio chega.
ATENÇÃO: 

Todas as regras serão conferidas por Leituras Plus e autoras dos livros;
ganhador que não seguir, sem anúncio será elaborado outro sorteio - até chegar ao vencedor e seguidor de todas as regras

SORTEIO

1. Começa dia 09/09/2018;

2. O sorteio ocorre 16/09/2018 pelo aplicativo YES GANHEI

3. O vencedor terá 24 horas para entrar em contato e enviar o endereço completo ao email: leiturasplus@gmail.com

4. Caso o Vencedor não entre em contato, dentro do prazo, ocorrerá um novo sorteio sem avisos;

ENVIO


1. Morar no Brasil

2. Leituras Plus enviará os livros e brindes surpresas no prazo de 30 dias;

3. O vencedor será informado do envio e código de rastreio.

4. Leituras Plus não responsabiliza por informações errada de endereço, extravio ou má condução dos correios.

LIVROS E BRINDES:

     
* Livro 1: Em poesia - Lara Braga. Resenha Clique Aqui
* Livro 2: Maria Isabel & Soraia - Nara Tosta. Resenha Clique Aqui

Marcadores




BOA SORTE!
Att.
                                                                                       BY:
Saber Mais



© BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: MARY DESGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo