TEMPO DE REGRESSO - Kristin Hannah


Resenha por Thaisa Salvador

Olá meus amados, hoje estou aqui para comentar a respeito da mais recente obra da autora Kristin Hannah, o livro “Tempo de Regresso”, título original “Between Sisters”. Considero-me até mesmo suspeita para falar, pois sou fã, apaixonada pelas obras da autora, que sempre tratam de temas relevantes, conflitos amorosos e familiares, temperados com muita intriga e certo mistério. Essa obra não é diferente, Kristin Hannah coloca em jogo toda sua habilidade na construção dos personagens e sua característica pitada de humor em uma história emocionante.

Como de costume, corri para ler o livro assim que foi lançado, e não me decepcionei em nenhum momento. Narrado em terceira pessoa, a autora nos traz a história das irmãs Meghan Dontess e Claire Cavenaugh, ambas marcadas pelos traumas criados pela mãe, uma atriz decadente, egocêntrica e carente, que nunca se esforçou para dar às filhas qualquer demonstração de carinho e amor materno. Meghan, mais velha, encarregou-se de cuidar da irmã Claire e encontrando-se totalmente sozinha e abandonada pela mãe, procurou o pai de Claire, que sequer sabia da existência da garotinha, no entanto prontamente veio em seu socorro.

Meghan jamais sentiu-se a vontade com a situação de viver sob os cuidados do pai de Claire - que não era seu pai, o qual nunca chegou a conhecer- tornou-se uma jovem revoltada e seguiu seu próprio rumo sozinha, deixando a irmã, o que gerou grande dor para ambas. Meghan tornou-se uma advogada competente, perspicaz e implacável, especializando-se em divórcios, defendendo suas clientes de forma fria e calculista. Meghan teve um casamento fracassado, traumatizada, desacreditada do amor, aplacava sua dor e carência com noites de bebedeira e parceiros aleatórios, sem qualquer envolvimento emocional.

Assim, no início da narrativa podemos delinear a personalidade das personagens, cheias de carisma (até mesmo Meghan) e aos poucos vamos juntando os quebra cabeças e somos surpreendidos por revelações bombásticas. Uma boa dose de romance e drama, todavia sem excesso.

No entanto o destino viria a unir as duas irmãs novamente, o laço indestrutível de amor entre as duas será a peça chave na vida de ambas. A autora aborda temas difíceis e dolorosos, como a rejeição, a doença, a relação entre mãe e filha, pai e filha, entre as irmãs, o amor verdadeiro entre homem e mulher e a força que a conexão real com outro ser humano traz e que sem dúvidas salva nossas almas, tudo isso com muita leveza, momentos cheios de humor e muito sarcasmo da parte de Meghan.

É uma leitura muito prazerosa e fluida, assim como todos os outros livros da autora, que tem a capacidade e sensibilidade peculiar de abordar temas complexos e acertar na medida, sem banaliza-los. Recomendo fortemente, e já prepare o coração e o lencinho porque Kristin Hannah realmente caprichou. Beijos e até mais!!!

Resultado de imagem para Autora: Kristin Hannah
AUTORA

KRISTIN HANNAH é autora de mais de 20 livros, que foram traduzidos para 40 idiomas e venderam 15 milhões de exemplares no mundo. Ela largou a advocacia para se dedicar à sua grande paixão: escrever. Pela Arqueiro, publicou A grande solidão, O Rouxinol, As coisas que fazemos por amor, As cores da vida, O caminho para casa, Amigas para sempre e Quando você voltar. Kristin tem um filho e mora com o marido no noroeste dos Estados Unidos e no Havaí. www.kristinhannah.com

O LIVRO

Meghann Dontess é uma mulher atormentada pela tristeza e pela solidão, e não consegue lidar com a difícil decisão que tomou na adolescência e que a fez perder tudo, inclusive o amor da irmã. Advogada de sucesso, trabalhando com divórcios, ela não acredita em relacionamentos – até que conhece o único homem capaz de fazê-la mudar de ideia.

Claire Cavenaugh está apaixonada pela primeira vez na vida. Conforme seu casamento se aproxima, ela se prepara para encarar a irmã mais velha, sempre tão dura e arrogante. Reunidas após duas décadas, essas duas mulheres que pensam não ter nada em comum vão tentar se tornar algo que nunca foram: uma família.
Sensível e divertido, Tempo de regresso fala sobre os erros que cometemos por amor e as dores e as delícias que apenas irmãs podem compartilhar.

  • Capa comum: 336 páginas
  • Editora: Editora Arqueiro; 
  • Edição: 1 (9 de setembro de 2019)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8530600045
  • ISBN-13: 978-8530600044


NOVE DESCONHECIDOS - LIANE MORIARTY

Este é o mais recente livro da autora Liane Moriarty, que particularmente adoro, pois tem uma escrita instigante e suas obras têm enredos repletos de suspense e acontecimentos curiosos, inimagináveis, muitas vezes trágicos e que giram em torno de acontecimentos do nosso cotidiano. 

Posso dizer que estava muito curiosa a respeito desse no livro da autora, cuja temática fugia um pouco do habitual, no entanto achei que já sabia o que esperar da leitura e confesso que novamente Liane Moriarty conseguiu me surpreender, havia lido algumas críticas negativas a respeito do livro, contudo o livro me agradou bastante.

A narrativa começa com a quase morte da executiva Masha, descrita como uma mulher de meia idade, acima do peso e com bolsas cor-de-rosa embaixo dos olhos nitidamente verde-água, o cabelo castanho e fino preso em um coque baixo, pequeno e triste. Fumava muito, tinha a saúde gravemente comprometida pelas horas intermináveis de trabalho, estava doente devido ao ambiente corporativo. Teve uma síncope, seu coração parou, viu a morte bem de perto.  

No entanto Masha “renasceu”, abandonou a vida coorporativa, mudou o estilo de vida, sua imagem, seu corpo, se tornando uma verdadeira beldade, e abriu um spa de bem estar, adotando métodos pouco convencionais para cura de seus hóspedes. 

A promessa da Tranquillum House são dez dias de desintoxicação daquilo que está contaminando a sua vida e os resultados costumam ser pessoas transformadas em melhores versões de si mesmas. É com esse objetivo que nove pessoas – Frances, Ben, Jessica, Lars, Napoleon, Heather, Zoe, Carmel e Tony - iniciam as suas estadias.

Neste contexto, temos um grupo de pessoas que não se conhece, com diferentes idades, com traumas diversos, frustações e diferentes tragédias pessoais, em busca de conforto e escape da realidade no spa de Masha.

A autora faz de seus personagens uma verdadeira miríade de angústias e aflições: o casal que já não se reconhece mais, a profissional que já não tem o sucesso de antigamente, a mulher que foi deixada pelo marido e ficou obcecada com sua aparência e os pais que perderam o filho são alguns dos exemplos. Em alguns momentos os relatos dos personagens são chocantes e causa um desconforto profundo nos colocarmos no lugar dos mesmos, sentindo seu pânico, desespero e tristeza profunda.

 Liane consegue explorar com maestria as válvulas de escape utilizadas pelos personagens, a negação, as comidas reconfortantes, o álcool, as redes sociais, o que faz com que qualquer leitor possa se identificar com um aspecto da experiência do grupo: a privação dos nossos pequenos vícios diários. Criamos hábitos que nos entorpecem, que nos permitem fugir da realidade, o que nos leva a uma espiral, muitas vezes de pensamentos destrutivos, por querer fazer com que os outros tenham uma impressão de nós que não condiz com a realidade, com nosso caráter, nosso verdadeiro eu.
“Jéssica não conseguia se livrar da sensação de que, caso não registrasse aquele momento com o celular, significaria que aquilo não teria acontecido de verdade; não contava, não era a vida real.” (MORIARTY, 2019, p. 142)
O narrador onisciente, sempre em terceira pessoa, nos dá a cada capítulo a visão de um personagem, sem por isso deixar de lado os demais. Em “Nove Desconhecidos” não há coadjuvantes. Todos desempenham papel de protagonista em um momento ou em outro. Cada um deles traz uma história e aos poucos vamos nos conectando a cada uma. De um jeito ou de outro, todas elas funcionam e impressionam muito, pois todas são verossímeis.

Neste livro a autora se reinventa e mostra uma faceta que não transparece seus outros livros, habilmente consegue prender o leitor durante toda a narrativa, fugindo do ambiente do núcleo familiar que nos acostumamos a ver em seus outros livros, o que causou estranheza para muitos, no entanto não me desagradou e foi uma leitura muito prazerosa que indico fortemente, como de costume os personagens são complexos, enfrentam dramas pessoais muitas vezes capazes de dilacerar qualquer ser humano, como a morte de um filho sob as circunstâncias mais trágicas possíveis.

Enfim, é uma jornada intensa e transformadora sobre como somos capazes de nos reiventar e nos libertar, ressurgindo das cinzas. Sempre há esperança, sempre há um recomeço, e somos detentores de uma força que desconhecemos até sermos obrigados a recorrer a ela. Embarque nessa aventura, lições valiosas te esperam. 
***

  • Capa comum: 464 páginas
  • Editora: Intrínseca; Edição: 1ª (17 de abril de 2019)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8551004689
  • ISBN-13: 978-8551004685

SINOPSE
Nove pessoas se reúnem em um spa bem distante da cidade. A quilômetros da civilização, sem carro nem celulares, elas não têm qualquer contato com o mundo exterior. Apenas tempo para pensarem em si mesmas e se conhecerem melhor. Algumas estão lá para perder peso, algumas para tentar recomeçar a vida, outras por razões inconfessáveis até para elas mesmas. No meio de tanto luxo e mimo, sucos e meditação, todos sabem que vão precisar se esforçar nos próximos dez dias. Mas ninguém é capaz de imaginar o tamanho do desafio.
Frances Welty, escritora de romances best-sellers, chega à Tranquillum House com um problema nas costas, um coração partido e um corte no dedo extremamente dolorido. Ela logo fica intrigada com os colegas de retiro — a maioria não parece precisar de fato de um spa. Mas quem mais a deixa curiosa é a diretora. Será que ela tem as respostas que Frances nem sabia que estava procurando? Será que Frances deve colocar suas dúvidas de lado e mergulhar em tudo que o spa tem a oferecer? Ou é melhor fugir enquanto é tempo?
Não demora muito para que todos os hóspedes estejam se fazendo esta pergunta.

***
Para comprar o livro, clique Aqui. AMAZON

                                                                                                           Até a próxima, um grande beijo! 

By: Thaísa Salvador
e-mail: thaisaelloa@gmail.com

AS GAROTAS MADALENAS – Autor: V.S. ALEXANDER





                      Meus amores, estou aqui hoje para falar sobre o livro “As garotas Madalenas”, do autor que escreve sob o pseudônimo de V.S. ALEXANDER. É uma leitura perturbadora e dolorosamente real sobre o que acontecia (e em alguns lugares ainda acontece) dentro das instituições da Igreja Católica que “acolhiam” jovens pecadoras rejeitadas, “em desgraça”, abandonadas a sua própria sorte pela família e pela sociedade e encaminhadas para os conventos para serem regeneradas, tornando-se mulheres “decentes”. Na realidade as únicas transgressões que aquelas meninas haviam cometido era serem bonitas e com opiniões fortes demais. Confesso que, como católica, me senti envergonhada.


As garotas Madalena: Quem poderá salvá-las? por [Alexander, V. S.]O livro narra a história de Teagan Tiernan e Nora Craven e se passa na Irlanda, meados de 1960, onde a Igreja Católica radical dominava e impunha seus valores ao inconsciente coletivo. Em uma obra onde se nota um pesquisa profunda, o autor descreve com detalhes a vida daquelas meninas dentro das chamadas “lavanderias”, que eram uma espécie de reformatório. As internas, apelidadas de “Magdalene Sisters” (“Irmãs de Madalena”), eram principalmente meninas que engravidaram fora do casamento ou que tinham um comportamento considerado imoral, especialmente vítimas de estupro ou prostitutas.

O cenário é chocante e sufocador, as freiras são descritas como mulheres amargas, autoritárias, frustradas e sádicas, que infligiam às garotas sob sua guarda sofrimento físico e psíquico incomensuráveis, com a imposição de longas horas de trabalho árduo em condições desumanas, privando as garotas de qualquer vaidade ou cuidado com a imagem pessoal, cortando seus cabelos e uniformizando suas vestimentas, insultando-as e tolhendo qualquer dignidade que restasse na alma daquelas garotas.

Teagan Tiernan, uma linda jovem de 16 anos, vê sua vida virar um verdadeiro inferno com a chegada de um jovem e atraente padre na Igreja que freqüentava. O jovem padre Mark atraia olhares de todas as mulheres, mas se sentiu especialmente atraído pela jovem Teagan. Perturbado, perseguido por seu passado indecente, o padre resolve confessar-se com seu superior, que rapidamente tratou de resolver a situação jogando a pobre Teagan aos lobos. 

Quando o pai de Teagan, que nunca soube se controlar com a bebida, fica sabendo do possível envolvimento da filha com o padre, toma uma atitude drástica e a leva ao Convento das Irmãs da Sagrada Redenção. Inicia aí o verdadeiro sofrimento em que se tornará a vida de Teagan.

Nora Craven era uma jovem rebelde, ambiciosa e voluntariosa, que também devido a um enorme mal entendido acaba na Instituição. As duas garotas se tornam amigas e juntas pretendem fugir e recuperar sua vida, pois percebem que se permanecerem ali enlouquecerão ou morrerão.

Os relatos são chocantes, havia um orfanato ao lado, crianças eram dadas para adoção de forma ilegal, os bebês mortos eram enterrados ali mesmo nos arredores do muro que cercava a Instituição. Saber que situações como esta foram reais até muito tempo é desesperador e causa profunda indignação e revolta.

Por exemplo, em 2013, as autoridades irlandesas publicaram um relatório de mil páginas sobre esses comportamentos, o que levou o então primeiro-ministro Enda Kenny e as congregações religiosas a pedir desculpas públicas. Convenhamos que desculpas não são suficientes, nunca serão.

Em 2014, o primeiro-ministro irlandês Enda Kenny chamou de “abominação” a maneira como as jovens mães haviam sido tratadas e lamentou que seus filhos tivessem sido considerados como “subespécies inferiores”.

Em 2015, o governo irlandês abriu uma comissão para investigar 18 centros de nascimento que acolhiam jovens mães solteiras, para examinar sua “alta taxa de mortalidade” de recém-nascidos. Esta investigação se deu após o trabalho de uma historiadora, Catherine Corless. Segundo ela, cerca de 800 crianças nascidas em um desses centros, o Lar St. Mary das Irmãs do Bom Socorro de Tuam (oeste da Irlanda), haviam sido enterradas em uma fossa comum, entre 1925 e 1961.

Em mais de um quarto dos casos, o Estado foi responsável pelo envio dessas mulheres para essas lavanderias. Os atestados de óbito apontavam que os bebês tinham morrido de desnutrição e doenças infecciosas, como tuberculose e sarampo. Em 2017 foi encontrado um grande número de ossadas infantis.
Nos últimos anos, várias investigações revelaram a extensão das práticas de adoção ilegal de crianças nascidas de mulheres solteiras, realizadas pelo Estado irlandês com a cumplicidade da Igreja católica.

Isso não é ficção, infelizmente. Os fatos relatados na obra, em uma narrativa que mesmo dolorida não perde a delicadeza e trata com muito respeito o assunto, são trágicos e fazem parte da História, uma história macabra e sombria, de preconceito, radicalismo, dogmas, intolerância e profundo desrespeito a dignidade de qualquer ser humano.

Recomendo a leitura fortemente, é de suma importância nos tempos que estamos vivendo e para que a história não se repita, pois acredito que existem erros que não são passíveis de reparação, tais como os que foram cometidos nesse período por estas Instituições com a conivência e o silêncio eloquente da Igreja Católica.
AUTOR:
Resultado de imagem para autor V. S. Alexander

V.S. Alexander é um fervoroso estudante de história, com um forte interesse em música e artes visuais. Algumas das influências de escrita de VS incluem Shirley Jackson, Oscar Wilde, Daphne du Maurier ou qualquer trabalho das requintadas irmãs Brontë. VS mora na Flórida e trabalha em um terceiro romance histórico para Kensington.
SINOPSE: 
Dublin, 1962. Dentro dos portões do convento das Irmãs da Sagrada Redenção opera uma das Lavanderias de Madalena da cidade. Outrora um lugar de refúgio, as lavanderias haviam evoluído para sombrios reformatórios de trabalhos forçados. É para lá que a jovem Teagan Tiernan, de 16 anos, é levada pela família, depois de ter sido transformada em personagem de uma intriga que também envolvia um jovem e belo padre.

Convivendo com mulheres “em desgraça” – mães solteiras, prostitutas, menores infratoras – e garotas comuns, cujos únicos pecados se resumiam a serem bonitas ou independentes demais, Teagan faz amizade com Nora Craven, uma jovem rebelde que pensava que nada poderia ser pior do que sua miserável vida familiar.

As duas jovens se tornam reféns da Madre Superiora e de suas punições cruéis – sempre em nome do amor. Entre fracassadas tentativas de fuga, Teagan e Nora vão descobrir como é árduo o mundo exterior, principalmente para jovens de reputação arruinada.

Narrado com franqueza, compaixão e riqueza de detalhes históricos, As garotas Madalenas é um primoroso romance sobre a vida dentro dessas polêmicas instituições da Igreja Católica. É uma história inspiradora de amizade, esperança e incansável coragem.

DADOS DO LIVRO

  • Número de páginas: 282 páginas
    • Editora: Gutenberg Editora (30 de maio de 2019)
    • Idioma: Português
    • Formato: eBook Kindle
    • Autor: V. S. Alexander 
    • Tradutor:  Nilce Xavier 


                                                                                                               Até a próxima, um grande beijo! 

    By: Thaísa Salvador
    e-mail: thaisaelloa@gmail.com

















    Uma Lição de Amor - Elysanna Louzada (By: Cristina Daitx)



    Resenha:
    A vida de Ana Luísa é marcada por perdas. Primeiro seus pais, depois seus avós, e teria ficado sozinha não fosse a amizade que fez com Otávio e Eduardo. Ambos irmãos, foram sempre presentes em sua vida. Sempre atenciosos, prestativos e preocupados com ela e com seu bem-estar. 

    Porém, a amizade com Eduardo vai além, e eles descobrem-se apaixonados um pelo outro. Apesar disso, eles têm que separar quando Eduardo vai trabalhar no exterior e acaba ficando muito doente.

    Quando finalmente se reencontram, Ana Luísa descobre que ela também está com uma grave doença, e que a ampara desta vez é o outro irmão, Otávio. Eduardo, sentindo-se rejeitado, volta para o exterior e refaz sua vida com outra pessoa. Isso faz com que Ana Luísa também decida retomar sua vida, e agora recuperada, casa-se com Otávio e adota uma filha. 

    Mas o destino mais uma vez fará com que ela perca alguém muito especial, sua filha. Movida por esse forte sentimento, ela vai ajudar outras crianças que também precisam de cuidados médicos. É quando ela reencontra Eduardo, agora viúvo e com uma filha, e ainda muito magoado pelo que aconteceu no passado. 


    Otávio, mesmo inseguro, tenta conversar com o irmão e reestabelecer sua relação, que ficou rompida desde o seu casamento com Ana Luísa. Mas então, os dois sofrem um trágico acidente, e Otávio não resiste. E é esse difícil momento, de intensa dor, que Ana Luísa e Eduardo, terão que superar as mágoas do passado e juntos, tentarem um recomeço.


    SOBRE O LIVRO
    ISBN: ASIN:_B00L4A56MC
    Ano: 2014 / Páginas: 246
    Idioma: português
    Editora: Ases da Literatura
    Sinopse:
    Você já se perguntou o que é o amor? Pois é justamente isso que Ana Luísa se pergunta ao pensar nas reviravoltas que o destino reservou para sua vida. Disposta a viver seu grande amor, ela vai descobrir que nem sempre as coisas acontecem de acordo com o que planejamos.

    Dramático, instigante e emocionante, Uma Lição de Amor vai colocá-lo diante do inesperado e do improvável apresentando a vida de uma maneira que, talvez, você nunca tenha notado.
    Sobre a autora:
    ELYSANNA LOUZADA é formada em Língua Portuguesa, Literatura e Inglês, casada e mãe de dois filhos. Autora da trilogia juvenil Herdeiros do Trono, do romance Uma Lição de Amor e integrante da coletânea Grandes Histórias da Bíblia.



                                                                                                                       BY:
    Cristina Daitx
    Resenhista Literária
    Letróloga 


    Mar Morto - Jorge Amado



    O livro retrata a vida de homens que tiram seu sustento do mar, não com pesca, mas com pequenos fretes entre as ilhas. E principalmente, nos conta a história de Guma. 

    Seu pai, seu tio, todos os homens de sua família foram homens do mar, e muitos tiveram o mesmo destino, foram levados por Iemanjá. E com ele não foi diferente, desde os 12 anos sua vida é o mar, e ele cresce número povoado onde todos os home vão para o mar e as mulheres e crianças esperam e rezam que eles voltem. 

    Por isso, Guma decide que não vai se casar, pois um homem do mar deve ser livre, e não deve deixar uma esposa esperando por alguém que pode nunca voltar, pois o destino de uma mulher que perde o marido para o mar é passar fome ou trocar o próprio corpo por dinheiro para sobreviver. 

    Mas então Guma conhece Lívia, uma moça da cidade, a quem ele não consegue esquecer. Ele sai para o mar tentando esquecê-la, mas o destino é mais forte, e eles acabam se casando. E cada vez que ele vai para o mar Lívia vai também, pois ela sofre muito a cada espera, ela sempre acha que ele não vai voltar. 

    Porém, Lívia engravida, e essa vida de espera e angústia a atormentam ainda mais. Ela quer que Guma venda o barco e eles se mudem para a cidade, para montar um negócio. 

    Guma pede para ela um prazo para que possa primeiro pagar algumas dívidas, mas esse prazo se estende e anos se passam. 

    O filho dos dois já está começando a se encantar pelo mar também, e ela quer levá-lo logo embora daquele lugar, ela não quer ter que esperar e sofrer duas vezes, pelo marido e pelo filho. 

    O pior então acontece, Iemanjá leva Guma, nem ao menos seu corpo ela devolve, e ela não consegue ver Guma uma última vez. 

    E então ela resolve ficar, ela comandará o barco agora, e ensinará ao filho como ser bravo e destemido como o pai, ela será uma mulher do mar, e sempre que estiver no mar estará perto de Guma.
    ***
    O LIVRO
    Ano: 2012
    Páginas: 272
    Idioma: português
    Editora: Companhia de Bolso
    Sinopse:
    Nenhum outro livro sintetizou tão bem quanto Mar morto o mundo pulsante do cais de Salvador, com a rica mitologia em torno de Iemanjá, a rainha do mar. Personagens como o jovem mestre de saveiro Guma parecem prisioneiros de um destino traçado há muitas gerações: o dos homens que saem para o mar e que um dia serão levados por Iemanjá, deixando mulher e filhos a esperar, resignados.

    Mas nesse mundo aparentemente parado no tempo há forças transformadoras em gestação. O médico Rodrigo e a professora Dulce, não por acaso dois forasteiros, procuram despertar a consciência da gente do cais contra o marasmo e a opressão.


    Esse contraste entre o tempo do mito e o da história move Mar morto, envolvendo-nos desde a primeira página na escrita calorosa de Jorge Amado.

    AUTOR:

    Foi um dos mais famosos e traduzidos escritores brasileiros de todos os tempos.

    Ele é o autor mais adaptado da televisão brasileira, verdadeiros sucessos como:
    • Tieta do Agreste, 
    • Gabriela, Cravo e Canela e 
    • Teresa Batista Cansada de Guerra 
    São criações suas, além de: 
    • Dona Flor e Seus Dois Maridos e 
    • Tenda dos Milagres. 
    A obra literária de Jorge Amado conheceu inúmeras adaptações para cinema, teatro e televisão, além de ter sido tema de escolas de samba por todo o Brasil. Seus livros foram traduzidos em 55 países, em 49 idiomas, existindo também exemplares em braille e em fitas gravadas para cegos.

    Amado foi superado, em número de vendas, apenas por Paulo Coelho mas, em seu estilo - o romance ficcional -, não há paralelo no Brasil.
    Em 1994 viu sua obra ser reconhecida com o 
    Prêmio Camões, o Nobel da língua portuguesa

                                                                                  ***                                                                                                                     



    Por: Cristina Daitx 
    Contato: cristina.scheffer@hotmail.com


















    © BOLG DA MARY - 2015-2016. Todos os direitos reservados.
    Criado por: MARY DESGN.
    Tecnologia do Blogger.
    imagem-logo